Fala-se de: Endgame, Vingadores #4


Sentei-me para escrever a opinião a este filme poucas horas depois de sair da sala de cinema, mas sem saber ao certo o que dizer. É um conflito de emoções contínuo, que não esvazia após o fim do filme. Endgame é mais que o vigésimo segundo filme do Universo Cinematográfico Marvel e mais que o quarto filme dos Vingadores. É um tijolo sobre uma era cinematográfica, a conclusão de uma história que começou lá no primeiro Homem de Ferro. A partir daqui, nada será igual. Endgame é mais do que um fim de jogo. É o fim de uma era.

Com realização dos irmãos Russo, produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Picture, Endgame reúne um elenco de luxo, com a grande maioria das personagens do Universo Marvel, nem que apareçam por apenas um momento. Nomes como Michael Douglas, Michelle Pfeiffer, Rene Russo, Hayley Atwell, Natalie Portman, Robert Redford, Samuel L. Jackson ou Tilda Swinton aparecem por apenas breves momentos, mas um ou outro com papéis determinantes para a trama.

Sem Título 3
Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Avengers:_Endgame

Para ver este filme, é preciso ter atenção a várias coisas. Em primeiro lugar, estar por dentro dos eventos recentes do Universo Cinematográfico Marvel. Endgame não oferece explicações algumas, por isso quem não viu os restantes vinte e um filmes poderá sentir-se perdido em algum momento. Falo especialmente dos últimos Capitã Marvel, Thor: Ragnarok, Homem Formiga e a Vespa, mas principalmente de Vingadores: Guerra do Infinito, que se liga diretamente a Endgame como se estes fossem um único filme em duas partes.

Endgame é também um filme emocional. É preciso partir para esta película preparado para se desprender. Se os fãs da Marvel sofreram uma facada tremenda ao final de Guerra do Infinito, penso que todos saíram do cinema com a certeza de que aquele fim terrível seria revertido neste. Mas os eventos de Endgame são uma sentença. Estes eventos vêm finalizar todo um arco de história, e por isso é preciso estar preparado para deixar ir quem tiver de ir, quando os créditos começarem a correr.

Sem Título 3
Fonte: https://bgr.com/2019/04/26/avengers-endgame-plot-holes-captain-america-infinity-stones-pym/

Tive várias surpresas positivas ao longo do filme. Do destaque dado a Gwyneth Paltrow, que em determinado momento aparece até de armadura, ao girl power que é tónica dominante desta nova geração Marvel, o filme foi excelente do início ao fim. Destaco a interação incrível entre Rocket Raccoon (Bradley Cooper) e Thor (Chris Hemsworth), este último com uma das evoluções mais épicas dos últimos tempos. O papel do Homem-Formiga (Paul Rudd) e a nova cara de Hulk (Mark Ruffalo) também são momentos + deste filme.

Na verdade, Endgame começa com tudo. Nunca pensei que determinados acontecimentos se sucedessem logo ao princípio, nem que houvesse um salto temporal como o que se verificou. Algumas personagens têm o seu tempo de antena revelado a pouco e pouco, como a Viúva Negra de Scarlett Johansson, Thor ou o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), cuja vida levou uma volta completa após os eventos desastrosos causados pelo vilão Thanos de Josh Brolin.

Sem Título 3
Fonte: https://screenrant.com/avengers-endgame-mcu-history-understand/

É um filme ao mesmo tempo dramático e bem-humorado. Há uma vontade forte de ver as personagens desaparecidas retornarem, como há o desejo que Tony Stark (Robert Downey Jr.) mantenha a família que conseguiu após a tragédia. É um conflito legítimo que eleva a narrativa para um patamar superior. Os efeitos especiais são dignos de nota e as várias surpresas rebentam a escala de épico do filme anterior. Destaco por último a Nebula de Karen Gillan, que tem surpreendentemente um dos papéis mais relevantes do filme.

Em oposição, destaco pela negativa alguns momentos mais monótonos vividos durante o miolo do filme. A viagem no tempo de algumas personagens confere uma interação interessante com películas anteriores da franquia, revelando inteligência de bastidores por parte da produção, mas acabando por penhorar tempo com as personagens e eventos que queria tanto ver. Por último, a Capitã Marvel de Brie Larson prometia todo um destaque que realmente não teve.

Sem Título 3
Fonte: https://www.nbcnews.com/think/opinion/avengers-endgame-marvel-s-triumphant-finale-would-be-better-without-ncna999026

Teve, na verdade, em momentos-chave da trama, apesar de não ter oferecido muito da sua personalidade. Honestamente, gostaria de ver mais de Carol Danvers, como senti falta de um “I am Groot” e de mais deixas incríveis entre Drax (Dave Bautista) e Mantis (Pom Klementieff). Mas sei que terei muitas ocasiões para os ver e ver explorados. Este filme foca-se nos Vingadores originais e é mesmo uma despedida para alguns deles. Goste-se ou não dos finais, o filme soube focar-se nestas personagens e dar-lhes uma conclusão digna, independentemente de voltarem ou não a aparecer no futuro da franquia.

Endgame acabou definitivamente com alguns protagonistas, mas também trouxe uma sensação de alívio. Tudo chegou na hora certa, e embora preferisse ver o retorno de algumas personagens antes do volte-face de Thanos, tenho que admitir que o filme foi coeso e credível, dignificou a franquia e as suas personagens principais. Trata-se de um ponto e vírgula no Universo Cinematográfico Marvel, mas a partir daqui nada mais será igual.

Sem Título 3
Fonte: https://www.plat4om.com/in-anticipation-of-avengers-endgame-heres-a-list-of-films-to-watch/

Presumo, a partir deste final, que não haverá mais filmes de Homem de Ferro e Thor, e que a haver de Vingadores e Capitão América serão com novas roupagens. O foco passa agora para heróis como o Homem Aranha de Tom Holland, para a Capitã Marvel de Brie Larson, para o Homem-Formiga de Paul Rudd e para os Guardiões da Galáxia, que terão agora novos elementos no terceiro volume da série. Espero ver também mais personagens com filmes solo e, dada a aquisição da FOX pela Disney, personagens de Deadpool, Quarteto Fantástico e X-Men incluídas nesta nova fase.

Como filme, preferi Guerra do Infinito, pela emoção levada ao limite do princípio ao fim e pela sensação de revolta que nos deixa durante grande parte do tempo, para além de me ter divertido mais. Mas não posso dizer que Endgame é um filme inferior e, por tudo aquilo que encerra, pela força da conclusão e por aquilo que estes personagens deixam em nós, tenho que lhe dar uma nota superior. Houve fan service, houve reviravoltas e desgostos. Uma conclusão perfeita. Três horas que passaram a fugir.

Avaliação: 9/10

Um comentário em “Fala-se de: Endgame, Vingadores #4

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close