Especial: A Legislação de Joe Abercrombie


Falar de Joe Abercrombie sem falar de A Primeira Lei é passar ao lado de um dos seus trabalhos mais bem-sucedidos e reconhecidos no mundo inteiro. Por isso, o NDZ vai esmiuçar esta tão bem falada trilogia e catapultar-vos para um mundo de coragem, honra e sacrifício. Para Midderland, onde nada é aquilo que realmente parece. Agora que sabemos que Joe está a trabalhar numa sequela para a série, passada 30 anos depois, parece-me mais do que justo prestar-lhe esta homenagem. A série foi publicada em Portugal pela Edições Asa / 1001 Mundos.

Um dos mais talentosos escritores de fantasia da nova geração, comparado a autores como Justin Cronin, Mark Lawrence, Brandon Sanderson e Peter V. Brett, Joe é autor de vários livros como The Heroes, Best Served Cold, Red Country ou a série YA Shattered Sea. Por aqui, para além da trilogia A Primeira Lei, li os seus contos “Está Difícil Para Todos” e “Completamente Perdida”, publicados nas antologias Histórias de Vigaristas e Canalhas e Mulheres Perigosas, respetivamente.

Resultado de imagem para joe abercrombie
Fonte: http://firstlaw.wikia.com/wiki/Joe_Abercrombie

Mas quem é Joe Abercrombie?

Joe Abercrombie nasceu em Lancaster em 1974 e atualmente mora em Bath com a esposa e os filhos. Foi editor freelancer de filmes e trabalhou em vários documentários e eventos musicais, até dedicar-se a corpo inteiro à escrita. A Lâmina (The Blade Itself), o seu primeiro romance, viu os direitos vendidos para 24 países. Em 2008, Abercrombie foi finalista do prémio John W. Campbell na categoria Autor Revelação, graças ao sucesso da trilogia A Primeira Lei.

Foi educado na pretensiosa Lancaster Royal Grammar School, só para rapazes, onde passou muito do seu tempo a jogar computador, dados, e a desenhar mapas de locais que não existiam. Rumou em seguida à Universidade de Manchester, onde estudou Psicologia. Tendo sempre o sonho de, sozinho, redefinir o género fantástico, começou a escrever uma trilogia épica baseada nas desventuras de um bárbaro, Logen Novededos. O resultado não lhe agradou e mudou-se para Londres, onde, segundo ele, viveu numa espelunca com dois homens à beira da loucura.

Com um esforço heróico e o apoio da sua família, terminou The Blade Itself em 2004, sendo publicada junto de um público insuspeito em 2006. Before They Are Hanged e The Last Argument of Kings foram publicados em 2007 e 2008, respetivamente.

Sem Título
Fonte: http://firstlaw.wikia.com/wiki/First_Law_Wiki

Antes que me esqueça, convém avisar que o texto seguinte contém minor spoilers de cada um dos livros, um resumo das informações que coligi na minha opinião aos mesmos, ainda que me abstenha às revelações mais impactantes.

Porque devemos lê-lo?

TEM PERSONAGENS COMPLEXOS

A Primeira Lei é passado em Midderland. Logen Novededos ganhou fama de sanguinário no norte gelado, onde lutou durante muitos anos ao lado de Bethod, um veterano de guerra que conquistara o norte a pulso. As rixas acentuaram-se e Bethod ganhou uma feiticeira como conselheira. Depois, avançou para o centro, tentando expandir os seus domínios. O centro de Midderland é dominado pela União, com capital em Adua, onde perambulam personagens carismáticos como o major Collem West, o inquisidor Sand dan Glotka e o espadachim Jezal dan Luthar. Já o rei Guslav V não parece muito influente, sendo o Círculo Fechado o verdadeiro cérebro por detrás de todas as ações da União.

