Estive a Ler: O Tempo do Desprezo, The Witcher #4


Perigo silencioso? Penas cinzentas? Areia quente? A miúda não devia estar no seu pleno juízo, pensou. É fácil encontrar muitas jovens perturbadas, maltratadas por vadios nos tempos de guerra… Só pode ser isso, ou talvez estivesse apenas zonza de sono e não totalmente acordada. É de espantar as parvoíces que as pessoas são capazes de dizer de madrugada, quando estão ainda naquela área cinzenta entre sonho e realidade…

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “O TEMPO DO DESPREZO”, QUARTO VOLUME DA SÉRIE THE WITCHER

Cerca de uma semana após Henry Cavill ser anunciado como o ator que vestirá a pele de Geralt de Rivia na série da Netflix chega a minha opinião ao quarto volume da série de fantasia The Witcher. A saga do bruxo mais famoso dos media, celebrizada em todo o mundo pelo videojogo com o mesmo nome, chega ao quarto livro no nosso país pelas mãos da Saída de Emergência. O Tempo do Desprezo é o título em português de mais um sucesso internacional do autor polaco Andrzej Sapkowski.

Publicado originalmente em 1995 na Polónia, O Tempo do Desprezo tem um total de 304 páginas e tradução de Tomasz Barcinski com adaptação de Rui Azeredo, na edição nacional. Ele continua a história iniciada em O Sangue dos Elfos, o terceiro volume, uma vez que os dois primeiros livros foram escritos em forma de contos e transformados numa prequela para a saga. Sapkowski é formado em economia e foi granjeado com a medalha de prata Gloria Artis pelo Ministério da Cultura polaco em 2012.

Resultado de imagem para the witcher
Fonte: https://jovemnerd.com.br/nerdbunker/the-witcher-3-atualizacao-com-suporte-ao-hdr-para-ps4-pro-ainda-deve-demorar/

Um livro de tons azuis e cinzentos com o desenho de uma menina na capa, mais um volume de uma saga de fantasia reconhecida mundialmente, que a mim particularmente nunca me fascinou muito. Um livro pequenino, um desafio fácil. Vamos lá ver se a tendência de melhoria que a série vem registando se confirma. Foi o que pensei antes de pegar nele. Em três noites li o livro. Substancialmente melhor que os dois primeiros. Melhor que o terceiro. Apesar de já não manter a estrutura em forma de contos, de certa forma as cenas sucedem-se de forma episódica, embora de forma mais coerente e fluída do que aconteceu em O Sangue dos Elfos.

O Tempo do Desprezo tem algumas cenas mais previsíveis, e algumas coincidências algo desnecessárias, mas regra geral gostei bastante. Perdi aquela sensação de que era uma série juvenil com palavrões para parecer adulta e finalmente encontro material de qualidade para uma fantasia adulta. As subversões e a ironia do autor são constantes na forma como ele brinca com as personagens e com as relações entre eles. E os fios narrativos acabaram por não seguir o percurso expectável, o que me agradou em larga medida.

Sem Título
Fonte: http://www.saidadeemergencia.com/produto/litfantastica-bang/fantasia-o-202346/o-tempo-do-desprezo/

A escrita de Sapkowski continua ágil e madura, por vezes mais rápida e por vezes mais lenta, de forma comedida e equilibrada. Também o elenco de personagens se revelou bastante agradável, relembrando-nos de algumas que já havíamos conhecido e dando-nos alguma luz sobre as relações que existem entre elas, fazendo-nos ainda conhecer melhor a estratificação social dos feiticeiros e da sua História. As cenas de batalha foram incríveis e bem escritas, com muita confusão e tropeços, deixando-nos com o mesmo nível de incompreensão do que Geralt.

Porque sim, neste livro, percebemos que o Superman Geralt não é tão absolutamente badass como nos foi apresentado nos livros interiores. Vemos as suas fraquezas e, principalmente, a sua ingenuidade dentro do mundo da feitiçaria e da intriga palaciana que os feiticeiros exercem. Vemos um Geralt mais humano, mais frágil, e aprendemos ao seu lado o quão complexo é o mundo onde ele vive. Em oposição, Ciri afirma-se cada vez mais como a personagem maior da série, com uma vivacidade e carisma únicos. Achei o penúltimo capítulo bastante arrastado, mas acabou por ser um livro bem estruturado.

