A Estalagem no Fim do Mundo, Sandman #8


Diamantes e rubis, esmeraldas e safiras,
Ametistas e pérolas amontoavam-se.
Incontadas. Em promíscuas pilhas;
Talvez até incontáveis.

O texto seguinte pode conter spoilers do livro “Vidas Breves”, oitavo volume da série Sandman (Formato BD)

A coleção Sandman – Mestre dos Sonhos da colaboração Levoir/Público regressa para o oitavo volume. A Estalagem no Fim do Mundo inclui as edições 51 a 56 num álbum escrito por Neil Gaiman, com ilustrações de Michael Allred, Gary Amaro, Mark Buckingham, Steve Leialoha, Vince Locke, Bryan Talbot e Michael Zulli.

Originalmente publicado em 1993, este volume inclui a história Ramadão, que na edição americana fora incluída no volume Fábulas e Reflexões, surgindo nesta edição apenas por questões de paginação e por fazer mais sentido cronologicamente.

sem-titulo
Prancha Levoir/ Público

Ramadão exibe uma prosa envolvente, apresentando a cidade de Bagdad no ambiente das Mil e Uma Noites. O califa Haroun Al-Rashid atravessa portas secretas atrás de portas secretas, até chegar a um esplendor etéreo onde convoca o Mestre dos Sonhos e lhe mostra, num tapete voador, a situação na cidade. Ali, ele apresenta todas as maravilhas a Sonho e oferece-lhe a cidade em troca da vida eterna.

A Estalagem do Fim do Mundo começa quando Brant Tucker vai a conduzir um automóvel na neve, ao lado de Charlene, a sua acompanhante adormecida. Um monstro cornudo surge-lhe no caminho e têm um acidente. Brant não vê mais nada, a não ser a neve à sua volta. Leva a amiga ferida pela neve fria até uma estalagem aberta. Mas os fregueses da estalagem não parecem normais. Entre eles está um centauro, pessoas aparentemente mortas e fadas, por exemplo. Um dos clientes diz que não é uma tempestade de neve, mas uma tempestade de realidade. Ali, para passarem o tempo, vão contando histórias uns aos outros. A maioria das histórias têm a participação dos Eternos.

Um Conto de Duas Cidades é a primeira dessas histórias. Fala sobre um homem, Robert, que vivia para o trabalho e nunca havia saído daquela cidade. No entanto, revelava também uma estranha obsessão pela cidade em que vivia. Quando apanhou o comboio para conhecer uma povoação vizinha, porém, o comboio rumou às profundezas da cidade, onde se deparou com Sonho. Logo fugiu, mas a cidade para onde regressou não era mais a mesma.

sem-titulo
Levoir/Público

A história passada no reinos das fadas mostra a Rainha Titânia a enviar Cluracan como embaixador para resolver um problema em Aurélia das Planícies, onde o seu passado foi esquecido e um governador coloca um imposto para – supostamente – salvar as almas dos populares no além-mundo. Mudando regras e tratados, Mairon pretende unir dois postos de prestígio, para conseguir o poder absoluto na região. O que Cluracan não previa era que enfrentar esse homem seria perigoso para a sua própria integridade, restando-lhe pedir ajuda através do mundo do Sonho.

Em O Leviatã de Hob, uma menina apaixonada pelo mar concretiza o sonho de viajar num navio que parte de Bombaim, disfarçada de rapaz, e ali ouve várias histórias relacionadas com a vida no mar. É quando todos vêm uma gigantesca serpente do mar que a emoção fica ao rubro, e rapidamente o senhor Hob Gadling, um velho amigo de Sonho, mostra à menina a sabedoria de manter a boca fechada.

sem-titulo
Prancha Levoir/Público

Menino de Ouro mostra Prez Rickard, que desde criança sabia que o seu destino estava ligado ao destino dos Estados Unidos da América. Na adolescência, um sujeito sorridente diz-lhe que ele poderá ser o próximo Presidente. De facto, torna-se Presidente dos E.U.A. ainda em adolescente, e muito popular em todo o seu percurso político. Personagem já conhecido da DC Comics, o mais importante deste conto acontece depois de Prez estar morto.

Em A Necrópole, conhecemos várias histórias pelas bocas dos estudiosos de Necrópole. Na história de Petrefax, aprendiz de Klaproth, descobrimos que os ritos funerários são para os vivos. Aos mortos, não importa o que é feito com os seus corpos ou até com as suas memórias.

