Estive a Ler: Bonecas de Papel + Dragões de Kimono, Y: O Último Homem #7 e #8


Posso dar-te uma palavrinha, querida? Eu… Tenho uma notícia muito má, sabes?

O TEXTO SEGUINTE ABORDA OS LIVROS “BONECAS DE PAPEL” E “DRAGÕES DE KIMONO”, SÉTIMO E OITAVO VOLUMES DE Y: O ÚLTIMO HOMEM (FORMATO BD)

Y: O Último Homem continua a contar a história de Yorick Brown, o último homem à face do planeta, e do seu macaco Ampersand, os últimos sobreviventes masculinos de uma praga calamitosa que vitimou todos os portadores do cromossoma Y no nosso planeta. Yorick persegue a noiva, desaparecida do outro lado do planeta, na Austrália, enquanto procura respostas para a sua sobrevivência. Em Portugal, a série é publicada pela Levoir.

Escrita por Brian K. Vaughan e desenhada por Pia Guerra, a BD Y: O Último Homem contou com a colaboração de Goran SudžukaPaul Chadwick e arte-final de José Marzán Jr.  O sétimo volume inclui os números #37 a #42 e o oitavo do #43 ao #48 de Y: The Last Man, publicados pela Vertigo em 2006. Com os títulos Bonecas de Papel e Dragões de Kimono, estes dois volumes marcam o regresso ao nosso país da publicação que arrebatou três Prémios Eisner, sendo que os dois volumes finais estão previstos para o segundo semestre de 2019.

Resultado de imagem para gif boring avengers
Fonte: https://www.boredteachers.com/humor/teacher-life-as-told-by-the-avengers

Quem leu as minhas opiniões anteriores a esta série gráfica sabe que, apesar de ser fã confesso do trabalho de Brian K. Vaughan, Y: O Último Homem não correspondeu às minhas expectativas. Ainda assim, o desenvolvimento das personagens e várias reviravoltas na trama, mas sobretudo a melhoria da arte e um maior foco na sexualidade das personagens tem ganhado algum do meu apreço. Daí que tenha pontuado melhor as últimas publicações que as iniciais.

Y: O Último Homem não acrescenta nada, mas não posso dizer que não tem qualidade.”

O sétimo volume, Bonecas de Papel, vem na mesma toada. Apesar de ser mais lento, focando-se nas relações entre as personagens e no desenvolvimento de Rose e da sua relação com a Dr.ª Mann, mostra algum amadurecimento e traz alguma reflexão e consistência à trama. E o oitavo volume faz aquilo que se pede quando as águas se acalmam. Dragões de Kimono oferece muito ritmo e agitação, pecando pelo excesso de flashbacks que me deixaram com uma sensação Lost. Quem conhece o autor sabe do que estou a falar.

Sem Título
Fonte: Levoir

O último homem no planeta, Yorick Brown, alcança finalmente a Austrália, onde procura pela noiva Beth, com quem perdera contacto. Mas para além de não a encontrar, nem nas ruínas de Sidney, cai nas mãos de uma jornalista com más intenções e descobre outras pistas que o conduzem na peugada de Ampersang, o seu macaco de estimação que fora raptado. Da Austrália viaja para o Japão, levando consigo as suas amigas, agente 355 e a cientista Allison Mann.

Ampersand foi raptado por uma mercenária japonesa e Yorick encontra-lhes o rasto. Em Tóquio, o último homem na Terra e as suas companheiras enfrentam gangsters da Yakuza, que pretendem lucrar com uma suposta resposta para o generocídio que aniquilou a esmagadora maioria da população masculina mundial. Entre adolescentes mal resolvidos, um homem robótico, estrelas Pop e um reencontro familiar pouco feliz para a Dr.ª Mann, o reencontro com Ampersand pode estar próximo.

Sem Título
Fonte: Levoir

Gostei bastante da diferença de ritmo entre um volume e o outro. O que Bonecas de Papel ofereceu em consistência e numa crítica consciente aos mass media, Dragões de Kimono trabalhou acontecimentos e volte-faces muito bons. Ainda assim, Y: O Último Homem continua sem me fascinar. As guinadas narrativas podem até parecer imprevisíveis e cheias de ritmo, mas tenho sempre a sensação de deja vu. Onde é que eu já vi isto? Há aqui um défice de originalidade, mas sobretudo a sensação que as personagens andam em círculos e não chegam a lugar algum.

E depois há Yorick. Sempre armado de piadas e referências musicais e cinematográficas, o protagonista está longe de me agradar. Na verdade, é a pior personagem da série, muito abaixo de personagens riquíssimas em conteúdo como Alisson Mann ou 355, como exemplo. Porém, apesar de não gostar muito, gosto, e parece-me evidente que a série tem melhorado a pouco e pouco. Y: O Último Homem não acrescenta nada, mas não posso dizer que não tem qualidade.

Avaliação: 6/10

Y: O Último Homem (Levoir / Público):

#1 Um Mundo Sem Homens

#2 Ciclos

#3 Um Pequeno Passo

#4 A Senha

#5 O Anel da Verdade

#6 Entre Mulheres

#7 Bonecas de Papel

#8 Dragões de Kimono

#9 Mãe Terra

#10 Os Porquês e os Portantos

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close