Estive a Ler: Nocturno


Ele pensa que morreu e que está condenado a errar pelo mundo. Pensa que os peixes são almas que flutuam e que o vento são demónios que sussurram palavras que lhe causam dor.

O texto seguinte aborda o livro Nocturno (Formato BD)

Radicado na Europa, o autor mexicano Tony Sandoval regressa aos escaparates nacionais com o novo título da Kingpin Books. Nocturno foi uma personagem criada pelo autor no discorrer da sua juventude, posteriormente retocado com maior maturidade. A figura familiar do justiceiro mascarado traz uma nova face, na perspetiva de Sandoval de um cantor de rock caído em desgraça.

Depois de As Serpentes de Água, Rendez-vous em Phoenix e Mil Tormentas, a Kingpin Books volta a apostar em Tony Sandoval e na singularidade do seu traço, fomentando o portfolio já relevante da editora nacional. Trata-se da edição completa de Nocturno, originalmente publicado em 2008 e 2009 no formato comic. O formato em capa dura contém 242 páginas e foi publicado no primeiro semestre do ano.

Sem Título
Fonte: https://www.metal-archives.com/artists/Tony_Sandoval/245173

Uma leitura de caráter íntimo que transpira tanto o amor pela música como pelos elementos marinhos, Nocturno não é uma novela gráfica de super-heróis, como podem facilmente pensar, mas uma reflexão sobre o mundo em que vivemos, sobre as inseguranças e pequenas obsessões do ser humano e do papel que desempenha no mundo.

Os tons fortes e negros são outro dos chamarizes do álbum. As pranchas desfilam com elegância e fluidez, carregando de significados o mundo de Seck e as incongruências da vida que levou. A tentativa de mudar é linear, ainda que a forma como o faça nem sempre corresponda às expectativas. Um personagem forte e cheio de quês a que Sandoval deu vida com um toque único e singular.

Sem Título
Fonte: Kingpin Books

Desde logo conhecemos Seck como um carismático vocalista da banda de rock Kraneus. O cantor vive acossado pelas visões do pai, então falecido, que parece querer ditar o destino do filho mesmo após a morte. Ao subir ao palco, porém, todas as suas fragilidades e inseguranças dissipam-se. O talento tornou-o uma lenda viva do rock e o seu potencial garante que qualquer banda que integre seja um sucesso, o que se revela um pau de dois gumes. Muitos são os invejosos que o tentam subverter.

“A transfiguração de Seck revela muito do génio criativo de Tony Sandoval.”

Esse sentimento de desdém gratuito pelo sucesso de Seck resulta num ato de violência que leva o seu melhor amigo à morte e o deixa como desaparecido. Dado como morto, vagueia pelos bosques, num estado traumático que o deixa permeável aos vários espíritos e vozes que lhe povoam o espírito. É desse combate de identidades que nasce Nocturno, um justiceiro sem par.

Claro está, não podia faltar o par amoroso. Karen é uma jovem repórter que sonha com leviatãs dos mares e avista-os em transe durante as barulhentas actuações dos Kraneus, a banda de Seck. A união entre os dois é palpável e após o desaparecimento do músico a jornalista entra em desespero, fazendo-a olhar de outro modo para a relação de ambos quando ele reaparece.

Sem Título
Fonte: Kingpin Books

A transfiguração de Seck revela muito do génio criativo de Tony Sandoval. Não sendo um álbum que apele às massas, sem a espetacularidade que o género tende a fomentar, Nocturno tem um estilo inconfundível, alimentando aquilo que pode ser considerada uma mitologia de autor, aludindo aos elementos marinhos e à míriade de simbologias que os definem. O mar como início de tudo é também uma imagem que dificilmente passará indiferente durante a assistência do reerguer da personagem principal.

“…todo um mundo de caminhos incertos a desbravar e demónios interiores a enfrentar.”

Se o roteiro exibe uma estética singular neste género de álbuns, que torna a marca de autor discernível ao longo das suas pranchas, confesso que foi o estilismo gráfico de Tony Sandoval a agradar-me sobremaneira neste livro. Os tons negros e a acutilância do traço maduro do autor mexicano são sem sombra de dúvida um dos maiores atrativos de Nocturno. Visualmente apelativo e igualmente sombrio, o estilo de Sandoval tem poucas similaridades em outros autores dentro do seu nicho.

Sem Título
Fonte: Kingpin Books

Um álbum descomplexado e revigorante, que encerra com as notas de autor, os esquissos e as pistas sobre a origem de Nocturno, um personagem que Sandoval criou ainda durante a adolescência. Foi uma história que não me assoberbou, mas cativou pela aura intimista em que somos convidados a entrar, todo um mundo de caminhos incertos a desbravar e demónios interiores a enfrentar.

Avaliação: 8/10

 

 

3 comentários em “Estive a Ler: Nocturno

  1. São Bernardes 17 nov 2017 — 11:06 am

    Olá 🙂
    Não conheço a obra de Sandoval, mas deixaste-me muito, muito curiosa.
    Gostei da tua opinião e parece-me bem que vou gostar dessa BD.
    Uma próxima aquisição sem dúvida.
    Beijinhos e boas leituras e escritas 🙂

    1. Olá São.
      Achei bem interessante.
      Obrigado pelo comentário e boas leituras.
      Beijinhos

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close