Estive a Ler: Deadpool Mata os Clássicos


Acham que, depois de tudo o que fiz… Será que me deixavam morrer?

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO DEADPOOL MATA OS CLÁSSICOS (FORMATO BD)

O Mercenário Desbocado está de volta na sequela de Deadpool Mata o Universo Marvel. Deadpool Mata os Clássicos foi exibido em quatro números na revista Deadpool Killustrated, com argumento de Cullen Bunn e arte do italiano Matteo Leoni. Já a arte das capas originais está a cargo do filipino Michael Del Mundo, num volume frenético com 96 páginas a cores. A capa do volume da G Floy Studio Portugal corresponde à do número #1 da mini-série da Marvel.

Cullen Bunn é um dos mais originais escritores de comics da atualidade. O autor de Harrow County leva ao limite a noção que Deadpool tem de si próprio enquanto personagem de ficção. Mais um volume auto-contido, Deadpool Mata os Clássicos foi publicado entre janeiro e abril de 2013 deixa antever uma terceira mini-série dedicada ao mercenário preferido dos fãs da Marvel e dos quadradinhos em geral, que foi publicada apenas alguns meses depois.

Sem Título 3
Fonte: G Floy Studio

Achei este Deadpool Mata os Clássicos no mínimo genial. Ele tem todos os ingredientes para resultar e é facto que resulta mesmo. Ele mistura o Universo Marvel, com a figura suprema de Deadpool como imagem de destaque, aos clássicos da literatura mundial. Os sketches são rapidíssimos e não se demoram minimamente, mas mesmo assim conseguem ser tensos e divertidos no pouco tempo em que são explorados. O humor de Deadpool é uma constante e nesse quesito Cullen Bunn tem grande mérito. Cada frase é digna de nota.

“Depois de ter gostado bastante de Deadpool Mata o Universo Marvel, tinha grande expectativa para este Deadpool Mata os Clássicos, e essa expectativa foi largamente superada.

As personagens são muito atrativas e a mentalidade díspar de Deadpool é muito bem explorada sem se perder grande tempo em questiúnculas. O personagem-título consegue ser convincente e os pormenores em que imagina os protagonistas dos clássicos como moldes para personagens da Marvel são deliciosos. Mas, por muito que o argumento seja bom, a grandiosidade deste álbum deve-se à arte de Matteo Leoni. Ela é impactante e profundamente visual e o seu traço vai de encontro ao que mais me agrada ao ler uma banda-desenhada.

Sem Título 3
Fonte: G Floy Studio

Ao perceber que é uma personagem ficcional, e depois de tentar exterminar todos os heróis e vilões do multiverso Marvel, Deadpool percebe que o seu empreendimento não tem fim à vista, uma vez que, enquanto houver imaginação, haverá novas histórias para contar e personagens a aparecer. Então, percebe que a alternativa será recuar às personagens que serviram de inspiração à literatura de hoje e, como quem diz, queimar o mal pela raiz.

Depois de ter morto o Universo Marvel, o Mercenário Desbocado decide ir atrás dos maiores clássicos da literatura, e personagens como Beowulf, Mogli, Tom Sawyer, D’Artagnan, Moby Dick, D. Quixote de la Mancha, Capitão Ahab ou Sherlock Holmes pouco poderão fazer para o deter. É que Deadpool parece estar chateado com o mundo e um mutante esquizofrénico não é muito fácil de deter. A G Floy Studio convida o leitor a percorrer estas páginas, para ver estes personagens icónicos da literatura a morrer às mãos deste louco sanguinário.

Sem Título 3
Fonte: G Floy Studio

Deadpool é uma das personagens da Marvel mais bem-humoradas, mas não deixa de ser complexo. A sua história não é linear, mas é muito agradável de se ler. Trata-se de uma personagem muito bem construída e que cativa por ter sempre uma piada na ponta da língua. Depois de ter gostado bastante de Deadpool Mata o Universo Marvel, tinha grande expectativa para este Deadpool Mata os Clássicos, e essa expectativa foi largamente superada.

O argumento e a arte são incríveis, e apesar de tudo acontecer muito rápido, até porque a mini-série tem apenas quatro números, sinto que também por isso o álbum é tão bom. Fica a sensação de arrebatamento e de empolgação contínua até à última página. A G Floy continua a brindar o público nacional com as melhores BDs publicadas nos states e só posso agradecer por isso. Well done!

Avaliação: 9/10

Imagem de capa: https://legiaodosherois.uol.com.br/2017/revelado-o-poder-da-filha-mutante-do-deadpool-nos-quadrinhos.html (Reprodução)

2 comentários em “Estive a Ler: Deadpool Mata os Clássicos

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close