Estive a Ler: O Homem que Roubou o Mundo, Velvet #3


Há perigo e sexo? Por vezes, sexo perigoso, até? Sim, sim, sim… e, oh, sim. Mas essas são as excepções. Uns surtos de adrenalina que nos recordam do porquê de termos escolhido este trabalho.

O texto seguinte pode conter spoilers do livro “O Homem que Roubou o Mundo”, terceiro volume da série Velvet (formato BD)

Com Ed Brubaker ao leme, chegou no passado dia 29 de junho às bancas o terceiro e último volume da série Velvet.  Responsável por argumentos de sucesso como Capitão América, Fatale, Daredevil, Batman e Catwoman, Brubaker é uma das maiores apostas da G Floy Studio no nosso país nos últimos tempos. Em Velvet, conta com o contributo fundamental de Steve Epting no desenho e Elizabeth Breitweiser nas cores.

Intitulado “O Homem que Roubou o Mundo”, o terceiro álbum reúne os números 11 a 15 da publicação original, editada pela Image Comics. O volume final leva-nos ao encontro da espia Velvet Templeton, na tentativa de desvendar uma conspiração que destruiu a sua vida.

Sem Título
Prancha G Floy

Quem é quem?

Depois da apresentação do plot no primeiro volume e da libertação e perseguição de Damian Lake no segundo, Velvet chega ao livro final da trilogia a exigir explicações sobre a trama de intrigas que a atirou de detrás de uma secretária para a mira dos seus superiores, no caso do homicídio do agente X-14.

Em “O Homem que Roubou o Mundo”, Velvet Templeton encontra em Maximillion Dark, o maior agente secreto que o mundo já conheceu, um possível manancial de respostas e não mede meios para as obter. Convencida da participação de Max na conspiração que a afetou, Velvet envolve-se com o espião na tentativa de fazer jogo duplo e, para isso, usa-se das suas maiores armas: discrição e sensualidade.

Sem Título
Prancha G Floy

Uma conspiração governamental

É a partir do reencontro com Damian Lake, o homem que ela havia libertado antes de descobrir o seu envolvimento, que a ação se torna uma roda-viva de emoções e perseguições. Ao contactar Rachel Tanner, uma jovem que possuía conhecimentos importantes sobre o período de desaparecimento de X-14, Velvet encontra o perigoso espião, que a confronta com uma arma. Rachel foge e é acolhida por Max, que vem a encontrar Damian e Velvet num frente-a-frente desfavorável para a espia.

Damian mata Max com um tiro, o que desconstrói a convicção de Velvet de que eles pertenciam à mesma cabala. A partir daí, Velvet foge para reencontrar Rachel, ao mesmo tempo que descobre que a trama onde está envolvida pode ter contornos muito maiores do que especulava, e decide raptar o Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon. Uma nova sucessão de perseguições e confrontos levam Velvet aos verdadeiros culpados pela morte de X-14.

Sem Título
Capa G Floy
SINOPSE:

Todas as pistas e todos os destinos que constituem o mistério que rodeia Velvet acabam por a levar de volta aos Estados Unidos e a Washington, para o final explosivo da saga de Velvet Templeton. Por dois dos criadores de comics mais aclamados de hoje, Ed Brubaker e Steve Epting, a dupla responsável também pela série Fatale.

A primeira grande aventura de Velvet Templeton, a secretária que era uma espia e operacional de missões secretas, chega ao fim com este terceiro volume da série. E a conclusão levará Velvet até ao topo das hierarquias do poder do mundo Ocidental e ao perigoso jogo das agências secretas. Quem foi que tentou incriminá-la e destruir a sua carreia e imagem, deixando um rasto de destruição no seu caminho? Descubra tudo no último volume de VELVET!

OPINIÃO:

E se o Caso Watergate escondesse algo mais terrível? O Homem que Roubou o Mundo é o remate perfeito para a trilogia Velvet de Ed Brubaker e Steve Epting, emocionante da primeira à última página. Perseguições, tiroteios e revelações preenchem mais um álbum genial de uma das duplas criativas mais respeitadas dos nossos dias. A um ritmo alucinante, o leitor segue a espia Velvet Templeton na peugada de respostas sobre a cabala que a fez matar o homem que amava.

Ainda que me tenha surpreendido em vários momentos, sobretudo com a inclusão do Presidente Nixon e da questão Watergate, a narrativa atira a esmo uma série de clichés que não nos obriga a pensar muito de onde os conhecemos. Velvet é um autêntico James Bond de saias, e muitas das suas passagens são facilmente reconhecíveis para os fãs de espionagem, assim como o verdadeiro rosto dos vilões não surpreende. Mesmo assim, o ritmo alto e a revelação constante de segredos são pontos fortíssimos a favor do argumento.

Sem Título
Prancha G Floy

A história é curta e três álbuns deixam uma sensação de nostalgia no ar, se bem que o timing de publicação e o tamanho da série foram os adequados para a narrativa que Brubaker quis contar. Somos apresentados a personagens verosímeis, duros, secos e carregados de segredos, que me apaixonaram da primeira à última página. Gostei dos três volumes, mas este terceiro acabou por ser o que se destacou mais, como seria previsível.

“Velvet é um autêntico James Bond de saias, e muitas das suas passagens são facilmente reconhecíveis para os fãs de espionagem, assim como o verdadeiro rosto dos vilões não surpreende.”

Pessoalmente, porém, o que mais me agradou foi a arte. Steve Epting revela um talento inigualável, com um traço vivo que revelou-se consistente, maduro e elegante. Muito embora não me tenha agradado a expressão facial de Velvet, quase tridimensional, tudo o resto roçou a perfeição. A forma como mostrou toda a sensualidade da personagem sem a sexualizar em demasia foi um dos bónus do desenho.

No seu todo, é uma BD cheia de ritmo e de surpresas que me convenceram. Se estás à procura de uma série concluída com qualidade, não percas tempo. Velvet, de Brubaker e Epting, é uma aposta ganha.

Avaliação: 9/10

Velvet (G Floy Studio Portugal):

#1 Antes do Crepúsculo

#2 Vidas Secretas de Homens Mortos

#3 O Homem que Roubou o Mundo

 

Anúncios

3 thoughts on “Estive a Ler: O Homem que Roubou o Mundo, Velvet #3

  1. Pingback: Vidas Secretas de Homens Mortos, Velvet #2 – Notícias de Zallar

  2. Pingback: Antes do Crepúsculo, Velvet #1 – Notícias de Zallar

  3. Pingback: Resumo Trimestral de Leituras #11 – Notícias de Zallar

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s