Deus… Menor


2

O medo enfraquece o homem. Torna-o reativo, apaixonado mas lento, torna-o parvinho. Simplesmente acontece. São palavras escritas no computador portátil de um simples autor; um deus criador para o mundo que escreve e que, quase inexplicavelmente, ganha vida própria. Pergunto-me se o Criador do nosso universo se sente assim tão perplexo ao redigir as tramas das nossas vidas. É com agradável entusiasmo que me encontro já a garatujar o quarto volume das Histórias Vermelhas de Zallar, cujo título de trabalho (e muito possivelmente o definitivo) será Deus Menor. Os meus personagens ganharam vida própria, é verdade, mas continuam meus, e a corresponder às expectativas que criei para eles. Sob um teto de estrelas, a ação avança e as histórias interligam-se. Os personagens seguem os trajetos que desenhei e convergem no caminho de um final coerente e verosímil. Não sei se é a minha vontade a falar quando digo isto, ou se é mesmo a minha análise de autor a concordar com essa mesma vontade, mas sinto-me empolgado com o rumo da obra e sinto que não negligenciei nenhum núcleo. Sou um autor muito perfeccionista e sentir isto é formidável. Se há alguém que se pode queixar, é o meu computador, pelas dedadas esmagadoras de um autor assassino de personagens – e, claro está, essas mesmas personagens que se encontram a dormitar para a eternidade no cemitério dos que já se foram.

Sou um homem pragmático em algumas coisas, em outras nem tanto, mas gosto de ir ao cerne da questão. Para os que gostam do meu trabalho, e para os que não gostam sem terem tocado sequer nele, posso dizer que as Histórias vão continuar o seu percurso de brutalidades e a intensidade vai aumentar. Agradeço todo o carinho com que aquele importante núcleo de pessoas que admira o meu trabalho continua a tratar-me. Apesar de estar a escrever o quarto volume, o segundo não foi esquecido e acendam uma velinha a Aan para que ele saia este ano. Todos os meus esforços vão nesse sentido e a revisão do livro está a caminhar a passos de gigante. Gostava de vos falar mais sobre ele, sobre o que vem por aí, mas só vos posso dizer que os próximos livros são volumes cheios de emoção, aliando uma fantasia verosímil baseada na Antiguidade Clássica, Civilizações Meso-americanas e Egípcias a uma análise profunda do comportamento humano, com personagens tão ambíguos quanto apaixonantes. Como diz Stephen King na tão famosa Dark Tower Saga que estou a ler neste momento, o mundo avança, e acrescento: à medida que ficamos mais experientes naquilo que fazemos, forçamo-nos a saudar o passado com a humildade de quem erra e a sabedoria de quem sabe que tem muito ainda para aprender. A vida é como uma bola, quantos mais pontapés lhe dás, mais ela enfraquece e definha.

Ergam as espadas e tenham um mês de Maio cheio de grandes leituras, boa gente de Zallar. 😛

Anúncios

4 thoughts on “Deus… Menor

  1. Catia valente

    Muito bem! 😀 Gosto de te ver assim animado e cheio de vontade de escrever.
    Estou muito entusiasmada para ver essa continuação mas de pé a trás por afirmares ser um “assassino de personagens”, vamos ver o que vai sair daí.

    Boa continuação

    1. Sou um autor que gosta de fazer sofrer as personagens de que mais gosta, mas que só mata aquelas que acha dispensáveis/estão a mais. 😀 Obrigado pelo comentário, vais ter grandes surpresas.

      😉

  2. Viva,

    A minha velinha está acesa e já sabes que sou teu admirador e podes contar comigo seja para o que for 😉

    Com muitas expectativas para o livro seguinte, venha ele 🙂

    Abraço e obrigado por estas mensagens, também a nós nos sabe bem 🙂

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s