Estive a Ler: A Desumanização


Beija a tua irmã, porque não a entendes mas ela sabe o que faz. Pensei. Está morta, sabe tudo.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO A DESUMANIZAÇÃO

Valter Hugo Mãe, autor português nascido em Angola, é um dos mais incontornáveis autores vivos escritos na língua de Camões, nomeadamente bem-sucedido em países como Espanha, Brasil, França, Alemanha ou Croácia. Com o livro a máquina de fazer espanhóis venceu o Grande Prémio Portugal Telecom Melhor Livro do Ano e o Prémio Portugal Telecom Melhor Romance do Ano no ano de 2012, em São Paulo, e com o remorso de baltazar serapião venceu o Prémio Literário José Saramago em 2007.

Para além de romances, Valter Hugo Mãe escreveu histórias infantis, poesias e crónicas, deixando como marca um modo de escrita sem uso de maiúsculas. Publicado em setembro de 2013 pela Porto Editora, A Desumanização é o sexto dos sete romances já publicados por Hugo Mãe. Com um total de 240 páginas, este livro é um mergulho ao imaginário íntimo do autor, por uma Islândia que sempre o fascinou. É também uma homenagem ao irmão Casimiro, falecido antes do seu nascimento.

Risultati immagini per a desumanização valter hugo mãe
Fonte: https://literateca.wordpress.com/2015/08/10/a-desumanizacao-valter-hugo-mae/

Dizer que nunca tinha lido Valter Hugo Mãe não é uma verdade completa, quando já admirava a sua escrita de crónicas, artigos e até mesmo de publicações no facebook, tanto quanto admirava o ser autor e o ser humano que os canais de media me faziam chegar. Foi com A Desumanização, porém, que decidi começar a ler os seus romances. E o que encontrei foi algo diferente do que estava à espera.

“Todos os pensamentos e reflexões desta jovem levam-nos a pensar e a descortinar o nosso próprio mundo e as nossas fragilidades.

A Desumanização é um livro irrequieto, que nos mexe no âmago. Como uma sonda que se nos entra pela boca e esquadrinha os órgãos. É um livro lindo, que nos faz reflectir a cada passagem, que nos faz pensar nas metáforas extremamente bem conseguidas do autor e nos obriga a concordar com elas. Mas é também um livro triste e melancólico, quando não é macabro. É um livro macabro, que te faz estremecer nos momentos em que te encontras mais distraído.

Risultati immagini per a desumanização valter hugo mãe porto editora
Fonte: https://www.portoeditora.pt/produtos/ficha/a-desumanizacao/15081043

Valter Hugo Mãe faz-te pensar. Acima de tudo pensar. Pensar no que és enquanto ser humano. Pensar no que fazes aqui e no quanto de optimismo te é permitido. Quanto de esperança podes nutrir. É um livro que te tira a esperança, que te revolve e ta rouba, porque perdemos sempre esperança quando perdemos alguém, perdemos parte de nós, ao mesmo tempo faz-te almejá-la, faz-te agarrá-la, porque nem tudo pode ser mau, e enquanto há memória dos que amas não pode haver total escuridão dentro de ti.

É este o pressuposto da obra. Pedaços que se perdem. Metades que se perdem. E outras que ficam. Ficam em nós e ficam no futuro que há de vir. Ficam no que podemos fazer com aquilo que temos. Definhar ou reagir. Ficar aqui ou voar para longe. Entristecer às custas da culpa de uns e do julgamento de outros ou virar costas ao mundo. Perder-te a pouco e pouco ou perder o que te envolve, de uma vez para todas.

Risultati immagini per a desumanização valter hugo mãe porto editora
Fonte: https://www.jn.pt/artes/interior/valter-hugo-mae-anuncia-lancamento-de-a-desumanizacao-no-brasil-em-2014-3430903.html

A Desumanização é um livro intemporal e lindíssimo em prosa e em significados. Ele é protagonizado por Halla, uma menina atormentada pela morte da sua irmã gémea, Sigridur, nos fiordes da Islândia. A menina enterrada é caracterizada como a criança plantada, enquanto Halla é vista pela sociedade como a menos morta, porque quando uma gémea morre, a outra perde também grande parte da sua vivacidade. E é com esses estigmas e com uma imensidão de emoções que ela não consegue compreender, que acompanhamos a sua jornada.

“Valter Hugo Mãe faz-te pensar. Acima de tudo pensar. Pensar no que és enquanto ser humano.”

Halla tem de lidar com um pai pouco inspirado, com uma mãe revoltada e com tendências suicidas (quando não homicidas), com a falta da irmã e as recordações desta. Halla sempre se limitou a ser a sombra de Sigridur, a segui-la, a desdenhar dela e do mundo à sua volta. Sigridur era a talentosa e a sonhadora, o mundo esperava por ela. Halla limitava-se a ser, a andar ali. E foi ela que ficou quando a irmã partiu. Pouco a pouco, as suas raízes afundam-se mais a fundo no mundo que conhece. A menstruação, a primeira relação sexual, o amor por Einar, o mais feio dos rapazes, e uma nova perda, são o rastilho para uma descoberta final.

Risultati immagini per islandia
Fonte: https://casavogue.globo.com/LazerCultura/Fotografia/noticia/2014/05/28-razoes-para-visitar-islandia-agora.html

A escrita de Valter Hugo Mãe é única, dona de uma beleza própria de quem, mais do que talento, tem um dom único para criar textos profundos e reflexivos, com uma analogia a cada parágrafo. É uma forma de escrever quase em comunhão com a divindade, tal a beleza da sua prosa. Ao mesmo tempo, por não nos deixar descansar destas sinuosidades líricas, é uma leitura que te cansa. Acabas por não conseguir ler muitas páginas seguidas, tanto porque a escrita te deixa exangue, como por teres a necessidade de saborear e processar aquilo que leste.

É um livro repleto de camadas e de significados, com a própria religião cristã e os credos da cultura islandesa a serem questionados. Deus é aqui pintado de várias e muitas cores, como um monstro sem dó nem piedade, como uma criatura bela que se torna feia a cada morte, ou até mesmo como a própria Islândia. Os cadáveres são atirados a um penhasco conhecido como a boca de deus e a protagonista leva essa asserção muito à letra. Todos os pensamentos e reflexões desta jovem levam-nos a pensar e a descortinar o nosso próprio mundo e as nossas fragilidades.

Avaliação: 8/10

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close