Estive a Ler: Nimona


— Ooh! O que é aquilo? Mata gente? Posso experimentar?

— Não toques nisso

O texto seguinte pode conter spoilers do livro “Nimona” (Formato BD)

Celebrizada no mundo das BD’s quando chegou a finalista do National Book Award e venceu o Prémio Eisner pelo seu trabalho em Nimona, Noelle Stevenson é um dos nomes a ter em atenção no meio. A norte-americana foi catapultada para o sucesso graças à irreverência dos seus argumentos e à dinâmica dos seus desenhos. E quem diria que Nimona começou por ser, só e apenas, o trabalho de conclusão do curso universitário da autora?

A Edições Saída de Emergência vem trazer ao mercado português a fantástica Nimona, o primeiro livro a solo da autora. Mais do que o regresso da Saída de Emergência ao mundo das bandas-desenhadas, que tinha abandonado há já alguns anos, é mais uma prova do crescimento da editora e da vontade de trazer ao nosso país o melhor do que é feito lá fora. Nimona foi lançado por cá no passado fim de semana, no Festival de BD de Beja, mas só a partir de hoje pode ser encontrado nas bancas.

Sem título
Personagens centrais da história (Fonte: goodreads.com)

Um mundo improvável

O mundo de Nimona é marcadamente medieval. Há reis, cavaleiros intrépidos, vilões abomináveis, justas, paladinos, castelos, feiras e até dragões. Mas também há computadores, televisões, frigoríficos, telemóveis e hospitais. Parece completamente out? É porque é.

Num cenário medieval repleto de ciências, existe a Instituição, responsável por manter a segurança do povo. A Diretora da agência controla os canais televisivos e lidera as operações de segurança. Um dos principais membros da Instituição é Sir Ambrosius Virilha Dourada, visto pelo povo como um herói, um campeão que sempre os protege e os livra de todo o mal. Mal esse que é representado pelo seu arquirrival, Lorde Ballister Coração Negro, o mais temível de todos os vilões. É então que surge Nimona.

Sem título
Ballister e o seu “dragão” (Fonte: pinterest.com)

Um vilão terrível… ou talvez não

Nimona é uma rapariguinha que surge do nada na residência de Ballister Coração Negro e lhe pede fervorosamente que a deixe tornar-se o seu braço-direito de malfeitorias. Ballister desconsidera essa possibilidade e manda-a embora, até que a rapariga revela ser uma transmutadora. Ela muda de forma, conseguindo transformar-se em qualquer espécie de ser vivo, seja ele um gato, um urso, um tubarão, um dragão ou um triceratops.

Ballister reconhece assim o potencial da pequena e acolhe-a, ainda que se revele sempre cauteloso para com ela. Apesar de conhecer pouco das suas competências e da sua natureza, estabelece-se uma relação de amor paternal entre ambos. As coisas começam a correr mal quando Nimona lhe pergunta quem vão matar. Matar? Ballister Coração Negro não quer ouvir falar nisso. Ele é um super-vilão de brincadeira, cuja fama advém do teatrinho que a Instituição formou aos olhos do povo.

Sir Ambrosius Virilha Dourada e Lorde Ballister Coração Negro foram em tempos os melhores amigos. Inseparáveis, até ao dia em que se travaram numa justa, na qual Ballister terminou sem um braço. Ambrosius nunca lhe pediu desculpa. Ballister sentiu-se enganado e traído. Desde então, sempre se enfrentaram como inimigos, mas a velha amizade ainda fermenta nos seus peitos, escondida pelo orgulho. Herói e vilão ver-se-ão tentados a terminar com o teatro e expôr a relação que os une quando a vida de Nimona fica em risco. Mas quem é, na realidade, esta rapariga misteriosa? 

