Estive a Ler: O Colosso Negro


Na neblina da madrugada, as ruas de Corajá encontravam-se apinhadas de gente para ver partir as hostes da porta sul da cidade. O exército punha-se enfim a caminho.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O CONTO “O COLOSSO NEGRO”

Hoje trago-vos a opinião a mais um conto de Robert E. Howard. “Black Colossus” é um dos contos originais do autor americano, protagonizado pelo herói de espada & feitiçaria Conan O Cimério. Foi publicado pela primeira vez na revista Weird Tales, em junho de 1933 e pertence à Era Hiboriana. Em Portugal, o conto surge traduzido como “O Colosso Negro” na coletânea A Rainha da Costa Negra que a Edições Saída de Emergência publicou em 2005, com tradução de Luís Rodrigues.

A história foi adaptada para BD por Roy Thomas, John Buscema e Alfredo Alcala em 1974, na revista B&W Marvel Comics Savage Sword of Conan # 2. A adaptação foi reproduzida a cores na grande edição de Marvel Treasury # 15 em 1977. Em 2008, a mesma publicação foi reproduzida a preto e branco no livro de bolso Savage Sword of Conan da Dark Horse. Foi ainda adaptada em 2009 para o arco da Dark Horse de 2009 por Timothy Truman e Tomas Giorello.

Resultado de imagem para BLACK COLOSSUS CONAN
Fonte: https://www.comixology.eu/Conan-Vol-8-Black-Colossus/digital-comic/230944

Com uma narrativa rica e altamente contextualizada, um enredo extraordinário e um talento inimitável, Robert E. Howard conseguiu gravar o seu nome da eternidade ao criar um dos protagonistas mais fascinantes da literatura de género. Este conto é apenas um exemplo do quão notável o autor é e o porquê de figurar entre os autores mais admiráveis do séc. XX.

“uma história carregada de boas surpresas (…) com uma cadência muito própria

“O Colosso Negro” não traz só Conan na sua melhor forma; aqui encontramos uma narrativa estreitamente centrada em política e um tom de épico e decadência que dificilmente conseguimos encontrar em outros contos fantásticos, ainda que bruxos, monstros e deuses surjam em vários momentos.

[CONTÉM SPOILERS!]

A história é passada na cidade de Corajá. Um mago poderoso chamado Thugra Khotan é despertado de seu sono de três mil anos por um ladrão zamorano azarado chamado Shevatas, que não sobrevive à experiência. Thugra acorda com ambições de domínio absoluto. Assume então o nome de Natohk, que reúne um exército de tribos do deserto e se propõe a conquistar as nações hiborianas. O primeiro passo é dirigir-se ao pequeno reino de Corajá, com uma população variegada de hiborianos e shemitas.

Resultado de imagem para BLACK COLOSSUS CONAN
Fonte: https://liamsharp.deviantart.com/art/Conan-Black-Colossus-RPG-game-cover-590022955

Atualmente, o país é governado por Yasmela, a irmã do rei, que é ele próprio um cativo da vizinha Ophir. Com medo da invasão pendente de Natohk, Yasmela acaba por aceitar o conselho de uma aia e dirige-se a um templo para pedir ajuda ao deus dos seus antepassados, Mitra, então esquecido pelo povo, que a instrui a vaguear nas ruas e a entregar a defesa do seu reino ao primeiro homem que ela encontre.

“Howard foi um autor único, com uma vida curta mas riquíssima no que diz respeito à magnífica obra que nos deixou.

Com efeito, o primeiro homem que ela encontra é Conan, O Cimério. Conan já tem uma posição no seu exército como soldado mercenário, mas graças às instruções de Mitra e à ação de Yasmela, o cimério toma o comando, o que causa transtorno nos comandantes de maior patente e de melhor nascimento. Conan demonstra habilidades táticas, mas os seus esforços são prejudicados pelos oficiais abaixo dele, influenciados pela magia de Natohk.

Ao longo da narrativa, o poderoso mago deixa claro que conquistar o mundo não é a sua única ambição: ele também deseja desesperadamente a bela Yasmela para si mesmo. A história culmina com uma grande batalha, onde Conan enfrenta o exército de Natohk e o persegue até às ruínas decrépitas de um templo estígio.

Resultado de imagem para BLACK COLOSSUS CONAN
Fonte: https://www.pinterest.com/pin/556616835179850058/

O conto possui uma narrativa e vivacidade incomparáveis, entre as melhores já escritas por Howard e talvez mesmo entre todas as histórias curtas que já li em fantasia. “O Colosso Negro” é uma história carregada de boas surpresas e cheia de embalo, com uma cadência muito própria, apenas prejudicada pelo início algo arrastado e confuso, que serviu para contextualizar o leitor mas acabou prejudicando bastante o ritmo do conto no seu todo.

Ainda assim, a partir do momento em que Conan assume o protagonismo, a história alavanca e somos presenteados não só com uma história bem contada e cheia de ritmo, como contada de forma única, com um vocabulário amplo e uma maturidade literária que faz os personagens saltarem da página. Howard foi um autor único, com uma vida curta mas riquíssima no que diz respeito à magnífica obra que nos deixou.

Avaliação: 8/10

Um comentário em “Estive a Ler: O Colosso Negro

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close