Resultado de imagem para the witcher
Fonte: https://www.meups4.com.br/noticias/ciri-da-serie-de-the-witcher-pode-ser-bem-diferente-revela-descricao/

O livro começa por tratar os aspetos geopolíticos da série, retratando de forma coerente e “casual” a expansão do Império Nilfgaardiano para se concentrar na caça que vários reinos fazem a Ciri, a leoazinha de Cintra. Muitos pensam – existem até testemunhas – de que a princesa de Cintra morreu na batalha que destruiu o reino e vitimou a sua avó Calanthe. Porém, muitos acreditam que ela está viva, e quem a possuir possuirá um trunfo na política mundial. Um deles é Emhyr var Emreis, o governador de Nilfgaard, que empreende uma verdadeira cruzada em busca da menina.

Yennefer e Ciri viajam, sem o conhecimento da menina, para a ilha de Thanned, onde a feiticeira pretende inscrever a jovem na academia de feitiçaria feminina, de forma a fornecer-lhe uma educação digna ao mesmo tempo que a mantém protegida das intenções malignas dos governantes. O que elas não sabem é que Geralt encontra-se nas proximidades da ilha, aniquilando alguns caçadores de fortunas que querem pôr as mãos na menina e também tratando de espionagem. Ele pretende descobrir as origens do perigoso Rience que os perseguiu e atacou no volume anterior, bem como iludir algumas fontes e fazer o mundo acreditar que Ciri morreu.

Resultado de imagem para the witcher
Fonte: https://www.gamewatcher.com/news/the-witcher-netflix-series-has-an-airing-date

Ciri, porém, acaba por revelar uma inteligência bastante apurada para a idade e rapidamente descobre, por si mesma, que tanto Yennefer a pretende levar para a escola de feiticeiras, como que Geralt não está longe. Assim, após um incidente terrível que a faz matar um basilisco, alertando a icónica Tissaia de Vries para os seus talentos na magia, fazendo-a confundi-la com uma das suas aprendizas, as feiticeiras levam Ciri e Yennefer para a escola. Não demora muito para que a ardileza ingénua de Ciri entre em funcionamento e a menina fuja da ilha, ao encontro de Geralt.

Yennefer não perde tempo em persegui-la e o tão aguardado encontro entre a feiticeira e Geralt acontece, numa altura em que este se encontrava com o seu amigo, o bardo Jaskier. Os quatro protagonistas da série estão então juntos pela primeira vez e rumam à ilha, para a tão aguardada reunião de feiticeiros. Uma reunião que se transforma numa verdadeira batalha de interesses e de intenções e que reformulará por completo o sentido da saga.

IMG_20180908_125549.jpg
O meu exemplar

Com um bom humor constante, batalhas imprevisíveis e personagens cujas intenções não conseguimos compreender, O Tempo do Desprezo corrige os erros de sequência e de organização de O Sangue dos Elfos, reformulando a direção à série e mostrando que aquilo que julgávamos previsível pode muito bem não ser. O relacionamento de Geralt com Yennefer é uma carta em aberto e tenho pena que ela tenha desaparecido do meio para a frente, quando foi uma das personagens essenciais da primeira metade. Fiquei bastante curioso para saber qual foi o seu destino após a batalha.

Os três últimos capítulos mudaram tudo. Desde a aparição de Emhyr var Emreis e o truque em que o autor nos enganou a todos, até à aventura de Ciri e os acontecimentos impactantes que finalizaram o livro, creio que eles marcaram definitivamente a passagem da infância para a adolescência da menina. Tudo ficou em aberto e resta-nos desesperar pelo quinto volume.

Em suma, este foi o livro mais bem organizado, surpreendente e interessante de The Witcher até ao momento. Em alguns momentos tudo pode parecer bastante confuso, confusão que pouco se dissipa com o decorrer da leitura, mas isso acontece porque acompanhamos o ponto de vista das personagens principais, que pouco compreendem do que está a ocorrer. Pessoalmente, esta confusão só dá verosimilhança à trama e agrada-me bastante.

Este livro foi cedido em parceria com a editora Saída de Emergência.

Avaliação: 8/10

The Witcher (Edições Saída de Emergência):

#1 O Terceiro Desejo

#2 A Espada do Destino

#3 O Sangue dos Elfos

#4 O Tempo do Desprezo

#5 Batismo de Fogo

#6 A Torre da Andorinha

 

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close