Estive a Ler: Granda Frango, Tony Chu: Detective Canibal #9


Quando os terroristas infiltraram a Sala Oval. Quando interromperam a transmissão e anunciaram que tencionavam, não só conquistar o país, como o mundo. Quando ameaçaram desencadear uma praga de nanitas de guerra micronucleares. E quando demonstraram a sua eficácia, injectando-os no líder do mundo livre: Poyo estava lá! Veio salvar o dia.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “GRANDA FRANGO”, NONO VOLUME DA SÉRIE TONY CHU: DETECTIVE CANIBAL (FORMATO BD)

A G Floy lançou no passado dia 11 o nono volume da série Tony Chu: Detective Canibal, vencedor dos Prémios Eisner, o galardão máximo da banda desenhada anglo-saxónica, e Prémios Harvey, os prémios profissionais dos comics nos EUA. No original Chew, esta é uma das mais populares séries independentes actuais, com argumento de John Layman e arte de Rob Guillory, tendo sido encerrada em finais de 2016 com um total de doze volumes. O nono volume inclui os números #41 e #42 da publicação original, bem como o especial Chew: Warrior Chicken Poyo.

Layman trabalha em comics há mais de duas décadas, inicialmente como editor na Wildstorm (hoje um selo da DC Comics), e a partir de 2002 como escritor a tempo inteiro, não só para BD, mas também para videojogos. Ao longo dos anos escreveu histórias para quase todas as personagens e editoras. Mas Chew tornou-se de longe na sua série mais popular, e já lhe valeu quatro galardões.

Já Rob Guillory nasceu, foi criado e vive no Louisiana, e até ao momento em que foi escolhido por John Layman para artista de Chew era quase desconhecido. Depois de participar nalgumas antologias independentes, a sua inclusão na Popgun Anthology da Image valeu-lhe a atenção de Layman. Este ano, Guillory acaba de lançar a sua nova série, desta vez a solo, Farmhand, também pela Image Comics, uma série de comédia negra sobre ciência enlouquecida e agricultura apocalíptica.

Fonte: G Floy

Mais focado em personagens como John Colby, Mason Savoy ou mesmo Mike Applebee do que propriamente no protagonista Tony Chu, para além de uma investigação pouco convencional a uma submarino, este volume voltou mais uma vez a surpreender-me pela positiva. Claro está, o grande destaque é o galo Poyo, que volta a afirmar-se como o mais extravagante e implacável agente da autoridade.

“É o regresso triunfante de Poyo ao mundo de Chu!”

Uma foca foi assassinada e este volume trouxe Poyo mais uma vez como o herói do dia, várias referências a séries de fantasia, casamentos gay, traições, reencontros e mais dons com tanto de extravagante quanto de nojento. Continuando a revelar-se firme e coeso, como os livros anteriores, Tony Chu: Detective Canibal não desilude, sempre com uma toada de bom-humor constante.

Fonte: G Floy

É o regresso triunfante de Poyo ao mundo de Chu! O universo delirante do nosso detective cibopata preferido mergulha na loucura total. Um galo Poyo guerreiro biónico. Uma agente Olive em missão infiltrada. Um casamento em Las Vegas. Não, dois casamentos em Las Vegas! Um legume extra-terrestre alucinogénio. E montes e montes de animais falantes, incluindo um golfinho. Mas não se preocupem: nenhum deles foi maltratado durante a realização deste volume de Tony Chu, de longe o mais desaparafusado da série. Insano.

John Colby protagoniza e carrega às costas esta nova história de Tony Chu: Detective Canibal, a série best-seller do New York Times vencedora de múltiplos prémios Eisner e Harvey. Para além de se casar com o chefe e de convidar para o seu casamento nada mais nada menos do que o seu antigo parceiro do FDA (Food and Drug Administration) Mason Savoy, com quem parece ter estado em conluio o tempo todo, o amigo de Tony Chu revela a sua própria agenda. E as suas intenções parecem meio dúbias.

Fonte: G Floy

O nono volume de Tony Chu, Granda Frango, envolve-nos com momentos de puro amor humor, drama e volte-faces inesperados. Com um ritmo altíssimo, acontecimentos inesperados e uma boa disposição digna de registo, Tony Chu: Detective Canibal continua ótimo e a avançar a passos largos para os seus álbuns finais. Não gostei tanto do especial sobre Poyo, mas o casamento de Colby promete muito para a próxima edição.

Sem desprimor para a quantidade de boas desenhadas que é lançada no nosso país, esta continua a ser uma das melhores, aliando um argumento refrescante e permanentemente original a uma arte incrível e atrativa. Excelente plano de John Layman e Rob Guillory e mais uma das apostas da Image Comics que serão difíceis de esquecer. Não vejo a hora de ter em mãos o décimo volume.

Avaliação: 9/10

Tony Chu: Detective Canibal (G Floy Studio Portugal):

#1 Ao Gosto do Freguês

#2 Sabor Internacional

#3 Enfarda Brutos

#4 Sopa de Letras

#5 Fome de Vencer

#6 Bolos Janados

#7 Maçãs Podres

#8 Receitas de Família

#9 Granda Frango

#10 Galo de Cabidela

#11 Últimas Ceias

#12 Maus Vinhos

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close