Fados Solidários e Danças de Salão 2017


Mais uma vez fujo ao tema do blogue para vos falar de um evento apresentado por mim. Foi ontem, no Pavilhão Municipal de Vila Nova da Barquinha, que se realizou um espetáculo de Fado e Danças de Salão com a finalidade de angariar fundos para o desenvolvimento da Associação de Paralisia Cerebral de Vila Nova da Barquinha.

O evento foi organizado pelo Clube União de Recreios de Moita do Norte com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. Mais de 300 pessoas estiveram presentes para apoiar a causa, mas não foram os únicos. Para além daqueles que pagaram bilhete e não puderam comparecer, houve ainda muitos que contribuíram com donativos para a organização do evento e outros que colaboraram com o seu próprio trabalho.

Sem título

A noite começou com uma bela guitarrada. Bruno Chaveiro é uma das maiores revelações portuguesas na guitarra portuguesa, tendo acompanhado nos últimos tempos alguns dos maiores nomes do fado em Portugal e além-fronteiras. À viola de fado, foi acompanhado por João Domingos, e no baixo esteve Zé Ganchinho, uma vez que Miguel Silva, que estava no programa, não pôde estar presente.

Silvina Pereira foi a primeira fadista a subir ao palco. Natural da Marinha Grande, começou no teatro, e foi na revista à portuguesa que descobriu o seu talento para o fado, área por onde enveredou. Ao terceiro fado que cantou, vários dançarinos subiram aos respetivos palcos para abrilhantarem ainda mais a sua atuação.

Sem título

De origens alentejanas, “Buba” Espinho foi um dos que muito contribuiu para elevar o cante alentejano a Património Imaterial da UNESCO. Depois, dedicou-se ao fado, onde tem colaborado com alguns dos grandes nomes da arte. Seguiu-se Beatriz Felício. A fadista, natural da Damaia, é grande fã de Amália Rodrigues e notabilizou-se ao concorrer aos concursos Uma Canção Para Ti e The Voice. Este ano, participou do Festival da Canção.

O alentejano José Geadas venceu a Grande Noite do Fado RTP aos 9 anos, ao que se seguiu um segundo lugar no programa Uma Canção Para Ti. Agora, aos 20, é já um nome de referência no fado. A primeira parte terminou com a brilhante atuação de Silvana Peres. A fadista começou nas danças de salão, chegando a campeã nacional, mas foi no fado que construiu uma carreira sólida, tornando-se um dos grandes nomes da nova geração.

Sem título

A segunda parte iniciou-se com o espetáculo de danças de salão. Um par com Trissomia 21, o Paulo e a Beatriz, iniciaram a sessão com Merengue. A acompanhá-los, os restantes dançarinos da Escola de Dança Desportiva do Clube União de Recreios de Moita do Norte coloriram a noite. Samba, ChaChaCha, Rumba, Paso Doble e Jive foram as modalidades apresentadas.

Os fados regressaram logo em seguida com os mesmos fadistas, antecedidos por mais um sol de guitarra de arrepiar. Os dançarinos acompanharam Silvina Pereira no seu último fado e na última atuação, quando todos os fadistas partilharam uma desgarrada de quadras soltas. Fica o profundo agradecimento a todos os presentes tanto pela comparência como pelo silêncio que revelou grande respeito pela arte em execução.

 

Anúncios

Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s