Estive a Ler: Uma Chama Entre as Cinzas, Uma Chama Entre as Cinzas #1


Ele cheira a limão, a vento e a algo esfumaçado, como cedro. Avalia-me da cabeça aos pés, e o olhar seria descarado se não fosse pela ligeira expressão de perplexidade no seu rosto, como se estivesse a ver algo que não entendesse bem. Os seus olhos são um segredo sombrio.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “UMA CHAMA ENTRE AS CINZAS”, PRIMEIRO VOLUME DA SÉRIE UMA CHAMA ENTRE AS CINZAS

Criada no Deserto do Mojave e filha de emigrantes paquistaneses, a autora Sabaa Tahir saltou para as luzes da ribalta com o seu romance de estreia, An Ember in the Ashes em 2015. Depois de uma experiência como editora no Washington Post, Sabaa tornou-se autora best-seller do New York Times e não se fez esperar. A sequela foi publicada no ano seguinte, com o título A Torch Against The Night. Mas é sobre o primeiro volume que vamos falar hoje.

Editado originalmente pela Penguin Random House, o livro foi publicado em Portugal pela Editorial Presença com o título Uma Chama Entre as Cinzas. Com 384 páginas e capa mole, está incluído na Coleção Via Láctea da editora e tem tradução de Isabel Neves. Os direitos da série, também conhecida como Ember Quartet, já foram comprados pela Paramount Pictures para uma adaptação ao grande ecrã.

Resultado de imagem para AN EMBER IN THE ASHES
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=DuOP9W1oQCI

Peguei neste livro com as expectativas divididas. Algumas das pessoas com quem partilho um certo gosto literário ficaram arrebatadas com esta obra, por outro o tratar-se de um YA deixava-me com o pé atrás. E, em boa verdade, ao desfolhar as primeiras páginas numa livraria, não fiquei muito convencido. Nos últimos anos, as minhas experiências com livros juvenis não têm sido das melhores. Agora, trata-se de um YA recomendado pela própria Robin Hobb no Goodreads, e isso não é dizer coisa pouca.

“Ainda assim, sendo um YA, teve vários focos de interesse, ação e ritmo sem deixar de ser uma leitura leve

O hype em torno do livro quando ele saiu em 2015 deixou-me com a pulga atrás da orelha e tenho a dizer que o livro lê-se muito bem. É relativamente pequeno, os capítulos são curtinhos e a escrita de Tahir é chocolate nas nossas bocas. Posso dizer que estava a “surtar” ao fim do primeiro terço do livro. Infelizmente, ele trilhou um caminho que não me agradou por aí além, mas a nível de escrita e de ambientação, ela consegue estar, para mim, ao nível de autores como Mark Lawrence ou Joe Abercrombie.

Resultado de imagem para uma chama entre as cinzas presença
Fonte: https://www.presenca.pt/livro/uma-chama-entre-as-cinzas/

A musicalidade da escrita, a importância dada a cheiros, olhares e sensações, atira o leitor para uma atmosfera densa e sufocante. O background criado é inspirado na Roma Antiga, embora todo o ambiente nos lembre a cadência melíflua do Médio Oriente. Aqui, Sabaa Tahir tem um dos seus maiores méritos. O mundo criado é credível, intenso e faz o leitor comprar toda a ideia, ainda que o livro seja narrado apenas de dois pontos de vista, na primeira pessoa.

O livro alterna entre os capítulos de Laia e Elias, os protagonistas da trama. Ela é uma Erudita, povo que foi submetido à dureza dos Marciais, podendo viver livremente mas estando sujeitos a tornar-se escravos. Entre os Eruditos, há uma sociedade secreta chamada de Rebelião. Os pais de Laia foram os líderes dessa organização, mas foram mortos, assim como a sua irmã mais velha. Restam-lhe os avós que a criaram, assim como o irmão Darin.

Resultado de imagem para AN EMBER IN THE ASHES
Fonte: https://www.goodreads.com/book/show/27774758-an-ember-in-the-ashes

Mas Darin tem segredos e desenha coisas que deviam permanecer escondidas. É por causa disso que a sua casa é alvo de uma busca, os avós são mortos e ele é capturado, sendo levado como prisioneiro por um Máscara. Terríveis e obscuros, os líderes militares da Academia Militar Blackcliff têm máscaras fundidas na própria pele, e são conhecidos pela truculência dos seus atos. Para salvar o irmão, Laia tem de convencer a Rebelião a ajudá-la.

“Agora, trata-se de um YA recomendado pela própria Robin Hobb no Goodreads, e isso não é dizer coisa pouca.

A tarefa não se adivinha fácil. Ao contrário do que suspeitava, o irmão não era quem ela pensava. Os túneis secretos que servem de lar à Rebelião escondem muitos segredos. Entre Mazen, Sana e Keenan, em quem poderá ela confiar? No atual líder? Na mulher gentil? No jovem ruivo, frio como uma lâmina? A contraproposta que lhe fazem para salvar o irmão parece suicida aos olhos de qualquer um: infiltrar-se em Blackcliff como escrava pessoal da comandante, e espiar para eles.

