Estive a Ler: The City & The City


Volunteering’s an early and strong indication that you’re not suited,” he said.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO THE CITY & THE CITY

O britânico China Miéville é um dos mais famosos autores dedicados ao sub-género da Ficção Especulativa normalmente chamado de new weird. Apologista do surrealismo e dedicado a uma literatura de pendor urbano, Miéville é também autor de banda-desenhada, professor e político. As suas ideologias de esquerda são uma das suas imagens de marca, bem como o visual arrojado que ostenta. The City & The City é uma das suas obras mais conhecidas, a par da trilogia Bas-Lag, King Rat ou Kraken.

Vencedor do Locus Award para Melhor Romance de Fantasia, do Arthur C. Clarke Award, do World Fantasy Award, do BSFA Award e do Kitschies, o livro conheceu uma adaptação para TV pela BBC em 2018, protagonizada por David Morrisey, o famoso Governador de The Walking Dead. A obra foi escrita pelo autor para a sua mãe, que se encontrava em estado terminal, uma vez que ela era fã de policiais. Mas apesar de se tratar de um policial, tem toda uma panóplia de características bizarras que a tornam mais um marco indelével do new weird. O livro foi publicado em 2009 pela Macmillan, com um total de 312 páginas.

Imagem relacionada
Fonte: https://www.bbc.co.uk/programmes/p061bdzy

Não foi uma obra que me fascinou, mas gostei muito. Da linguagem informal e cheia de um calão próprio de um policial genuíno, às características bizarras e originais que foram adicionadas à trama, China Miéville conseguiu apresentar um romance policial bem competente e subverter uma série de clichés. As personagens são arquetípicas dentro do género, mas a pouco e pouco revelaram-se excelentes. E isso não é coisa que se possa dizer dos policiais mais mainstream.

“The City & The City é, para não deixar dúvidas, uma obra à frente do seu tempo.

Mas apesar de ter adorado o background, o wordbuilding, por assim dizer, de ter gostado do tom pesado, das personagens pouco marcantes e da linguagem madura, achei que talvez, TALVEZ, Miéville tenha subvertido demasiado as coisas. O desenvolvimento da trama não me entusiasmou muito e o final, apesar de não me ter desagradado, deixou-me com aquela sensação de… esperava que houvesse aqui algo em grande que não aconteceu. Porém, é um livro muito bem estruturado.

Resultado de imagem para the city and the city china mieville art
Fonte: https://subterraneanpress.com/the-city-and-the-city

The City & The City fala de duas cidades fictícas da Europa de Leste, Besźel e Ul Qoma. Cada uma tem o seu idioma, a sua forma de vestir e de agir. Mas, se isso não te surpreende, digo-te que elas ocupam o mesmo espaço físico. Isso mesmo. Elas são duas cidades numa única cidade. São duas civilizações completamente distintas a ocuparem as mesmas ruas e as suas populações estão completamente proibidas de interagir umas com as outras. Elas são disciplinadas a passar pelos edifícios e pessoas da outra cidade e fingir que não as vêem. Para controlar tudo isto, existe The Breach.

Trata-se de uma espécie de super-polícia que ninguém sabe muito bem o que é ou onde está sediada, mas entra em campo imediatamente que alguém infringe as regras e os captura. Quando alguém faz breach, Breach aparece para os castigar. Apenas crianças e turistas têm alguma permissão para cair nesse erro sem levar correctivos sérios. É neste cenário bizarro do nosso mundo que uma mulher chamada Mahalia Geary aparece morta.

China-Mieville-The-City-The-City_a cidade e a cidade plano critico
Fonte: https://www.audible.in/pd/The-City-The-City-Audiobook/B07CS2LCZL

Numa primeira instância, é sempre a polícia local quem é chamada a resolver estes casos e o inspetor Tyador Borlú é destacado para apurar a responsabilidade do homicídio. Rapidamente descobre que Mahalia ganhara inimigos em ambas as cidades, uma vez que havia levantado investigações que não agradavam a alguns nomes poderosos. Acompanhado da sua auxiliar Corwi, Borlú destrinça os motivos que podiam levar Mahalia à morte, desfigurada numa rua de Besźel.

“Não foi uma obra que me fascinou, mas gostei muito.”

Sabendo que está a mexer com pessoas poderosas, Borlú tenta entregar o caso à Breach, mas quando os seus superiores lhe fecham essa via, alegando que foi recusada a proposta, Borlú sabe que está por sua conta e risco. Uma vez que a investigação também se desenrola em Ul Qoma, o inspetor junta-se ao detective Qussim Dhatt no interrogatório a todas as pessoas com quem Mahalia estava ligada, nomeadamente no que diz respeito à crença de que uma terceira cidade, Orciny, ocupava o mesmo espaço de Besźel e Ul Qoma, sem que ninguém tenha dado por isso.

Resultado de imagem para the city and the city china mieville
Fonte: https://alexrwb.wordpress.com/2015/07/14/so-i-read-this-book-the-city-and-the-city-by-china-mieville/

A história é incrível, as personagens tinham potencial e todo o desenvolvimento narrativo deixava entrever um final espectacular que, a meu ver, não aconteceu. Mesmo assim, não são poucos os elogios a tecer a esta obra. Gostei imenso da forma como Miéville jogou com aquilo que tinha e não tinha à sua disposição, como misturou géneros e conseguiu fazê-lo de forma competente. The City & The City é, para não deixar dúvidas, uma obra à frente do seu tempo.

Não sei até que ponto esta recensão lhe faz justiça, mas posso ainda dizer que o livro está um pouco para o mal escrito. Só que propositadamente. Miéville apropriou-se não só do jargão de caserna do polícia mal-disposto como do tom tosco do leste europeu para escrever de forma tosca um livro que só não é brilhante porque me pareceu incompleto e algo apressado na sua fase final. A explosão de conceitos que ele apresentou neste livro só me dá vontade de ler mais deste autor, que já me havia impressionado em Perdido Street Station.

Avaliação: 8/10

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close