ComicCon Portugal 2018


O Passeio Marítimo de Algés foi palco, no último fim-de-semana, da quinta edição da ComicCon Portugal, pela primeira vez no centro do país. Original e refrescante, a edição de 2018 inovou por trazer até nós uma ComicCon em pleno verão e ao ar livre. De 6 a 9 de setembro, geeks de todo o género encheram o complexo para fazer companhia a walkers, legos, funkos, dragões, “aias”, freiras maléficas e companhia em mais um incrível festival de Cultura POP, patrocinada pela NOS.

O cosplay voltou a encher de cor a ComicCon, como não podia deixar de ser. Este ano, para além dos tradicionais Jokers, Batmans, Harley Quinns, Lara Crofts e Son Gokus, destaque para a freira maléfica do filme recém-estreado The Nun, que foi figura de proa na edição deste ano, e para as várias aias sem rosto da série The Handmaid’s Tale. A cabeça de um dragão gigante de A Guerra dos Tronos foi passagem obrigatória para os transeuntes tirarem fotos e os walkers cabeçudos vieram propositadamente de Torres Vedras para assustarem os participantes da ComicCon deste ano.

Imagem relacionada

Outra das paragens obrigatórias foi o stand onde qualquer um podia calçar a tão almejada luva com as Jóias do Infinito por que Thanos tanto lutou no mais recente filme dos Vingadores. A AMC esforçou-se no campo do promocional, com lutas de almofadas, automóveis “bem” conservados e várias atividades ligadas à franquia The Walking Dead. No campo das séries, também a FOX esteve bem representada, libertando em estreia exclusiva o primeiro episódio da nova série de vampiros The Passage.

“E assim se concluíram quatro dias dedicados à cultura POP! e aos geeks de todo o género.”

No cinema, destaque para a promoção de produtos nacionais. Foram exemplo os filmes Solum de Diogo Morgado, Parque Mayer de António-Pedro Vasconcelos, Carga de Bruno Gascon e Gabriel de Nuno Bernardo. Cinema e televisão, gaming e cosplay, literatura e banda desenhada, new media e música, para além dos inúmeros expositores (onde não posso deixar de sublinhar os Funko POP!, os LEGO e os Playmobil) tiveram destaque num evento onde os influenciadores digitais, sobretudo os Youtubers, ganham cada vez mais expressão.

IMG_20180907_001708.png

O ator e produtor norte-americano Joe Reitman foi um dos mais entusiastas e uma das presenças mais marcantes desta edição, ainda que não tenha sido o nome presente mais sonante. Na área do cinema, Dolph Lundgreen, Dan Fogler e Nicholas Hoult trouxeram bom humor e simpatia em painéis bem organizados, falando um pouco de tudo, das carreiras à vida pessoal, passando pelos trabalhos mais recentes e futuros.

Lundgreen focou-se no crescimento da sua personagem Ivan Drago de Rocky a Creed II e na sua evolução como ator, bem como do seu papel em Aquaman. Fogler falou do ambiente em Monstros Fantásticos e Como Encontrá-los e da participação de Johnny Depp no mesmo numa altura em que o nome do ator está envolto em polémica. Hoult, que interpretará J.R.R. Tolkien no filme sobre o famoso escritor de fantasia, falou da sua experiência em Mad Max e X-Men, e no futuro da franquia na Marvel.

IMG_20180907_001744.png

Várias figuras do panorama artístico nacional passaram por um dos stands mais bem-humorados do recinto, A Cave do Markl, onde o anfitrião não podia deixar de ser o sempre pertinente e carismático Nuno Markl. O canal Hollywood convidou a Lisbon Film Orchestra para recriar, no sábado, o ambiente sonoro de 14 filmes como Star Wars, Superman, The Lord of the Rings ou E.T – o Extraterrestre, de realizadores como Steven Spielberg, Peter Jackson ou Ridley Scott. Os 59 músicos subiram a palco ao meio-dia para um concerto memorável.

Na área da BD os nomes maiores foram Maurício de Sousa, brasileiro criador da Turma da Mônica, Yves Sente, conhecido por trabalhos como Blake e Mortimer, XIII e Thorgal, o argumentista Mark Waid (Potter’s Field, Capitão América), o belga Batem, ilustrador de Marsupilami, Sana Takeda e Marjorie Liu, artista e argumentista da BD Monstress (que arrebataram os Eisner deste ano) e Chris Claremont, autor de best-sellers da série X-Men. Na área da literatura, o grande destaque foi a presença de Steven Erikson, autor da célebre Saga do Império Malazano. E assim se concluíram quatro dias dedicados à cultura POP! e aos geeks de todo o género.

2 comentários em “ComicCon Portugal 2018

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close