Estive a Ler: Terra Em Chamas, As Crónicas Saxónicas #5


O bispo Asser era um monte de merda, que é uma coisa que cai do rabo das pessoas. Tinha caído de um qualquer rabo galês, de onde deixara um rasto viscoso até ganhar o favor de Alfredo.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “TERRA EM CHAMAS”, QUINTO VOLUME DA SÉRIE AS CRÓNICAS SAXÓNICAS

Publicado em 2009 no Reino Unido, Terra em Chamas é o quinto volume da série As Crónicas Saxónicas de Bernard Cornwell, continuando a história anteriormente narrada em O Último Reino, O Cavaleiro da Morte, Os Senhores do Norte e A Canção da Espada, onde Uthred de Bebbanburg vive no fio da navalha entre os valores saxões, o seu juramento a Alfredo do Wessex e a sua natureza selvagem, adepta dos deuses dinamarqueses.

Em Portugal, a série está a ser publicada pela Saída de Emergência. Este quinto volume, The Burning Land no original, tem um total de 352 páginas e tradução de Paulo Alexandre Moreira. As Crónicas Saxónicas foram adaptadas para televisão através da série da BBC The Last Kingdom, que conta com Alexander Dreymon como grande protagonista.

Resultado de imagem para the last kingdom season 3
Fonte: http://www.ibtimes.com.au/last-kingdom-season-3-filming-may-be-already-underway-1561697

Se há algo que sei quando pego num livro de Bernard Cornwell, é que me esperam horas de leitura bem agradáveis. O autor britânico alia credibilidade histórica a bom humor, um ritmo altíssimo a volte-faces inesperados. E este Terra em Chamas está repleto de tudo isso. Cabeças que rolam, batalhas, assaltos em grande escala, traições, desilusões e ventos que mudam.

“Apesar de, ao fim do livro, sentir que os volte-faces foram expectáveis, a verdade é que fui permanentemente surpreendido ao longo da leitura.”

Muito ao nível dos volumes anteriores, Terra em Chamas oferece uma narrativa sólida e convincente, capaz de nos convencer com acontecimentos históricos que aconteceram realmente, embora muito do que Cornwell nos ofereça sejam versões muito livres e distantes do que realmente aconteceu. O seu protagonista, por exemplo, que revela uma influência capital no resultado das várias batalhas travadas, é fictício. O que parece completamente impossível, ao lermos estes livros.

terra
Fonte: http://www.saidadeemergencia.com/produto/terra-em-chamas-oferta-legiao/

Uthred de Bebbanburg é uma personagem de mão cheia. Vivemos os seus dramas e desilusões, as suas mudanças bruscas e comportamentos e conseguimos compreendê-lo com facilidade. É um homem que vive de paixões, que tem um grande sonho, por vezes aparentemente inexequível, mas os laços que o unem à cristandade acabam sempre por lhe trocar as voltas.

O Wessex deve muito a Uthred. Os saxões, liderados por um fraco e enfermiço Alfredo, têm conseguido reprimir as forças dos pagões dinamarqueses graças à mente afiada de Uthred, à sua destreza em combate e sobretudo à sua reputação, que atrai cada vez mais seguidores para os seus escudos defensivos. Mas Uthred odeia os homens que defende, odeia a corrupção da Igreja e o azedume dos seus padres, e ainda assim é para os defender que luta. Tudo porque fez um juramento ao rei Alfredo.

Resultado de imagem para the last kingdom season 3
Fonte: https://www.pogdesign.co.uk/cat/The-Last-Kingdom/Season-2/Episode-1

Mas Alfredo está à beira da morte. Uthred vê assim cada vez mais próxima a oportunidade de ver o seu vínculo aos saxões terminar, deixando o Wessex à sua própria sorte, que é como quem diz, nas mãos do œtheling Eduardo, o jovem e inexperiente filho de Alfredo que o sucederá nos destinos do Wessex. Alfredo tenta por todos os meios convencê-lo a forjar um juramento a Eduardo, mas Uthred só pensa em pegar na esposa, Gisela, e nos seus três filhos, e rumar à Nortúmbria natal para reconquistar o lar onde nasceu. Bebbanburg, a fortaleza que lhe fora roubada pelo tio.

“Cabeças que rolam, batalhas, assaltos em grande escala, traições, desilusões e ventos que mudam.

Uma vez mais, as ambições de Uthred são frustradas. Harald, Cabelos de Sangue, aproxima-se de Æscengum, o burh construído para defender Wintaceaster, e Uthred lidera a defesa da fortaleza. O que parece brincadeira de crianças, tal a experiência do guerreiro e o respeito que os inimigos nutrem por ele. Ao lado do homem forte do rei Alfredo estão personagens incríveis como Finan, o irlandês, ou Steapa, o poderoso saxão. Mas também Osferth, o filho bastardo do rei que Uthred transformou num dos seus melhores guerreiros.