Sem Título
Fonte: https://darey-dawn.deviantart.com/art/The-First-Law-trilogy-483682777

Abercrombie apresenta-nos três cenários distintos no continente de Midderland, qualquer um deles repleto de personagens BEM complexos. Logen Novededos é um bárbaro temível e infame, que deve o seu nome à perda de um dedo em batalha. No norte distante, combate com os shanka, criaturas repugnantes vulgarmente conhecidos como cabeças-chatas. É lá que perde os seus companheiros e julga-os mortos. Logen tem o dom invulgar de conseguir falar com espíritos e é dessa forma que uma mensagem é-lhe enviada. Um mago poderosíssimo procura-o.

Logen encontra Malacus Quai, um jovem aprendiz de magia, e salva-o de morrer à fome. O rapaz leva-o até ao grande Bayaz, o Primeiro dos Magos. É uma figura ríspida e pouco convencional, que regularmente se usa de poderes do Outro Lado. No início, o mundo era habitado por demónios e seres mágicos, mas uma cisão drástica fez com que todas as criaturas fossem atiradas para o Outro Lado. Tocá-lo e recorrer à magia é quebrar a Primeira Lei, mas Bayaz sabe que as leis antigas estão a ser violadas.

Sem Título
Fonte: https://darey-dawn.deviantart.com/art/The-First-Law-trilogy-483682777

O Primeiro dos Magos vive numa fortaleza nortenha, mas é figura de destaque em todo o mundo, tomando lugar em estátuas e retratos nas cidades mais civilizadas. Junto de Bayaz, Logen enfrenta o próprio Bethod, mas também os dois filhos do veterano, viscerais como o pai, mostram a sua face. Quando fica claro que Bethod não irá poupar ninguém, Bayaz, Malacus e Logen abandonam a fortaleza e dirigem-se ao centro do continente.

“É uma honra para todos os homens de boas famílias representar o Exército”

Ainda no norte, os velhos companheiros de Logen: Cão, Cabeça de Trovão, Dow Negro, Sisudo e o Mais-Fraco sobreviveram, ao contrário do que ele julgara. Por sua vez, também eles pensam que Novededos morreu, e prosseguem a sua campanha contra Bethod, ainda que a liderança do grupo seja motivo de discussões e pequenas rixas, o que deixa clara a lacuna que a ausência de Logen provoca no grupo.

Sem título
Fonte: https://thetattooedbookgeek.wordpress.com/2016/04/25/sharp-ends-book-review/
INTRIGAS INCRÍVEIS

No centro do Círculo do Mundo fica Adua, uma cidade populosa onde reside o rei da União, Guslav V, e a família real. A Inquisição e o Exército têm grande preponderância no modo de vida da cidade, e é lá que encontramos alguns dos nossos protagonistas. Sand dan Glotka foi em tempos um guerreiro prodigioso, uma das grandes esperanças da União, mas na guerra contra Gurkhul, um poderoso império sulista, acabou sendo inutilizado de uma perna e foi tomado como prisioneiro, onde foi torturado. Quando regressou a casa, quebrado por dentro e por fora, acabou por tornar-se uma figura mesquinha e espirituosa. Nomeado como inquisidor, aplica aos prisioneiros uma terrível tortura, como se assim vingasse aquela a que foi submetido.

É uma honra para todos os homens de boas famílias representar o Exército, e Jezal dan Luthar vive com esse fardo. Jezal prefere passar os dias a jogar e as noites a embebedar-se com os amigos. Mas não é isso o que esperam de si. O major Collem West foi um grande amigo de Glotka e soldado de grande talento. Vindo de famílias modestas, West ganhou o seu prestígio a pulso, graças a feitos como a quebra de um importante cerco. Por isso não entende como Jezal não aproveita a oportunidade que o seu sangue oferece. West tem uma irmã, Ardee, uma beleza exótica que vem virar o mundo de Jezal do avesso. Já o marechal Varuz, que treinara Glotka e West nos seus tempos áureos, não desiste de Jezal e transforma-o num grande espadachim, de modo a que este consiga vencer a Prova que lhe está destinada.

