A Divulgar: “Maçãs Podres, Tony Chu: Detective Canibal #7” e “O Imortal Punho de Ferro #1” pela G Floy Studio


Trago-vos, “fresquinhas”, mais novidades G Floy. O lançamento da nova série da Marvel, O Imortal Punho de Ferro, cujo primeiro volume “A Última Saga do Punho de Ferro” deve aterrar nas livrarias durante a semana que vem, e o sétimo volume da mais tresloucada série de BD actual, Tony Chu: Detective Canibal, Maçãs Podres, com argumento de John Layman e ilustração de Rob Guillory. Já a série do Punho de Ferro é escrita por Ed Brubaker, o escritor das séries Fatale e Velvet, já editadas pela G Floy (mas também de Capitão América: O Soldado de Inverno, entre muitas outras). É a saga ideal para os leitores que não conhecem ainda bem a personagem. Embora não seja uma origem, é fácil de ler fora da continuidade e explica muitos aspetos da personagem, e agora que muitos leitores já conhecem o Punho de Ferro das séries da Netflix, é um volume perfeito para mergulharem na mística de K’un-Lun!

Quanto ao detective canibal, Tony Chu, não há muito a dizer. Todos o conhecem, e ou o adoram ou têm nojo dele, mas devo acrescentar que o seu criador John Layman estará entre nós durante o último fim-de-semana do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, dias 11 e 12 de novembro. A editora reserva-se também a pedir desculpas aos leitores, mas vários factores conspiraram para terem de aumentar o preço de capa dos álbuns de Chu, de 9,99€ para 11,99€. A mais nojenta série dos comics ultrapassa a meta da metade (passo a redundância!) e entra na sua reta final! O volume 7 (de 12) chegou, a tempo dos fãs se prepararem para a vinda de John Layman ao nosso país.

Sem título

SINOPSE:

Tony Chu – o agente federal cibopata com a habilidade de obter impressões psíquicas de tudo o que come – volta ao activo em grande, e mesmo a tempo de enfrentar um temível culto de terroristas adoradores-de-ovos que declararam guerra aos comedores de frango de todo o mundo. Nada óbvio para um detective canibal, mas desgostos, perdão, de gostos não se discute!

O sétimo volume da série bestseller do New York Times, uma tresloucada e divertida história sobre detectives, terroristas culinários, cozinheiros chineses e mesmo de outras nacionalidades, agentes biónicos e combustão espontânea!

“…se não leram esta série antes, não leiam! É completamente maluca..”

EatYourComics.com

Agente Secreto Poyo é uma história tão ridícula e parva, que se torna incrível e espantosa e louca. Tão exagerada, que só nos resta adorá-la!”

Gamespot

Vencedor de dois Prémios Eisner – o galardão máximo da banda desenhada anglo-saxónica – e de dois Prémios Harvey – os prémios profissionais dos comics nos EUA – CHU/Chew é uma das mais populares séries independentes actuais.

E visitem ChewComic.com, o site oficial desta série!

Reúne os #31 a 35 dos comics originais da série Chew

Tony Chu volume 7: Maçãs Podres

Álbum, 128 pgs a cores, capa dura. PVP: 11,99€

ISBN: 978-84-16510-44-3

PREVIEWS:

Sem título

Sem título

Sem título

Sem título

A outra novidade da G Floy é Punho de Ferro. Ed Brubaker é um dos mais aclamados escritores de comics atuais, responsável por muitas séries de sucesso (e um dos argumentistas preferidos da G Floy, que já editou dele Fatale e Velvet, e se prepara para lançar The Fadeout em 2018). Por várias vezes, pegou em personagens e reformulou-as de maneira inovadora: conseguiu-o com os detectives de Gotham (em Gotham Central), com o universo da Wildstorm em Sleeper, com o Capitão América e Rick Jones em O Soldado do Inverno, e mesmo com o surreal Sandman Presents: Dead Boy Detectives, que pega em duas personagens muito menores da série principal e as transforma em protagonistas da sua própria aventura. E repetiu a façanha com o Punho de Ferro, apoiado por outro grande argumentista, Matt Fraction (que escreveu partes da história, sobretudo as que se passam em tempos antigos com outros Punhos de Ferro).

