Lego “Espada que Sangra”


Olá, caros seguidores do planeta Zallar. Como sabem, sou grande fã da marca Lego, e não resisti a criar este desafio, que me permite promover o meu livro enquanto me divirto. O objetivo é ir reproduzindo cenas do Espada que Sangra com peças de Lego. Bem, a tarefa não se adivinhava fácil, até porque as minhas peças, por muito bem estimadas que estejam, já têm alguns anos… mas correu melhor do que eu esperava. A primeira cena que eu irei reproduzir encontra-se nos primeiros capítulos do livro, a chegada dos hurkk ao Palácio de Alabastro em Hyldegard e a receção da rainha aos mensageiros.

#1

Aqui ficam excertos da cena em questão, para aqueles que não leram o livro se contextualizarem:

Lego 2

“Percebendo quem se encontrava à sua frente, ambos os hurkk decidiram proceder às suas respetivas reverências. A Rainha sorriu perante a beleza daqueles dois exemplares. Mas o seu olhar voou para além deles.”

“O animal aninhou-se aos pés de Ezzila e fechou os olhos. Instalada na sua poltrona, a Rainha olhou então gravemente para os mensageiros.

– Os meus nobres olhos observam que vêm da Espada do Unicórnio. Ventos frios trazem-me maus prenúncios. Que novas há?!

Um dos hurkk deu dois passos à frente e fez descer o joelho direito até ao solo de mármore branco com uma excelsa graciosidade. Fletiu o esquerdo. Vergando ligeiramente a cabeça, evitou o olhar penetrante da Rainha, e tomou a palavra numa voz fina e estridente.”

Também o personagem Ruth Amarion, esposo de Ezzila e lorde-camareiro de Hyldegard, é apresentado nesta cena:

“Ruth Amarion era o seu cônjugue.

– Minha querida esposa! – lançou em tom jocoso. – Tenha a bondade de nos brindar com a sua adorada companhia.

Lego 1Amarion, no entanto, não era rei, e tampouco fora o seu primeiro marido. Era o segundo, e se Ezzila não amara o primeiro, muito menos se podia dizer daquele espantalho palaciano. Ainda na vigência do seu falecido esposo, o Rei Maskean Olegos, Ruth Amarion fora um simples ministro na base do governo. Mas isso mudou. Olegos morreu, Ezzila sucedeu-lhe no poder, e quando a fome assolou Hyldegard, a Rainha revelou as suas imensas fragilidades como governante – ainda que fosse amada por muitos, ainda que tivesse um invulgar dom da palavra, era lamentavelmente unânime a opinião de que a sua apetência para a administração da cidadela era medíocre. Naquele momento, tudo parecia estar perdido, e Ezzila viu-se na eminência de conceder ao Conselho de Estado livre-arbítrio na sua ação. Amarion era já o primeiro-ministro, e rapidamente se transformou no herói que chegou e corrigiu a calamitante conjuntura social da época.”

A reprodução sofre de algumas imprecisões. À falta de um tigre-dentes-de-sabre fui obrigado a transformar Skygga num gatinho, e alguns pormenores foram ocultados, como as pilhas de livros em volta do trono ou a harpa tocada por Hzora, o jovem príncipe. A estátua da deusa Amável também foi substituída, desta feita pela estátua de um homem encapuzado. Tentei manter-me fiel à história que escrevi e aqui fica o resultado final desta primeira reprodução. 😀 Quem quiser participar neste desafio, toca a ir buscar legos ao baú e mergulhem no mundo de Zallar 😀 😀

Lego 3

Lego 4

Anúncios

8 thoughts on “Lego “Espada que Sangra”

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s