Estive a Ler: Alpha & Omega, Locke & Key #6


I don’t love you anymore. Remember that. I’m done with you. I’m done.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “ALPHA & OMEGA”, SEXTO VOLUME DA SÉRIE LOCKE & KEY (FORMATO BD)

Pelas mãos do argumentista Joe Hill e do ilustrador Gabriel Rodriguez, a série negra Locke & Key chega ao seu capítulo final, que inclui os cinco números do arco Omega e os dois do arco Alpha, culminando no livro intitulado Alpha & Omega. Já tive a oportunidade de passar com as mãos por um exemplar em capa dura deste volume e é simplesmente… apetecível. Disso não me parecem restar dúvidas. Quanto ao conteúdo, já lá vamos.

A série é publicada lá fora pela IDW Publishing e ainda não conhece uma versão nacional, muito embora os elogios sejam difundidos em todo o mundo. A série ganhou um Prémio Eisner em 2011 para Melhor Escritor – Joe Hill – e foram duas as vezes em que amealhou o British Fantasy Award, em 2008 e 2012 na categoria Melhor Comic ou Novela Gráfica.

Resultado de imagem para locke & key alpha & omega
Fonte: https://www.biyabyte.com/comics/2015/8/29/the-run-through-locke-key-alpha-omega

Este último volume da série não me surpreendeu, mas tampouco me desiludiu. As revelações não trouxeram assim nada de novo à série, que não pudessem ser apreendidas ou percecionadas dos livros anteriores, e eu sinceramente gostaria de uma explicação mais mundana, mais suja, mais humana, para os comportamentos do Devil fucking Dodge, mas uma lógica terrena ou mesmo credibilidade narrativa nunca foi o propósito de uma série onde podes abrir cabeças com chaves e colocar coisas lá dentro.

“Não é o melhor volume da série, mas a mim pessoalmente satisfez-me

As cenas de ação deste último volume foram devastadoras, inquietantes, cheias de ritmo e de momentos extraordinários. A dinâmica entre Tyler, Kinsey, Bode e os seus amigos e familiares foi elevada a um patamar de irreverência muito bom. A forma como foram divididos e como convergiram também deu coerência ao álbum e fez-me querer mais, muito mais, desta família absolutamente disfuncional e da Keyhouse, lar de todos os segredos.

Resultado de imagem para locke & key alpha & omega
Fonte: https://www.goodreads.com/book/show/16164271-locke-key-vol-6

Dodge, agora no corpo de Bode, consegue reunir todas as chaves, o que lhe permitirá concretizar no nosso mundo os seus propósitos malignos. Aproxima-se a noite do baile na Academia Lovecraft, e Scot Kavanaugh tem a ideia de fazer um vídeo para o baile. Kinsey reclama a câmara para si e fala para ela que a sua mãe é alcoolica, assim como transmite os seus receios de que venha a tornar-se igual a ela. Enquanto isso, Dodge prepara-se para transformar os convivas do baile em parte da sua “Legião”.

“uma lógica terrena ou mesmo credibilidade narrativa nunca foi o propósito de uma série onde podes abrir cabeças com chaves e colocar coisas lá dentro.

Rufus, o filho simplório de Ellie, é o único que sabe que Bode foi possuído por Dodge, mas também sabe que ninguém acreditará nele se lhes contar a verdade. Num gesto desesperado, ele ataca o “garoto”, o que leva a ser colocado na mesma instituição psiquiátrica que alberga Erin Voss. Na Keyhouse, o fantasma de Bode tenta alertar a mãe, e quando Nina mostra relativamente alguma autoridade sobre o falso filho, Dodge usa a coroa maléfica para atacar a casa com todas as suas sombras.

Por sua vez, Tyler conquista uma boa parte do protagonismo do álbum para si. De uma reconciliação com Jordan na noite da festa, a ser alvejado e levado para a Keyhouse pelo Detetive Mutuku, o filho mais velho de Nina encontra o “pai” e torna-se a única esperança para salvar os irmãos. Kinsey encontra-se prisioneira, junto com Jamal e vários convivas do baile na cave, onde Dodge prepara-se para abrir o túnel e fazer os demónios apoderarem-se dos seus corpos físicos.

Imagem relacionada
Fonte: https://geektyrant.com/news/doctor-strange-director-to-helm-locke-and-key-series-pilot-for-hulu

Repleto de volte-faces e com cenas de cortar o fôlego, Alpha & Omega vem dar uma conclusão sólida e emotiva ao fantástico e bizarro percurso que vinha traçando, sempre com uma tirada de humor aqui e acolá, para arrancar o leitor à amálgama negra e depressiva do conjunto. Sem momentos de grande inventividade narrativa, este último volume oferece um fechar de porta coerente, sem momentos mortos ou grandes perdas de tempo.

Não é o melhor volume da série, mas a mim pessoalmente satisfez-me, com um ritmo altíssimo a compensar a falta de maiores momentos boom!, até porque, apesar das várias revelações do último arco, nenhuma delas me surpreendeu. Gostei imenso do destaque que os vários personagens acabaram por ter, como Erin Voss, Rufus ou mesmo o Detetive Mutuku, embora os Locke sejam, de facto, os grandes protagonistas desta maravilhosa história dark.

Avaliação: 8/10

Locke & Key (IDW Publishing):

#1 Welcome to Lovecraft

#2 Head Games

#3 Crown of Shadows

#4 Keys to the Kingdom

#5 Clockworks

#6 Alpha & Omega

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close