Sem Título
Fonte: https://dejan-delic.deviantart.com/art/His-Majesty-s-Inquisition-429415014

Uma série de intrigas são tecidas no seio de Adua, culminando na chegada de Bayaz, Quai e Novededos à cidade. Ninguém acredita que o mago seja quem diga ser, uma vez que a sua figura faz parte da “mitologia” da cidade, e o arquileitor Sult, líder da Inquisição, envia Glotka para provar que Bayaz não é mais do que uma fraude. Algures no centro da cidade há um monumento de tempos imemoriais, que foi feito para ninguém entrar, e Bayaz diz ter a chave desse edifício: A Casa do Criador. Quanto mais Glotka investiga o caso, mais se apercebe que o impostor pode ser, na verdade, o mago lendário.

As peças encaixam-se pouco a pouco, relações antigas desvendam-se e Ferro Maljinn, uma sulista que fugiu da escravidão, chega à cidade, apadrinhada por Yulwei, um mago misterioso. Como um verdadeiro bicho-do-mato, Ferro não controla o seu sentimento de vingança contra a nação de Gurkhul, mas Bayaz garante que os seus adversários, tanto a norte como a sul, servem um mesmo propósito, e que terão de empreender uma grande viagem para os travar.

Sem título
Fonte: https://geeklyinc.com/geekly-guide-to-authors-joe-abercrombie/
UMA GUERRA IMINENTE

A União está sob ameaça. A norte, a guerra contra Bethod e os seus carls. A sul, a guerra contra Gurkhul e o impiedoso imperador Uthman-ul-Dosht, discípulo do profeta Khalul. Certo de que os exércitos da União não terão capacidade de os travar a ambos, Bayaz empreende uma jornada para vencer o inimigo através da magia. Para alcançar os seus intentos misteriosos, ele pega em Malacus Quai, Logen e Ferro, no egocêntrico Jezal e num navegador experiente, chamado Pé Longo, e condu-los numa viagem até aos confins do mundo, em busca de uma pedra mágica. Os caminhos que são obrigados a atravessar escondem, porém, todo o tipo de perigos.

“Glotka terá de lidar com várias pontas soltas e só poderá contar com os seus melhores amigos: os instrumentos de tortura.”

Glokta, por sua vez, é enviado pelo arquileitor Sult a Dagoska, o último bastião da União no Sul, localizado numa península. O objetivo, ajudar à defesa da cidade e descobrir o que acontecera ao superior da Inquisição, Davoust, então desaparecido. Para surpresa do conselho administrativo da cidade, composto pelo velho governador Vrums, o seu filho Korsten dan Vurms, o general Vissbruck, a magistrada da guilda dos especieiros Carlot dan Eider e o sacerdote nativo Kahdia, Glotka chega com plenos poderes para as decisões políticas e militares em Dagoska.

Imagem relacionada
Fonte: https://www.pinterest.com/pin/20829216996459966/

O que ele não esperava era ter de lidar com uma conspiração hedionda, um mercenário volúvel chamado Nicomo Cosca, uma doação imprevisível do banco Valint e Balk, um cerco terrível à cidade… bem como a visita do velho mago Yulwei, que o alerta para um ataque de devoradores, seguidores eleitos por Khalul para violarem a Segunda Lei: a proibição de se comer carne humana. Para o ajudar, Glotka apenas conta com a sua mente astuta e com o poderio físico dos seus práticos: Frost, Severard e Vitari.

Nas terras de Angland, os exércitos da União preparam-se para repelir Bethod. O próprio príncipe herdeiro Ladisla comanda um dos exércitos, ainda que lhe falte tanto experiência como sensatez. O marechal Burr coloca o príncipe sob a supervisão de West, promovendo este a coronel. São surpreendidos com a aliança improvável de um grupo de nortenhos, um grupo formado por Cão, Rudd Três Árvores, Tul Cabeça de Trovão, Dow Negro e Sisudo. Homens lendários no norte, que haviam sido liderados outrora por Logen Novededos.