Resultado de imagem para the last kingdom season 3
Fonte: https://recaplab.blogspot.com/2018/01/recap-last-kingdom-season-1-episode-6.html

Depois de se apoderar da mulher de Harald, a belíssima Skade, o nosso protagonista usa-a como isco para aliciar o viking ao confronto, mas o dinamarquês parece precaver-se. Ainda assim, mesmo depois de Cabelos de Sangue recuperar a incrível feiticeira, os acontecimentos desenrolam-se com naturalidade e o conflito é inevitável. Uthred leva Harald para Fearnhamme e vence-o num confronto que os poetas haveriam de empolar. O célebre Cabelos de Sangue acaba derrotado e bastante ferido, fugindo como pôde.

Rapidamente Uthred sente uma proximidade magnética por Skade, a mulher que o amaldiçoara. Comungam do ódio que nutrem pelos padres que rodeiam Alfredo, especialmente Asser, o bispo galês que se tornou o maior confidente do rei. Quem também está nas boas graças do rei é o seu primo Æthelred, senhor da Mércia em tudo menos em título. Trata-se de um homem cobarde, que ganha o crédito e o louvor da História nas batalhas vencidas por Uthred. É casado com Æthelflaed, a filha de Alfredo, mas pretende envolvê-la com o seu braço-direito, Aldhelm, para a poder acusar de adultério e requerer o divórcio, vindo a ganhar assim a Mércia como reino.

Resultado de imagem para the last kingdom season 3 skade
Fonte: https://www.refinery29.com/2017/08/169171/tv-shows-like-game-of-thrones

Quem também almeja a Mércia é Haesten, o nórdico que havia sido salvo por Uthred e a quem havia atraiçoado, para vir a combater contra si ao lado de homens como Sigefrid, Erik e Harald. Depois de um pretenso profeta gritar impropérios sobre a sua esposa e de o assassinar por isso, Uthred é obrigado a uma forte humilhação por Alfredo, que renega obstinadamente. Pega nos seus homens, nos seus pertences e em Skade e parte para o norte, para finalmente lutar por Bebbanburg.

“Uma vez mais Uthred é obrigado a lutar por Alfredo e pelos saxões, mais por amor do que por qualquer outro juramento.

Mas as Nornes estão determinadas em trocar as voltas à vida de Uthred, e nem uma aliança com Haesten e o apoio poderoso de Ragnar em Dunholm, que passa a maior parte do dia bêbado e parece ter-se tornado uma marioneta nas mãos da esposa, Brida, o levam a Bebbanburg. Os nórdicos unem-se para tomar o Wessex, mas essa aliança acaba por fraturar-se quando o próprio Uthred recebe um pedido explícito de Æthelflaed, que o faz recordá-lo do juramento que lhe prestara, bem como à menina que ela fora e à profecia que lhes fora soprada.

Uma vez mais Uthred é obrigado a lutar por Alfredo e pelos saxões, mais por amor do que por qualquer outro juramento. E terá de lutar contra aqueles que estiveram ao seu lado na pretensão de recuperar as suas próprias terras. Para salvar a Mércia e os homens que ele tanto despreza, Uthred de Bebbanburg deixa atrás de si aquilo que é realmente uma terra em chamas. Tudo pelo legado de Alfredo, que se chama a si mesmo Rei dos Angelcynn.

Resultado de imagem para the last kingdom haesten
Fonte: http://www.bradfordzone.co.uk/the-last-kingdom-interview-with-christian-hillborg-who-plays-erik/

Este foi, parece-me, o livro em que as estratégias militares de Uthred estiveram mais apuradas. Apesar de um ou outro erro o terem deixado em situações bem delicadas, encontramos planos de ação bem descritos e delineados, ao mesmo tempo que conhecemos algumas fragilidades e incapacidades por parte do nosso protagonista. Nesse aspeto, este foi um dos livros mais credíveis da série até ao momento.

Apesar de, ao fim do livro, sentir que os volte-faces foram expectáveis, a verdade é que fui permanentemente surpreendido ao longo da leitura. Terra em Chamas manteve o tom e o mérito dos volumes anteriores, continuando uma narrativa sóbria, ao mesmo tempo leve, rápida e consistente de uma personagem fictícia de inspiração real que podia muito bem ter existido.

Este livro foi cedido em parceria com a editora Saída de Emergência.

Avaliação: 9/10

As Crónicas Saxónicas (Saída de Emergência):

#1 O Último Reino

#2 O Cavaleiro da Morte

#3 Os Senhores do Norte

#4 A Canção da Espada

#5 Terra em Chamas

#6 A Morte dos Reis

#7 O Lorde Pagão

#8 O Trono Vazio

13 comentários em “Estive a Ler: Terra Em Chamas, As Crónicas Saxónicas #5

  1. Rennê Ribeiro 22 jun 2020 — 1:43 pm

    Queria saber qual edição ler, tem uma de 2005 e outra de 2020 com o mesmo título (The last Kingdon ou O Último Reino) qual é a versão original? Essa edição da saída de emergência é mais voltada para a série? Não entendo porque a quantidade de página é diferente, além disso, algumas palavras mudam, assim, não sei qual o livro original para ler.

    1. Olá.

      A edição da Saída de Emergência é de 2016.
      As traduções são diferentes, mas o conteúdo é igual.

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close