A Escolha dos 3, A Torre Negra #2


O texto seguinte pode conter spoilers do livro “A Escolha dos Três”, segundoo volume da série A Torre Negra

A Escolha dos Três, da Bertrand Editora, é o segundo volume da visionária obra de Stephen King, a saga A Torre Negra. São 424 páginas repletas de ação que transformam este livro em mais um surpreendente mar de letras maravilhosamente esculpido pela varinha de condão chamada King. A quem pegar pela primeira vez neste livro, eu só posso sugerir: saboreiem, divirtam-se. Porque este livro não tem tempos mortos, é uma montanha-russa de emoções, onde a fantasia se mistura com a comédia de uma forma que nos deixa completamente “à nora”.

sem-titulo
Capa Bertrand Editora

A história do livro é rocambolesca. Depois de no primeiro volume, O Pistoleiro, o protagonista Roland nos mostrar o seu mundo em tudo idêntico (aparentemente) ao do antigo Faroeste, neste segundo livro o nosso protagonista encontra-se numa praia, tentando sobreviver às lagostosidades (uma espécie de lagostas gigantes) que saem da água assim que o sol se põe, e que fazem perguntas estranhas como “did-a-chum” ou “did-a-choque”. Como Stephen King tão bem ironiza, parecem perguntas de advogado.

Roland consegue sobreviver durante algum tempo a essas criaturas, mas acaba por se ferir gravemente e perder alguns dedos nas mãos e parte do pé. Encontra então o primeiro portal, tal como o Homem de Negro lhe haveria garantido que encontraria. Ao entrar no primeiro portal, encontra O Prisioneiro, Eddie Dean, um viciado em droga do nosso mundo em pleno ano de 1987, com quem Roland estabelece uma enorme empatia. Após várias peripécias, Eddie transporta o portal para o inóspito mundo de Roland.

Quando encontram o segundo portal, Roland atravessa-o e encontra, no ano de 1964 do nosso mundo, A Senhora das Sombras. É, na verdade, uma afro-americana que perdeu as pernas após ser atirada para a frente de um metro. Roland e Eddie sofrerão inúmeros reveses quando percebem que esta mulher, tem, na verdade, duas personalidades bem distintas: a benévola Odetta Holmes e a inssurrecta Detta Walker, que se tornará mais em inimigo do que em aliada.

sem-titulo
Odetta/Detta, Roland, Eddie e Jake (glockart)

No terceiro portal, Roland encontra Jack Mort, O Que Empurra, o homem responsável por dois crimes marcantes na vivência do nosso herói. Mort é, também, a chave para a resolução dos problemas do pistoleiro, que prossegue na senda da sua Torre Negra. A forma como ele encara e se choca com os objetos e formas de vida no nosso mundo que encontra através dos portais, é, em simultâneo, uma alegoria e uma crítica mordaz do nosso autor. Para nós, leitores, é tudo o que podemos desejar num livro.

Apesar de não achar a história em si minimamente interessante, a forma como o autor nos conduz através dela, e a sua forma de escrever são desconcertantes e só nos fazem chorar por mais. Recomendo vivamente.

Avaliação: 8/10

A Torre Negra (Bertrand Editora):

#1 O Pistoleiro

#2 A Escolha dos Três

#3 As Terras Devastadas

#4 O Feiticeiro e A Bola de Cristal

#4,5 A Lenda do Vento

#5 Lobos de Calla

#6 A Canção de Susannah

#7 A Torre Negra

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close