Suspeito


O texto seguinte pode conter spoilers do livro “Suspeito”

Um livro que fala sobre feridas disfarçado de policial. É esta a forma como eu posso qualificar o romance Suspeito de Robert Crais. Maggie é uma cadela de treino militar que vê o seu dono morrer no Afeganistão. Scott é um polícia de Los Angeles que vê a parceira ser assassinada. Ambos ficam com marcas graves que apenas uma nova relação de companheirismo e amizade pode ultrapassar. A investigação sobre o homicídio da parceira de Scott é a alavanca para o desenvolvimento desta relação e para o ultrapassar dos seus traumas.

O autor inspirou-se nas suas experiências pessoais. Confesso fã de animais e de cães em particular, Robert foi amigo inseparável de uma cadelinha chamada Yoshi nos primeiros anos como escritor. Ficou de tal forma ligado aquela anika que depois de ela morrer com 12 anos, nunca mais conseguiu ter outro cão. Segundo o próprio, sentia que estava a ser desleal se arranjasse outro para a substituir. Somos uma matilha de dois, é um dos pensamentos da cadela no livro que reflecte intensamente a relação que ela foi construindo com o seu dono.

Sem título

SINOPSE:

Scott James, elemento da Polícia de Los Angeles, nunca recuperou totalmente da noite terrível em que a sua parceira foi morta e ele quase morreu. Não se encontra apto para o serviço – até conhecer a nova parceira, Maggie, uma valente cadela militar, que também não ficou muito bem depois de um sniper no Afeganistão lhe arrebatar o tratador, Scott e Maggie têm muito em comum.

E são a última oportunidade um do outro.

 OPINIÃO:

Nunca li nada deste autor e não fiquei com grande vontade de repetir a façanha. Não que o livro seja mau. Não que o autor escreva mal. A escrita é acessível, dinâmica e empática. Simplesmente não houve nada ali que me desse alento a voltar a experimentar.

A história policial faz-me lembrar um tradicional filme do género com gangues rivais, polícias corruptos, assaltos à mão-armada, etc…, o que neste livro acaba por ser um pano de fundo para a relação de confiança que se estabelece entre Scott e a cadela Maggie. Não lhe retiro créditos num quesito: o autor mostrou conhecimentos (ou investigação) na forma como se treinam os animais, no estudo dos comportamentos de alguém que passa por um trauma e na tentativa de ir buscar memórias aos acontecimentos traumáticos no apoio a uma investigação.

sem-titulo
Cão polícia (Cachorro Ideal)

Acabou por ser um livro que se leu bem, não tem tempos mortos, não tem capítulos desinteressantes, os personagens demonstraram bem o seu potencial e desempenharam o seu papel. Houve momentos em que comecei a desconfiar que alguns personagens podiam estar ligados ao crime e acabei por acertar. Apesar de gostar de ver o treino de Maggie e a sua evolução, a parte policial para mim teve mais interesse, e acabou por se desenrolar mais no último terço da narrativa.

É um livro pequeno que, volto a frisar, lê-se muito bem. O que me deixa aqui a pensar por que razão não me conquistou por aí além. Talvez tenha sido o tom algo depressivo. Muito soft, muito light. Não sei se se deve ao trabalho de tradução, mas julgo que o problema tenha sido do escritor. Fiquei com a sensação que ele era um bocado pãozinho sem sal. Foi um livro demasiado certinho, ou talvez demasiado previsível. O final foi exatamente aquele que eu estava à espera desde o início.

É um bom livro para quem gosta de animais e para quem gosta de policiais, e mostra de uma forma carinhosa a empatia entre o homem e o cão, de uma forma leve, pouco desenvolvida. Em termos de avaliação, não lhe consigo dar mais do que um “Suficiente”.

Avaliação: 5/10

Anúncios

4 thoughts on “Suspeito

  1. Pingback: Março, sê bonzinho! | Nuno Ferreira

  2. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #1 | Nuno Ferreira

feedback

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s