A Vingança do Assassino, A Saga do Assassino #4


Agora compreendo por que temos de os matar a todos, disse ele calmamente. Se não matarmos, nunca nos deixarão em paz. Temos de os perseguir até ao covil onde se escondem e matá-los a todos.

Era o único conforto que ele podia oferecer-me.

O texto seguinte contém spoilers do livro “A Vingança do Assassino”, quarto volume da série A Saga do Assassino

Robin Hobb, pseudónimo da autora Margaret Ogden, escreveu várias sagas literárias narrando a vida de FitzCavalaria, estando publicadas em português somente as duas primeiras trilogias, cada uma dividida em cinco volumes. Publicado pela Saída de Emergência em 2010, A Vingança do Assassino é a primeira metade do terceiro volume da primeira trilogia, intitulado Assassin’s Quest, originalmente publicado em 1997.

Neste volume, assistimos aos eventos que se sucederam à suposta morte de Fitz às mãos de Majestoso, depois deste usurpar o trono dos Seis Ducados ao próprio pai. Com a morte do Rei Sagaz e o desaparecimento de Veracidade, Majestoso viu o caminho aberto para o trono, sacudindo culpas e semeando intrigas e boatos. O dom da Manha exibido por Fitz foi narrado como uma habilidade monstruosa, em que o filho bastardo de Cavalaria adquiria traços de um lobo horrível, enquanto Kettricken, a esposa de Veracidade, era considerada uma feiticeira selvagem e Breu, o mentor de Fitz e irmão de Sagaz, uma personificação do mitológico e aterrador Homem Pustulento.

sem-titulo
O Assassino (wallpapers craft)

Fitz foi espancado até à morte, mas mesmo em cadáver obteve os cuidados de Paciência, que lhe tratou das feridas antes de ser conduzido à sepultura. Após o enterro, Breu e Castro procederam a um ritual que devolveu Fitz à vida, com recurso à magia da Manha. Como consequência, Fitz regressou com comportamentos animalescos, por conta da sua ligação ao lobo Olhos-de-Noite. Pouco a pouco, Castro recuperou o homem que existia nas profundezas de Fitz, e fê-lo recordar-se de tudo o que lhe acontecera. Voltando a si, Fitz apenas tinha uma ideia em mente: vingar-se de Majestoso. Separado de Castro e Breu, seguiu o seu próprio caminho, mas quando a cabana onde se escondia foi atacada por Forjados, viu-se obrigado a fugir. Mais tarde, descobriu que Castro regressara à cabana e, ao encontrar um Forjado com o seu tamanho e roupas, com o alfinete que lhe pertencera, pensou que Fitz tinha, desta feita, morrido de vez. Através da magia do Talento, Fitz descobriu também que Moli era a amiga que Castro dizia proteger, e que ela teve uma filha, fruto do amor que os uniu.

A demanda até Vaudefeira, onde Majestoso se escondia, reservou imensos percalços, levou-o a cruzar-se com Forjados, com uma família de músicos e com Rolfe Preto, um manhoso que o informou melhor sobre a magia da Manha. Contando apenas com a ajuda do seu lobo, Olhos-de-Noite, Fitz chegou finalmente ao Palácio de Majestoso, mas falhou na tentativa de o matar e ainda desvendou a sua identidade, o que apenas fez aumentar os boatos sobre a sua monstruosidade. Veracidade entrou em contacto com Fitz através da magia do Talento, revelando estar vivo algures para lá das Montanhas, e chamou-o para si.

A ligação mostrou-se mais forte que a sede de vingança por Majestoso ou o amor por Moli. Novos empregos, peripécias e a amizade com uma menestrel chamada Esporana levaram-no a cruzar o caminho que o conduzia às Montanhas, fazendo-o cruzar-se com Dardo, um antigo inimigo, Nico, um contrabandista, e Emaranhado, um dos mágicos do Talento às ordens de Majestoso. Com a ajuda de Esporana, Olhos-de-Noite e uma velha chamada Panela, Fitz enfrentou o ódio do seu maior inimigo.

Sem título 2
Capa Saída de Emergência
SINOPSE:

FitzCavalaria renasce dos mortos graças à magia desprezada da Manha, mas a sua fuga das garras da morte deixou-o mais selvagem do que humano. Os seus velhos amigos têm que ensiná-lo a ser um homem de novo, e depois deixá-lo escolher o seu próprio destino. Incapaz de esquecer a tortura a que foi submetido às mãos do príncipe usurpador, Fitz planeia vingança enquanto recupera a sua alma e sanidade. Até ao momento em que o seu verdadeiro rei o chama para o servir numa missão misteriosa com consequências inimagináveis.Numa terra arruinada pela ganância e crueldade onde Fitz se tornou uma lenda temida, ele fará tudo para restaurar a verdadeira regência nos Seis Ducados. Mas primeiro terá que escapar dos seus inimigos que lhe movem uma perseguição sem quartel… Não perca mais um excecional volume da Saga do Assassino recheado de emoção, magia pura e personagens memoráveis.

OPINIÃO:

Ainda não foi desta que Robin Hobb me conquistou. A ação lenta e repetitiva levou-me a ler este livro de 400 e poucas páginas durante mais de um mês. As peripécias pareciam reproduções umas das outras. Personagens apareciam apenas para encher páginas sem nada de prazeroso ou entusiasmante nas suas cenas, sem nada a adiantar à trama. As descrições eram demoradas e sem relevo.