Sem Título
Capa Saída de Emergência
SINOPSE:
Quando o vilão Lorde Ballister Coração Negro conhece uma rapariga misteriosa de nome Nimona, ambos são impelidos a uma parceria criminosa com o objetivo de lançar o caos no reino. Assumem como missão provar perante todos que Sir Ambrosius Virilha Dourada e os seus comparsas no Instituto Para a Aplicação da Lei & Heroísmo não são tão heroicos e nobres como todos julgam.

Vão ocorrer imensas EXPLOSÕES.
E CIÊNCIA E TUBARÕES também não vão faltar.

Mas quando simples atos traquinas se transformam numa batalha sem quartel, Lorde Coração Negro descobre que os poderes de Nimona são tão misteriosos quanto o seu passado. E o seu lado selvagem poderá ser muito mais perigoso do que ele próprio está disposto a admitir…

NEMÉSIS!
DRAGÕES!
CIÊNCIA!
VENHA CONHECER NIMONA!

OPINIÃO:

Quem és tu, querida Noelle, que mal te conheço e já te acho adorável? Nimona é um livro despretensioso e divertido sobre uma menina que consegue ser mais assustadora que os vilões mais infames. Uma sátira aos tradicionais contos de fadas e de cavalaria, oferece-nos um mundo completamente infundado com paladinos, reis, dragões e maçãs envenenadas, mas também com noticiários televisivos, eletricidade, telecomunicações e tecnologias futuristas. Mas tudo isso é pano de fundo. Nimona é uma graphic novel que fala sobretudo sobre amizade, sobre a verdadeira natureza de cada um, sobre as aparências enganosas e sobre o que se esconde por detrás de uma história, e de uma máscara. Sobre pessoas de carne e osso, que tentam ser o que não são e não são o que os esteréotipos cantam.

Nimona é uma graphic novel que fala sobretudo sobre amizade, sobre a verdadeira natureza de cada um, sobre as aparências enganosas e sobre o que se esconde por detrás de uma história, e de uma máscara.”

Não esperem uma história completamente consistente e plena de grandes aventuras. O argumento é acima de tudo reflexivo, e muito, muito divertido. O contraste entre a desbocada e hilariante Nimona com o misantrópico e conservador Ballister são o centro da trama, uma relação de pai e filha com o emplastro Virilha Dourada a fazer de mamã. Brincadeirinha! A menina é um torvelinho na vida do super-vilão, atirando-o para uma realidade que ele queria negar e fazendo-o, pela primeira vez em muito tempo, nadar contra o curso das “águas”. Nem que para isso tenha que engolir o seu muito estimado orgulho.

Sem título
Promocional Saída de Emergência (Fonte: saídadeemergência.com)

O grande mérito de Nimona é mesmo o humor. Leve e descontraído, o álbum pode ser lido tranquilamente num par de horas. Um par de horas divertido e emocionante, que não me surpreendeu em nenhum momento mas ofereceu-me uma narrativa tão simples e tecnicamente improvável que desconstrói e ironiza toda uma série de clichés. Nimona é uma personagem tão engraçada quanto misteriosa, e quanto mais sabemos sobre ela, mais misteriosa parece. Até certo ponto, fez-me lembrar muito o personagem Stitch da Disney.

A ilustração de Noelle adequa-se na perfeição à história. Igualmente despretensiosa, de fácil leitura, com um traço suave e feminino que pessoalmente me agrada. Se havia dúvidas de que a autora tinha talento, elas desfizeram-se. O álbum termina com sketches de edições especiais de Natal disponibilizados no site da autora, dois bem-humorados apontamentos que encerram a belíssima edição da Saída de Emergência e deixam a vontade de ler mais sobre estes personagens maravilhosos.

Este livro foi cedido em parceria com a editora Saída de Emergência.

Avaliação: 8/10

 

Anúncios

2 thoughts on “Estive a Ler: Nimona

  1. Olá!

    Confesso que não estava assim muito convencida no começo, quando comecei a ver as novidades e assim…mas! Mas, agora fiquei convencida! =)

    Muito bom!

    Bjs e boas leituras

feedback

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s