Resultado de imagem para AN EMBER IN THE ASHES
Fonte: http://anemberintheashes.wikia.com/wiki/Elias_Veturius

Elias é o filho da comandante. O herdeiro da Gens Veturio, prestes a terminar a sua formação como Máscara. Mas os seus valores não se coadunam com a crueldade que é esperada de si. Ele quer ser livre, quer um mundo em que Ilustres e Eruditos possam viver em harmonia, quer terminar com a escravidão. Planeia fugir. Desertar. Virar as costas aos horrores da sua mãe: Keris Veturia, uma mulher que representa tudo aquilo que mais odeia.

Os seus planos caem por terra quando um Áugure chamado Cain o alerta para as consequências dos seus atos, e quando a sua ordem comunica ao mundo que o Imperador deve morrer e que de entre quatro recém-formados um deles deverá assumir o lugar, inicia-se uma contenda sem precedentes em que quatro jovens devem competir pelos destinos do Império. Dois dos Aspirantes morrerão, um tornar-se-á o general Águia de Sangue, e o outro Imperador.

Imagem relacionada
Fonte: http://anemberintheashes.wikia.com/wiki/Laia

Entre conflitos e encontros inesperados, os planos subversivos de um forjador chamado Spiro Teluman, a amizade verdadeira da jovem escrava Izzi e os conhecimentos secretos da Cozinheira sacodem a vida de Elias e Laia. Elias tem de enfrentar os irmãos Marcus Antonius e Zacharias “Zak” Farrar nas Eliminatórias. Mas sobretudo, tem de enfrentar Helene Aquilla, a única mulher da sua formação, a sua amiga de sempre. Por sua vez, Laia vai conhecer a crueldade da comandante na própria carne, e fintar a sua inocência e as armadilhas do coração.

“Mas Darin tem segredos e desenha coisas que deviam permanecer escondidas.

Com a morte a cavalgar os dias, o Imperador Taius a aproximar-se de Blackcliff para perpetrar vingança e criaturas temíveis como o Portador da Noite, djinns, efrits e ghuls a envolverem-se no despique, os corações dos dois protagonistas devem encontrar o seu verdadeiro lugar e esgrimir com as armas que têm aquilo que vêem como valores e crenças. Antes que seja tarde demais para todos eles.

Resultado de imagem para AN EMBER IN THE ASHES
Fonte: https://nerdist.com/exclusive-an-ember-in-the-ashes-author-sabaa-tahir-at-sdcc/

Este é um livro que me encantou e que me desiludiu. A linguagem intimista da escritora é uma das mais-valias do livro, mas todo o mundo foi bem construído e estruturado. Posso dizer que o plot é muito bom. Os problemas de Uma Chama Entre Cinzas foram, para mim, o grande foco no quadrado amoroso, várias quezílias a roçar o infantil e a estrutura das Eliminatórias, a fazer-me lembrar em muitos momentos Os Jogos da Fome, o que é pena.

Ainda assim, sendo um YA, teve vários focos de interesse, ação e ritmo sem deixar de ser uma leitura leve e, como referi em cima, a escrita da autora encheu-me as medidas, doce, suave, melodiosa e madura. O livro não me arrebatou em toda a sua largura, mas sem dúvida que continuarei a seguir a série, até porque muitos mistérios ficaram por resolver.

Avaliação: 7/10

Uma Chama Entre as Cinzas (Editorial Presença):

#1 Uma Chama Entre as Cinzas

6 comentários em “Estive a Ler: Uma Chama Entre as Cinzas, Uma Chama Entre as Cinzas #1

  1. Luisa Bernardino 15 mar 2018 — 1:11 am

    Olá Nuno!
    Não conhecia este livro. E quando li colecção Via Lactea aquilo que me passou pela cabeça foi ” é juvenil “. Depois li o teu comentário que é sempre muito bom e completo e fiquei curiosa. Eu já li vários livros dessa colecção. Não li mais porque acho que a Editorial Presença tem oa livros bastante caros. Livrinhos com poucas páginas e caros. Só compro mesmo quando fazem aquela promoção de 50% de desconto. Vou estar atenta porque gostava de ler este livro. Obrigada.

    1. Olá Luísa. É verdade, são livros um pouco caros para o tamanho. Uma Chama Entre as Cinzas foi considerado o melhor livro juvenil de 2015. Percebo o epíteto YA porque os protagonistas são jovens e há a componente amorosa que não gostei tanto. Mas o mundo criado é bem sombrio e é uma série cheia de potencial e de personagens cativantes.
      Obrigado eu pelo comentário. Beijinho.

  2. Luisa Bernardino 15 mar 2018 — 12:25 pm

    Uma paixoneta pelo meio também não tem mal…hehe…

    1. Sim mas estes dois não sabem muito bem o que querem ahahah

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close