Estive a Ler: Tormenta de Fogo, Executores #2


Eu mato pessoas que têm super-poderes.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “TORMENTA DE FOGO”, SEGUNDO VOLUME DA SÉRIE EXECUTORES

The Reckoners é uma trilogia de romances de super-heróis YA escrita pelo autor norte-americano Brandon Sanderson, traduzida em português como Executores. A série consiste em Steelheart (2013), Firefight (2015) e Calamity (2016) e retrata um mundo pós-apocalíptico em que o surgimento de uma presença nos céus (objeto voador não identificado? cometa?) chamado de Calamidade deu a pessoas comuns poderes sobre-humanos, desafiando as leis da física. Essas pessoas, super-heróis, se assim os podemos chamar, denominam-se Épicos. Os poderes que têm, aparentemente aleatórios, levaram a que a grande maioria destes super-heróis começasse a escravizar o resto da Humanidade, causando o colapso do mundo como se conhecia.

Este segundo livro, Tormenta de Fogo, começa alguns meses após os eventos de Coração de Aço, o primeiro volume da trilogia. Após a morte do Épico que deu nome ao livro inaugural, David, Prof e o resto da força dos Executores em Nova Chicago são abordados por vários Épicos de menor dimensão do que fora Coração de Aço, o que não significa obrigatoriamente que sejam mais amistosos ou menos inteligentes. A astúcia é uma das maiores armas no mundo fraturado de Executores. Com um total de 376 páginas, a edição brasileira da editora Aleph conta com a tradução de Isa Prospero.

Resultado de imagem para firefight brandon sanderson fanart
Fonte: https://www.pinterest.co.uk/pin/689332286687188712/

Após os eventos de Coração de Aço e Mitosis (um conto que serviu de interlúdio entre os dois primeiros livros), David Charleston está à procura de algo para compensar o vazio que a sua vingança perpetrada contra Coração de Aço deixou. Os Executores controlam agora Nova Chicago, ainda que tenham deixado a gestão da cidade nas mãos de alguns Épicos menos hostis. O Épico Tormenta de Fogo, que David conheceu como Megan e por quem se apaixonou, abandonou os Executores quando o seu disfarce foi descoberto, e Prof, como é conhecido Jonathan Phaedrus, o líder da equipa, está preocupado com a relação entre ela e Realeza, a Épica que governa Babilar (Babilónia Restaurada), cidade antes conhecida como Nova Iorque.

“A história de Executores pisca o olho ao típico blockbuster cinematográfico, e não tenho dúvidas de que seria um sucesso se fosse adaptado ao grande ecrã.”

Depois de Realeza enviar vários Épicos para defrontar os Executores em Nova Chicago, Prof decide ir pessoalmente a Babilar, levando consigo David e Thia e deixando para trás, com vista à defesa da cidade, Abraham e Cody. Pouco a pouco, David deslumbra-se com o mundo até então desconhecido para ele fora da cidade metálica, ao mesmo tempo que começa a desconfiar sobre os motivos de Prof e como sabe ele tanto sobre Realeza. Babilar é muito diferente do que ele podia esperar. A cidade está repleta de água, e as pessoas vivem no alto de arranha-céus, usando várias pontes para transitar de um lado para o outro. Isto porque Realeza é uma Épica de água e inundou toda a cidade.

Resultado de imagem para tormenta de fogo brandon sanderson
Fonte: https://www.saraiva.com.br/tormenta-de-fogo-serie-executores-livro-ii-9888200.html

Rapidamente travam conhecimentos com uma equipa de Executores em Babilar. Ali conhecem Val, a neurótica lá do sítio e líder do grupo, Gêgê, um gigante amistoso com uma série de hobbies no mínimo estranhos relacionados com a sua profissão anterior, agente funerário, e a desajeitada Mizzy, uma adolescente um pouco exagerada nos trejeitos. O grupo investiga a cidade de barco, onde estudam os instrumentos de Realeza para a controlar através da água.

A comunidade de Babilar é, por natureza, despreocupada e bem sintonizada, pintando tudo com sprays fluorescentes, querendo levar a sua vida pacificamente e, de preferência, sem irritar Realeza. O que os Executores descobrem, é que os ataques de Épicos em Nova Chicago foram um isco para os levar até ali. Um incrível Épico às ordens de Realeza prepara-se para os destruir. Obliteração esmagou cidades como Houston, Albuquerque ou San Diego, e destruir é precisamente a sua ocupação predileta, usando para isso várias habilidades como manusear calor, teletransportar-se ou aumentar a sua força. Claro está, o seu embate com David trará ao herói muito mais perguntas e aumentará as suas suspeitas.

Resultado de imagem para firefight brandon sanderson fanart
Fonte: https://www.pinterest.co.uk/pin/759138080908961495/

Este segundo livro lê-se muito bem, tal como o primeiro. Ainda assim, nota-se claramente que é um livro escrito para adolescentes, com vários termos técnicos e uma camada, se assim se pode chamar, mais científica. Muito embora a escrita em si seja pobre, compensa com um ritmo permanentemente elevado e situações diversas a acontecerem a todo o momento. Brandon Sanderson continua a não me deslumbrar com esta série, mas em todo o caso não deixa de ser uma leitura fácil e descomplexada, conseguindo mesmo em várias pontas ser entusiasmante.

“Sanderson também começa a desvendar mais sobre os pontos fracos dos Épicos e como derrotá-los.

A história de Executores pisca o olho ao típico blockbuster cinematográfico, e não tenho dúvidas de que seria um sucesso se fosse adaptado ao grande ecrã. Com uma toada mais juvenil, faz lembrar as histórias da Marvel, se bem que os super-heróis são aqui os vilões. Ou melhor, quase todos. A narrativa é solta e diverte, sem te fazer perder tempo com introduções ou devaneios. David acaba por ser a personagem mais chatinha de todas, apesar de ter gostado bastante da sua falta de jeito para fazer metáforas.

Imagem relacionada
Fonte: https://www.pinterest.com/pin/686236061941501557/

Como YA que se preze, as histórias de amor não faltam. O protagonista continua apaixonado pelo membro dos Executores que os havia traído no primeiro volume, e crê que ela pode ainda mostrar o seu lado bom e vencer as características que a levaram à traição, se resistir à sua natureza, como tem feito Prof. Ao mesmo tempo, a relação entre Prof e Thia também é explorada, revelando uma história antiga que tinha passado em branco no volume inaugural. Sanderson também começa a desvendar mais sobre os pontos fracos dos Épicos e como derrotá-los.

O mundo de Executores é vívido e inteligente, mas Sanderson explora as questões mais tradicionais da literatura jovem, a dualidade bem-mal, ao mesmo tempo que faz uma crítica aos governos e à corrupção, de uma forma diferente e mais atual do que o faz em outras obras de fantasia. Apesar de existir uma novella que serve de interlúdio entre os dois primeiros volumes, Mitosis, Tormenta de Fogo pode ser lida na perfeição para quem apenas leu Coração de Aço. Cheio de reviravoltas inesperadas, o segundo volume de Executores traz Brandon Sanderson numa versão mais simplista, uma leitura indicada para os dias mais quentes de verão.

Avaliação: 7/10

Executores (Aleph):

#1 Coração de Aço

#2 Tormenta de Fogo

#3 Calamidade

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close