A Lenda do Vento, A Torre Negra #4.5


O texto seguinte pode conter spoilers do livro “A Lenda do Vento”, volume isolado da série A Torre Negra

Stephen King é um nome incontornável da ficção mundial e o mestre do terror e do suspense. Sempre carregado de uma boa dose de originalidade, este extraordinário autor norte-americano já conta com um vasto currículo de obras-primas. A saga A Torre Negra é, no entanto, a sua obra mais visionária, uma incursão no fantástico de proporções colossais. Uma saga que o autor demorou cerca de trinta anos a concluir.

A Lenda do Vento é tido como um romance isolado dentro da própria saga, tanto que a editora Bertrand optou por o publicar antes dos restantes. Erradamente, a meu ver. Embora o próprio autor crie as condições, no início do livro, para que quem não leu nada da saga possa começar por este volume, acho que ele deve ser lido entre o quarto e o quinto volume.

sem-titulo-2
Via Apogeu do Abismo

E isto porque eu, que já li os dois primeiros da saga, acabei por levar com uns quantos spoilers de cenas que eu não tinha lido ao pegar nas primeiras páginas. Nem sou das pessoas que se importa de levar com spoilers, e mesmo assim julgo que teria preferido ler este livro entre os volumes quatro e cinco, como o próprio autor recomenda.

Em relação ao livro, para quem não sabe do que se trata a saga A Torre Negra, fala das aventuras e desventuras do pistoleiro Roland Deschain na Terra Média, o fantástico mundo criado por King, onde os descendentes do Rei Artur viraram cowboys e lidam com todo o tipo de ameaças, desde demónios a dragões. Criaturas criadas pelo autor também vão aparecendo, assim como objetos futuristas; no fundo o mundo do autor é uma piada sobre fantasia e ficção científica, incluindo elementos de outros mundos fantásticos de uma forma subtil.

Começa com os personagens da série: Roland, Jake, Susannah, Eddie e o billy-bumbler Oy em busca de um abrigo para sobreviverem à tormenta-mor. No retiro, Roland começa a contar histórias da sua juventude, onde temos mais recordações de Gilead e a caça dos cowboys ao homem-pele, um sujeito que se transforma, e nessa mesma recordação o jovem Roland conta a uma criança que acabou de perder o pai às mãos da criatura a história que a mãe lhe contava em criança: A Lenda do Vento. O livro conclui com a resolução do mistério do homem-pele e o fim da tormenta-mor para os nossos heróis seguirem viagem.

Sem
Capa Bertrand
SINOPSE:

Em A Lenda do Vento, Stephen King transporta-nos à Terra Média, o território espetacular da saga A Torre Negra. Roland Deschain, Jake, Susannah, Eddie e Oy enfrentam uma terrível tempestade quando acabam de atravessar o rio Whye e são obrigados a abrigar-se numa cidade há muito abandonada. Embalados pelo brilho das chamas e pelo uivo do vento, os quatro companheiros acompanham o pistoleiro em dois episódios de seu passado. Uma viagem encantadora e assustadora ao mundo de Roland e um testemunho do poder e da magia de Stephen King a contar histórias.

OPINIÃO:

É sempre uma experiência refrescante ler Stephen King e este livro não foi excepção. Senti o livro como uma espécie de matrioska. Tirando o facto de algumas passagens roçarem a exaustão e a própria Lenda do Vento poder ser contada em metade das páginas, foi uma boa leitura. Para além do Homem da Coleta e da subtileza deliciosa de King (a referência a Aslan de As Crónicas de Nárnia deu-me vontade de rir), o capítulo da Lenda do Vento foi uma pequena deceção.

Foi uma história que não me surpreendeu e tornou-se um pouco enfadonha. Gostei muito mais da perseguição dos cowboys ao homem-pele e das recordações de Roland. Apesar de algumas passagens mais chatas, foi um livro que não me desiludiu no seu todo. Acho esta saga incrível. Apesar de a história em si não ser nada de extraordinário, o autor condimenta-a com uma certa dose de intenções encriptadas e uma escrita mordaz que não deixa ninguém indiferente. Até agora os livros desta saga sempre me deixaram a “chorar por mais”. Recomendo vivamente. Volto a frisar, porém, que se não quiserem apanhar spoilers, leiam este livro entre o quarto e o quinto da série.

Avaliação: 8/10

A Torre Negra (Bertrand Editora):

#1 O Pistoleiro

#2 A Escolha dos Três

#3 As Terras Devastadas

#4 O Feiticeiro e A Bola de Cristal

#4,5 A Lenda do Vento

#5 Lobos de Calla

#6 A Canção de Susannah

#7 A Torre Negra

Anúncios

11 thoughts on “A Lenda do Vento, A Torre Negra #4.5

  1. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #1 | Nuno Ferreira

  2. Pingback: Março de 2015 | Rascunhos

  3. Pingback: As Terras Devastadas, A Torre Negra #3 | Nuno Ferreira

  4. Pingback: Lobos de Calla, A Torre Negra #5 – Nuno Ferreira

  5. Pingback: O Pistoleiro, A Torre Negra #1 – Nuno Ferreira

  6. Pingback: A Escolha dos 3, A Torre Negra #2 – Nuno Ferreira

  7. Pingback: O Feiticeiro e a Bola de Cristal – Nuno Ferreira

  8. Pingback: A Canção de Susannah, A Torre Negra #6 – Nuno Ferreira

  9. Pingback: Estive a Ler: A Torre Negra, A Torre Negra #7 – Notícias de Zallar

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s