Fala-se de: Taboo T1


Nascida da mente de Tom Hardy e do seu pai, Edward, Taboo é uma série de drama britânica produzida pelas produtoras Scott Free e Hardy Son & Baker para a BBC One e FX e escrita por Steven Knight, conhecido pela série Peaky Blinders. Taboo teve o seu lançamento no Reino Unido, na BBC One, no dia 7 de Janeiro de 2017, estreando três dias depois nos EUA. Um mês depois do seu lançamento, foi renovada para a segunda temporada, ainda por gravar.

Kristoffer Nyholm e Anders Engrstöm foram os directores da primeira temporada, quatro episódios cada, enquanto a banda sonora pertenceu a Max Richter. Desde logo os grandes holofotes da trama focaram-se em Tom Hardy, não só por o famoso actor que estrelou filmes como Mad Max: Fury Road ou The Dark Knigh Rises ser o autor da ideia original que serviu de base à história, como também por ser o protagonista. James Keziah Delaney é uma mistura inusitada de Sherlock Holmes com Hannibal Lecter, mas é muito mais do que isso…

Imagem relacionada
Fonte: http://taboo.wikia.com/wiki/File:Community-header-background

Ambientada na Inglaterra em inícios do séc. XIX, a série de 8 episódios conta como James, que viveu 12 anos em África no meio dos índios, regressa à terra natal com 14 diamantes roubados, para o funeral do pai, Horace. No testamento, o pai deixa-lhe a sua fortuna, um terreno conhecido como Nookta Sound, tão desejado pelos Estados Unidos da América como pela Companhia das Índias Orientais, que medem forças ao longo da trama para se apoderarem dele.

“Louros para a equipa de figurinos, que esteve realmente à altura do desafio e deu credibilidade à série.

O que não esperavam era que James se revelasse um opositor tão grande aos seus planos. Imbuído de um misticismo indígena e de uma inteligência inigualável, James Delaney está sempre um passo à frente dos seus adversários, fazendo alianças e trapaceando inimigos ao seu jeito que o torna temido pela própria Coroa. Ele escapa a assassinos a soldo e deixa mensagens macabras aos seus inimigos, mas nem tudo são rosas para o protagonista.

Resultado de imagem para taboo
Fonte: https://borg.com/2017/01/13/taboo-tom-hardy-stars-in-new-british-tv-series-on-fx/

Descobre que a meia-irmã, Zilpha Geary (Oona Chaplin), havia acordado com a Companhia das Índias a venda desses terrenos, que o testamento de Horace embaraçou. Zilpha e James têm uma história antiga, aprofundada por um amor incestuoso que fomenta o lado mais animalesco e místico do protagonista. Zilpha é casada com Thorne (Jefferson Hall), um corretor de seguros que vê a chegada de James não só uma afronta às suas pretensões como , acima de tudo, estimula os seus problemas conjugais.

Não só o guião foi extremamente bem amarrado sem deixar de ser permanentemente misterioso, como as próprias interpretações dos atores foram fenomenais. O emblemático Tom Hollander brilhou como o químico Cholmondeley, amigo de James e responsável pela produção de pólvora, como Jonathan Pryde voltou a destacar-se como o presidente da Companhia das Índias Orientais e a conhecida atriz alemã Franka Potente como a meretriz Helga. E houve ainda Jessie Buckley, a excelente Lorna da série, que cresceu como personagem e reclamou grande parte do protagonismo para si.

Resultado de imagem para taboo
Fonte: https://www.pastemagazine.com/articles/2017/02/taboo-review-chichesters-plan-or-the-show-that-mig.html

Quem se destacou, apesar dos poucos momentos de câmara foi, no entanto, Mark Gatiss. Quem conhece o autor, que recentemente interpretou o emissário do Banco de Braavos em Game of Thrones, dificilmente o reconhecerá na pele do príncipe regente George IV, tal foi o trabalho de maquilhagem a que foi sujeito. Louros para a equipa de figurinos, que esteve realmente à altura do desafio e deu credibilidade à série.

“O que não esperavam era que James se revelasse um opositor tão grande aos seus planos.

Os tons escuros das ruas londrinas vieram acicatar o ambiente negro da série, cheio de misticismos e segredos. Personagens como Winter (Ruby-May Martinwood), Atticus (Stephen Graham), Godfrey (Edward Hogg), Chichester (Lucian Msamati) ou o mordomo Brace (David Hayman) foram mais valias para uma história visceral e misteriosa que mistura espionagem, estratégia, sobrenatural e História numa única série, sempre com os planos ambiciosos de um protagonista incrível ao leme.

As expectativas para a segunda temporada são enormes, mas mesmo que dificilmente se iguale à primeira em composição, criatividade e execução, Taboo entrou diretamente para o meu rol de séries preferidas. Mais do que ter um elenco de exceção e um visual de se lhe tirar o chapéu, a série traz uma história profunda e contextualizada que surpreende a cada episódio e não descura nenhum pormenor. Altamente recomendada.

Avaliação: 10/10

2 comentários em “Fala-se de: Taboo T1

  1. Estive procurando novas series que fossem sair recentemente e esta é a que mais chamou a minha atenção. Sem dúvida, a primeira temporada de Taboo vai ser um êxito percebi que o elenco esta confirmado por atores que são muito profissionais. Tom Hardy filmes e programas de tv têm uma grande oportunidade, porque este ator e diretor tem uma essência muito particular para mostrar sua trabahlo. Admiro sua maneira de agir porque ele sempre me surpreende com a adaptação às suas perosnajes, esta série não é a exceção.

    1. Boa tarde, Vera. Obrigado pela visita. A primeira temporada já foi transmitida em 2017. Seguramente das melhores séries que já vi.
      Beijinho e volte sempre.

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close