Onde o Punho de Ferro tinha nascido do fascínio dos anos 70 pelo kung fu e por Bruce Lee, aliado aos filmes de blaxploitation na figura de Luke Cage, o eterno aliado do Punho de Ferro (os Heróis de Aluguer!) e uma das principais personagens afro-americanas da Marvel, Brubaker vai tentar redefinir a personagem para a época moderna. Em primeiro lugar, Danny Rand é um bilionário: o que é que isso significa para a personagem? E sabíamos que já tinham existido outros Punhos de Ferro no passado, mas… quantos? Brubaker e Fraction mergulham no passado dos Punhos de Ferros, constroem uma verdadeira mitologia, mostram-nos Punhos de Ferro do passado distante (e não tão distante), apresentam-nos as Sete Cidades Celestes e mesmo os mestres sobrenaturais de Danny Rand, numa aventura que redefine literalmente o herói.

São aqui secundados pelo artista espanhol David Aja, cujo estilo direto e contido é perfeito para equilibrar as cenas de calma, mistério ou narração, com as de ação. Aja tinha já trabalhado nalguns comics soltos com Brubaker (no Demolidor), mas a saga do Imortal Punho de Ferro foi o seu primeiro passo para se transformar num dos mais conhecidos desenhadores actuais, estatuto que ele confirmou mais tarde na sua premiadíssima fase da série Hawkeye, com argumento do mesmo Matt Fraction com que trabalhou neste volume (e que lhe valeu vários Eisners).

A série Imortal Punho de Ferro foi nomeada para o Prémio Eisner de melhor Nova Série em 2008, e ajudou Ed Brubaker a conquistar o Eisner como Melhor Argumentista no mesmo ano. David Aja ganhou nesse mesmo ano o Prémio Eagle para Melhor Novo Artista.

Sem título

SINOPSE:

A ARMA VIVA REGRESSA!

Depois de ficar órfão e ser educado na cidade mística de K’un-Lun, Daniel Rand regressou à América vestindo o manto místico do Punho de Ferro, o mestre de artes marciais – mas nem toda a sua habilidade de kungfu o poderá ajudar a encontrar o seu lugar no mundo moderno. Perseguido pelo governo na sua identidade de Punho de Ferro, e submergido pelas responsabilidades da corporação multi-bilionária que herdou como Danny Rand, o jovem guerreiro luta não só para se salvar, mas para se encontrar a si mesmo – mas depois de descobrir que o legado de séculos do Punho de Ferro contém mais segredos que ele alguma vez tinha imaginado, a sua tarefa parece quase impossível.

As novas aventuras do herói que inspirou a série de TV da Netflix!

Aventura e acção à moda antiga combinam-se com uma sensibilidade bem moderna neste livro que nos conta as novas histórias do herói da Marvel dos anos 70.”

Entertainment Weekly

Inclui os números #1-6 de Immortal Iron Fist e Civil War: Choosing Sides #1

Formato comic deluxe (18,5 x 28), cores, capa dura, 160 pgs.

ISBN 978-84-16510-46-7

PVP: 14,99€

PREVIEWS:

Sem título

Sem título

2 comentários em “A Divulgar: “Maçãs Podres, Tony Chu: Detective Canibal #7” e “O Imortal Punho de Ferro #1” pela G Floy Studio

  1. Oi,

    Vem ai coisinhas boas, todo contente 😀

    Abraço e obrigado pela partilha 😉

    1. O Punho de Ferro não me puxa muito mas o Tony Chu não me escapa.
      Abraço e boas leituras

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close