Fala-se de: The Little Drummer Girl T1


The Little Drummer Girl é a adaptação para TV da obra homónima de John le Carré, o mestre da espionagem, cujo livro foi traduzido para português como A Rapariga do Tambor, publicado no nosso país pela D. Quixote. Com um total de seis episódios, a mini-série da AMC foi lançada na BBC One no Reino Unido a 28 de outubro de 2018 e nos EUA um mês depois. A série é dirigida pelo visionário Park Chan-wook, famoso por películas como Oldboy – Velho Amigo, A Criada e Stoker.

A série é estrelada por Florence Pugh, nomeada para um Prémio BAFTA, Alexander Skarsgard, vencedor de um Emmy e de um Globo de Ouro e por Michael Shannon, duas vezes para o Óscar de Melhor Actor Secundário. A série acompanha a vida de Charlie (Pugh), uma jovem atriz rebelde e idealista que, durante umas férias na Grécia, conhece um homem enigmático (Skarsgard). Charlie é seduzida por ele, mas rapidamente percebe que aquilo não é aquilo que parece.

Sem Título
Fonte: https://seriestvinfo.com/2019/01/24/la-chica-del-tambor-un-excelente-remake-de-le-carre/

O misterioso Gadi parece ficar mexido com a natureza de Charlie, mas ainda assim deixa-a nas mãos de Martin Kurtz, um espião e génio israelita que desenvolveu uma empenhada agência de luta contra o terrorismo. Nos planos de Kurtz está usar o talento de Charlie como a atriz para a colocar como agente dupla nos meandros do mundo terrorista, de forma a pôr cobro à organização criminosa e identificar a localização do seu líder máximo, Khalil (Charif Gattas).

Ambientado nos finais de 1970, The Little Drummer Girl é um thriller apaixonante que segue o percurso da impetuosa Charlie, passando pela aprendizagem ao lado de Gadi e pela infiltração nas células terroristas do mundo árabe, passando por viúva de Salim / Michel (Amir Khoury). Um trilho personalizado e violento, imaginado por Kurtz com mestria, em que apenas o dom de Charlie poderá ditar o sucesso ou o fracasso da operação.

Sem Título
Fonte: https://www.thestar.com/entertainment/television/opinion/2018/11/16/florence-pugh-shines-in-the-little-drummer-girl.html

No fim, será o coração de Charlie a ditar a sua lealdade, mas as suas próprias ideologias parecem conturbadas e distendidas ao ouvir as duas versões, ao sentir na pele as motivações de uns e de outros. O conflito entre Gadi e Charlie é permanente em todos os seis episódios, um conflito de amor entre quem quer entregar-se e não pode ou não consegue, um conflito entre dois pólos distintos e ao mesmo tempo semelhantes, que passa muito pela guerra ideológica e dificuldade em comunicar.

É o passado repleto de cicatrizes de Gadi que molda a pessoa em que se transformou, a sua dificuldade em entregar-se e em fazer escolhas, e é a sua passividade e falta de comunicação que desperta a tempestade Charlie, que a faz regurgitar e explodir para todos os lados, quando tudo o que ela quer é que ele lhe revele quem é na verdade e o que sente. Mas Charlie é também uma atriz, e representar está-lhe no sangue.

De certo modo, Charlie e Gadi não passam de duas marionetas nas mãos de Martin Kurtz, ainda que venham, cada um a seu modo, a mostrar as suas vontades e a fugir às suas manobras. A trama começa com Charlie como cabeça de proa, a protagonista que se vê no meio de uma armadilha muito maior do que ela, mas Charlie não é um anjo de menina e ao longo dos episódios percebemos que não heróis nem vilões, há ideologias distintas, e não é apenas uma a levar a morte a inocentes.

Sem Título
Fonte: https://www.amc.com/shows/the-little-drummer-girl/talk/2018/08/amc-announces-premiere-date-the-little-drummer-girl

The Little Drummer Girl é uma série fascinante, mas que nem sempre consegue prender com a mesma eficácia. Nos seis episódios, alguns acabam da mesma forma como começaram, perdendo o ritmo que é motor para qualquer trama de espionagem, mas em contraponto dá ao espectador mais perseverante uma visão pouco linear e riquíssima das personagens. Se há série que consegue desenvolver na plenitude o potencial das personagens, é esta.

A linguagem utilizada é excelente, muitas vezes passando pelos silêncios e pela força dos olhares. Se a trama não difere muito daquilo que um adepto de espionagem mais pode esperar, há uma força terrível na prestação dos actores. É a força indómita de Florence Pugh, uma jovem atriz poderosíssima que consegue transmitir tanto com tão pouco e o desempenho formidável de Alexander Skarsgard e Michael Shannon. Na força dos seus olhares, dos seus silêncios, das suas explosões, está muita da qualidade desta série televisiva.

Avaliação: 7/10

Um comentário em “Fala-se de: The Little Drummer Girl T1

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close