Enquanto os generais Kroy e Poulder medem forças, os regimentos acabam por separar-se e a West cabe-lhe a tarefa ingrata de vigiar o príncipe, ainda que não compreenda nenhuma das suas diretivas. O frio ameaça abalar as suas forças mais do que a guerra, e é obrigado a recrutar forjadores numa colónia penal. O homem de rosto queimado chamado Pike e a rapariga Cathil transformam as vidas de West, Cão e Ladisla de modo incontornável.

Sem Título
Fonte: https://dejan-delic.deviantart.com/art/Northmen-519093474
UMA DINASTIA EM PERIGO

O coração da União está dilacerado após a morte dos herdeiros ao trono, e o Conselho Fechado move as suas peças desesperadamente, para impedir que a futura e mais do que certa morte do rei coloque um inimigo no trono. É ao Conselho Aberto que cabe a votação, e votos são comprados, jogadas são dadas, braços medem forças à margem dos olhares comuns. O juiz superior Marovia e o arquileitor Sult parecem ser os mais influentes, defrontando-se em jogos de bastidores que deixam claro que o rei é pouco mais do que um fantoche.

“O mundo em que se passa A Primeira Lei foi, no início dos tempos, palco de demónios e criaturas malignas.”

Sand dan Glotka, o torturador, vê-se entre a espada e a parede quando o seu superior e os seus financiadores secretos, a misteriosa firma bancária Valint e Balk, o empurram em direções opostas. Com o seu lado mais emocional à tona de água quando o assunto é Ardee West, a irmã do seu melhor amigo a quem prometeu que cuidaria, Glotka terá de lidar com várias pontas soltas e só poderá contar com os seus melhores amigos: os instrumentos de tortura.

A norte, a ação concertada entre o exército da União e os nortenhos dissidentes a Bethod não parece dar frutos, com a saúde fragilizada do marechal Burr e os constantes braços-de-ferro entre os generais Kroy e Poulder a não contribuírem para os tão almejados progressos. É em Collem West e no nortenho Cão que as esperanças parecem recair, mas os dois homens sofreram demasiadas perdas para que a responsabilidade pareça, de facto, mais do que uma esperança vaga.

Resultado de imagem para glotka the first law
Fonte: https://www.pinterest.co.uk/chriskslee/first-law/
UMA MITOLOGIA PODEROSA

O mundo em que se passa A Primeira Lei foi, no início dos tempos, palco de demónios e criaturas malignas. Um dia, tanto as criaturas como todo o tipo de magias foram atirados para o Outro Lado, tornando-se proibitivo entrar em contacto com ele: esta era a Primeira Lei. Duas leis foram decretadas, sendo que a segunda tratava de proibir o consumo de carne humana. Kanedias, o Criador, e Juvens, o mago original, defrontaram-se, assim como alguns dos seus discípulos. No fim, sobraram poucos, mas Bayaz, o Primeiro dos Magos, continuou a medir forças com Khalul, que se havia tornado influente em Gurkhul.

No centro de tudo estava a paixão de Bayaz pela filha de Kanedias, Tolomei, que conduziu a uma rixa com o Criador e à consequente morte de pai e filha. Várias perspetivas foram projetadas sobre esta mesma história, enquanto Bayaz digere a desilusão de não ter encontrado a Semente, a pedra que lhe permitiria contactar diretamente o Outro Lado, uma ferramenta para repelir Khalul e os seus devoradores. Mas até que ponto seria essa Semente uma mera fantasia?

Em suma…

Um sistema de magia soft e pouco convicente é utilizado por Joe Abercrombie nesta série, ainda que a descrição de batalhas e o desenvolvimento de personagens seja uma das mais-valias do autor britânico. Os plot-twists são deliciosos. Uma trilogia para os fãs de George R. R. Martin, e para aqueles que adoram bons vilões.

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close