As cenas de ação sucediam-se, mas pareciam padrões de azulejos, iguais umas às outras. A cena mais aguardada aconteceu rapidamente, sem nenhum confronto especial, sem o embate que se esperava ou qualquer acontecimento que surpreendesse. Soou forçada a forma como o objetivo de Fitz tornou-se seguir um personagem, de um momento para o outro, por meio de um chamamento mágico.

Ficou evidente que a autora chegara ao clímax do livro muito antes do esperado, e que optou por esse meio menos natural para chegar onde queria. Este livro podia ter sido cortado pela metade, sem perder um pingo de qualidade. Desconcerta-me pensar que se trata apenas da primeira metade de um livro, no seu original. A nível de construção de personagens, continuo sem nutrir qualquer empatia pelo lobo de Fitz, Olhos-de-Noite, que me parece só uma criatura ciumenta e nada mais. A relação entre ele e o personagem principal, no entanto, foi muito bem desenvolvida.

sem-titulo
Fitz (epicfantasybooks)

Como fui afirmando ao longo da saga, nem tudo é mau. Neste volume desagradaram-me mormente as repetições de cenas, empregos, disfarces, seduções e dilemas, mas posso considerar a descrição de Robin Hobb genial. Para além da ótima escrita (ainda que pouco entusiasmante), a autora faz-nos acreditar naquele mundo. Tudo ali é credível, apesar da magia estar muito presente ao longo da história. Os personagens são bem descritos e ricos, embora alguns tenham ficado pelo caminho e espero que não tenham sido meros figurantes. Esta é a primeira metade de um último livro de trilogia, mas parece antes o primeiro livro de uma nova aventura, pois tudo foi mais explorado e diferente dos primeiros livros da saga. Confio que a segunda metade (o quinto volume) seja mais fluída e aliciante.

Pela qualidade de escrita e de credibilidade apresentadas, custa-me dar uma pontuação tão baixa, mas foi um livro extremamente chato de ler.

Avaliação: 6/10

A Saga do Assassino (Saída de Emergência):

#1 Aprendiz de Assassino

#2 O Punhal do Soberano

#3 A Corte dos Traidores

#4 A Vingança do Assassino

#5 A Demanda do Visionário

Anúncios

17 thoughts on “A Vingança do Assassino, A Saga do Assassino #4

  1. Olá =D

    Gostei da tua opinião, apesar de não concordar com ela =)
    A forma como referes os pontos menos fortes da obra está bem argumentada, sim senhor. Reconheço que existem momentos mais mornos e que possam tornar a leitura mais lenta, mas eu gostei imenso e não me importei com tais momentos.

    É o Fitz e ele não muda mesmo =P se continuares a acompanhar as suas aventuras, e espero que o faças!, vais continuar a encontrá-lo nos mesmos sarilhos e em dilemas semelhantes porque ele é mesmo assim. Mas penso que isso faz parte do charme dele =P

    Bjs e boas leituras! Tenho a opinião do primeiro da nova trilogia, não tem spoilers praticamente, portanto estás à vontade para passar por lá, se quiseres =P

    1. Olá. Pois é, tu gostas bastante. O Fitz é um personagem que aprecio, e bem construído, mas acho toda a história bem chata. :p
      Vou espreitar a tua opinião. Beijinho e boas leituras.

  2. Ois,

    Estou com a Miss Lamora discordo a Hobb tem muita qualidade e se por vezes o enredo não desenvolve muito a escrita da Hobb é fantástica, mas pronto não podemos ver sempre da mesma forma 😀

    E penso que te vai despontar um pouco o final, cor de rosa e tudo feito muito à pressa, no fundo os acontecimentos serão melhor explicados na trilogia seguinte que quanto a mim ainda é melhor que esta 😉

    Abraço e boas leituras

    1. Ois. Já li o final. Não achei nada cor-de-rosa nem à pressa. Por acaso foi o melhor livro dos 5, os outros foram só palha :p
      Já li que o primeiro da segunda saga também é lento como um caracol xD
      Abraço e boas leituras.

  3. Pingback: A Demanda do Visionário, A Saga do Assassino #5 – Nuno Ferreira

  4. Tive o mesmo problema com Robin Hobb há uns largos anos. Depois de ter lido um ou dois e ter achado engraçado (sem ser nada de extraordinário) peguei noutro e achei-o … blunt. desenvolvimento automático, personagens automáticas, parecia tudo papel, sem dimensão. 🙂

  5. Pingback: Ficção especulativa em Julho de 2016 | Rascunhos

  6. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #7 – Nuno Ferreira

  7. Pingback: Aprendiz de Assassino, A Saga do Assassino #1 – Nuno Ferreira

  8. Pingback: O Punhal do Soberano, A Saga do Assassino #2 – Nuno Ferreira

  9. Pingback: A Corte dos Traidores, A Saga do Assassino #3 – Nuno Ferreira

  10. Pingback: Resenha: O Regresso do Assassino, Saga O Regresso do Assassino #1 – Notícias de Zallar

  11. Pingback: Estive a Ler: Os Dilemas do Assassino, Saga O Regresso do Assassino #2 – Notícias de Zallar

  12. Pingback: Estive a Ler: Sangue do Assassino, Saga O Regresso do Assassino #3 – Notícias de Zallar

  13. Pingback: Estive a Ler: A Jornada do Assassino, Saga O Regresso do Assassino #4 – Notícias de Zallar

  14. Pingback: Estive a Ler: Os Dragões do Assassino, Saga O Regresso do Assassino #5 – Notícias de Zallar

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s