X-Men #8 Setembro 2014


O texto seguinte pode conter spoilers do livro “Junta-te à Revolução”, número 8 de 2014 da série X-Men (Formato BD)
Sem Título
Capa Panini

Opinião:

Ainda não tinha comentado os novos capítulos da saga X-Men da Marvel em formato BD, mas julgo que esta nova edição seja digna de registo.

Como seguidor desta saga há décadas, o desenvolvimento da história e o rompimento de alguns laços que se haviam pré-estabelecido no passado tem-me agradado bastante, o desaparecimento de personagens fulcrais como Tempestade, Wolverine ou Xavier dão destaque a outras personagens como Magia, que ganham outra dimensão. Ciclope é agora o líder dos X-Men, assombrado por ter sido o culpado pela morte de Xavier, mas é o rosto da esperança mutante e o grande protagonista deste novo arco de história. Não sou propriamente fã da guerra entre X-Men e Vingadores, nem do desenvolvimento da SHIELD e a sua perseguição – um grupo do qual também não sou fiel seguidor, nem no cinema e menos ainda na série da FOX com o nome da agência como título – mas compreendo a ligação e o desenvolvimento da acção. O destaque negativo vai para o demasiado tempo de antena dado a novos mutantes sem qualquer dom digno de registo e para as suas famílias quase risíveis. A minha “benção” vai para o personagem Magneto e a sua evolução. Tornou-se o braço-direito de Ciclope na frente dos X-Men, ainda que não consigamos confiar plenamente nele. Não só as suas ações são dúbias, como o seu passado como grande inimigo de Xavier nos deixa de pé atrás.

Em suma, a banda desenhada continua a ser, na minha modesta opinião, bem melhor que a franquia X-Men em filmes e séries, e apesar de ter perdido um pouco do fulgor de outrora, espero que se mantenha na pole-position dentro do sempre surpreendente mundo X-Men.

Avaliação: 6/10

Anúncios