No fim, discute-se a realidade do local em que estão e Charlene percebe que nenhuma das histórias é focada numa mulher. No fim, a tempestade termina e Brant regressa à sua realidade, enquanto Charlene opta por ficar na estalagem. Na realidade de Brant, este conta tudo o que viveu a uma empregada de bar.

sem-titulo
Capa Levoir/Público

SINOPSE:

Verdadeiro conto de fadas para adultos, A Estalagem é uma versão moderna dos Contos de Canterbury, em que, depois de um acidente de carro durante uma tempestade, Brant Tucker, o protagonista desta história, vai parar a uma estalagem onde encontra pessoas de todas as eras, reinos e dimensões. Na verdade, a estalagem serve de abrigo a pessoas perdidas durante “tempestades de realidade”. E, enquanto esperam que a tempestade termine, contam histórias umas às outras, histórias extraordinárias, como a do conto sobre o sonho de uma metrópole, ou o encontro com uma gigantesca serpente marinha. E contos encaixados dentro de contos, e dentro das quais outras personagens contam outras histórias, como em A necrópole.

Foi também incluída neste volume uma das mais belas e populares histórias deste universo, Ramadão, que na versão original dos volumes está incluída no vol. 6, outra recolha de histórias curtas sem relação directa com a história central.

Neil Gaiman construiu em  “A Estalagem no fim do Mundo” uma fabulosa mitologia contemporânea, capaz de unir num mesmo universo, histórias de super-heróis, contos de terror, literatura clássica, cinema, rock and roll e artes plásticas. Nunca até então uma série de banda desenhada tinha alcançado junto do público e da crítica tanto sucesso.

OPINIÃO:

Um rol de narrativas que se interligam, A Estalagem no Fim do Mundo é uma nova escapadinha à história principal, ainda que Sonho esteja sempre presente ao longo da maioria das narrações.

Ao contrário do último volume, esta edição de Sandman – Mestre dos Sonhos alia bom entretenimento ao polvilhar de significados. Ramadão, caído aqui de pára-quedas, assenta como uma luva como preâmbulo a uma reunião de personagens bem construídos que contam as suas histórias enquanto escapam a uma tempestade de realidade. Porque mundos há muitos, e nenhum pode ser mais real que o mundo dos sonhos.

sem-titulo
Prancha Levoir/Público

O imaginário de Neil Gaiman continua sem me impressionar, mas revela-se mais bem sucedido nas pequenas histórias do que na narrativa principal, ainda que as aparições de Sonho sejam sempre momentos de destaque. A ilustração – aqui alternada por vários autores – mostra melhorias em relação ao último volume.

Avaliação: 7/10

Sandman: Mestre dos Sonhos (Levoir/Público):

#1 Prelúdios e Nocturnos

#2 Casa de Bonecas

#3 Terra do Sonho

#4 Estação das Brumas

#5 Um Jogo de Ti

#6 Fábulas e Reflexões

#7 Vidas Breves

#8 A Estalagem no Fim do Mundo

#9 As Benevolentes 1

#10 As Benevolentes 2

#11 A Vigília

Anúncios

12 thoughts on “A Estalagem no Fim do Mundo, Sandman #8

  1. Pingback: As Benevolentes (Parte 1), Sandman #9 – Nuno Ferreira

  2. Pingback: As Benevolentes (Parte 2), Sandman #10 – Nuno Ferreira

  3. Pingback: A Vigília, Sandman #11 – Nuno Ferreira

  4. Pingback: Prelúdios e Nocturnos, Sandman #1 – Nuno Ferreira

  5. Pingback: Terra do Sonho, Sandman #3 – Nuno Ferreira

  6. Pingback: Casa de Bonecas, Sandman #2 – Nuno Ferreira

  7. Pingback: Estação das Brumas, Sandman #4 – Nuno Ferreira

  8. Pingback: Um Jogo de Ti, Sandman #5 – Nuno Ferreira

  9. Pingback: Fábulas e Reflexões, Sandman #6 – Nuno Ferreira

  10. Pingback: Vidas Breves, Sandman #7 – Nuno Ferreira

  11. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #9 – Nuno Ferreira

  12. Pingback: Estive a Ler: A História de Um Rato Mau – Notícias de Zallar

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s