As Águias de Roma #1


Eu já treinei milhares de recrutas. Deixei-os comer pó e cuspir sangue. No final, eles gostaram de mim, pois fiz deles soldados legionários… Os melhores soldados do mundo!

O texto seguinte contém spoilers do primeiro volume da série As Águias de Roma (formato BD)

O primeiro volume da série As Águias de Roma, com roteiro e arte de Enrico Marini, foi publicado em Portugal pelas Edições Asa em 2011.

A narrativa, passada no auge do Império Romano, apresenta dois jovens muito diferentes. Marco, filho do romano Tito Valério Falco, e Ermanamer, filho de um príncipe germânico levado para Roma, onde é renomeado Caio Júlio Armínio. A Tito é confiada a educação do jovem Armínio, por ordens do Imperador. Ao início, o germânico revela-se bem mais talhado para as artes da guerra do que Marco, o que desperta a admiração do homem que o albergou e a inveja do seu irmão de criação.

sem-titulo
Marco (Marini)

Também a facilidade com que Armínio conquista as jovens intriga Marco e fomenta entre os rapazes uma certa inimizade. Ainda assim, Marco acaba por se revelar mais nobre de princípios e depois de matar um urso, salvando a vida a Armínio, os dois tornam-se os melhores amigos. A vida dos dois jovens sofre uma reviravolta, porém, quando Lucilla, irmã de Marco, pede a Armínio para a desflorar antes de se casar com o senador Casso, e manifesta o seu desejo em ver a madrasta morta. Misteriosamente, a esposa de Tito é encontrada sem vida.

Sem título 2
Capa Edições Asa
SINOPSE:

Após um terrível combate, Ermanamer, filho do príncipe Sigmar, fica refém dos romanos. O imperador Augusto confia-o ao seu fiel Tito Valério Falco, que tem um filho da mesma idade, Marco. Os dois jovens recebem uma rigorosa educação romana, submetidos a uma disciplina de ferro. Ao longo das provas, o ódio mais implacável cede lugar à amizade. Mas o que acontece à fraternidade de espírito e de armas quando surge o amor por uma mulher?

OPINIÃO:

Sem surpreender, Marini construiu uma narrativa básica e cheia de clichés, mas com tantas histórias já contadas sobre o Império Romano, seria difícil não os encontrar. Faltam algumas frases de efeito, mas os diálogos foram bem trabalhados e as relações entre personagens bem exploradas. A reta final do primeiro volume agradou-me, com algumas reviravoltas e dando destaque a outros personagens para além dos dois protagonistas. Julgo que os dados estão lançados para uma continuação cheia de surpresas e de reviravoltas.

A nível gráfico, as cores são realmente o mais notável da edição. O desenho de As Águias de Roma não me desiludiu; tanto as expressões faciais quanto os traços corporais – masculinos e femininos – agradaram-me bastante.

Avaliação: 7/10

As Águias de Roma (Asa):

#1 Livro I

#2 Livro II

#3 Livro III

#4 Livro IV

#5 Livro V

Anúncios

7 thoughts on “As Águias de Roma #1

    1. Olá. 🙂
      A trama foca-se mais na ação propriamente dita e não tem grande base histórica, ao que me parece, mas não deixa de ser muito interessante e mostrar uma visão realista da época.
      Beijinho

  1. Pingback: As Águias de Roma #2 – Nuno Ferreira

  2. Pingback: As Águias de Roma #3 – Nuno Ferreira

  3. Pingback: As Águias de Roma #4 – Nuno Ferreira

  4. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #6 – Nuno Ferreira

  5. Pingback: Resenha: As Águias de Roma #5 – Notícias de Zallar

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s