Estive a Ler: Tudo Isto Existe


Mais dois fados, e em cada um se repete a mesma magia, o mesmo transe colectivo, a mesma sala suspensa de uma voz única.
ESTE TEXTO ABORDA O LIVRO TUDO ISTO EXISTE

Entre os autores portugueses de fantástico, destacam-se meia dúzia de escritores com qualidade, e entre eles podemos certamente encontrar o nome de João Ventura. Influenciado por nomes como José Luís Borges, Júlio Cortázar e Italo Calvino e apaixonado pela mítica Coleção Argonauta, que lhe deu algumas das suas melhores leituras, João tem vindo ao longo dos anos a desenvolver um trabalho constante na área da Ficção Especulativa.

Tudo Isto Existe é a seleção da sua melhor ficção curta. Um projeto que resulta da colaboração entre a Editorial Divergência e o Fórum Fantástico, evento onde foi lançado o livro em outubro de 2018. Com um total de 164 páginas, Tudo Isto Existe teve a coordenação editorial de Rogério Ribeiro e Pedro Cipriano, capa de Inês Pedro Borges e é mais uma edição bem cuidada de um autor nacional de fantástico, como há poucas.

Sem Título
João Ventura | Fonte: https://divergencia.pt/autores-joao-ventura/

Com uma vasta obra publicada em blogues, fanzines e antologias, João Ventura revela-se como um dos autores mais prolíficos na Ficção Especulativa nacional. Tudo Isto Existe é a prova disso mesmo, ao apresentar-nos uma montra do seu trabalho, onde podemos encontrar distopias, ficções científicas de todos os géneros e sobretudo histórias que podiam ser reais, não tivessem os seus ingredientes de realismo mágico e de sobrenatural.

“Uma coletânea que nos obriga a estar atentos, mas que se chega ao fim sem que tenhamos dado conta.

Há duas observações a fazer de pronto ao ler esta coletânea. A primeira, é que o livro se lê muito, muito bem, ou não fossem as histórias pequenas, fluídas e entusiasmantes, todas elas com poucas páginas. A segunda, é o bom humor característico do autor, que ministra a nossa leitura com um sorriso nos lábios do primeiro ao último momento, por mais trágicas que sejam as histórias.

Sem Título
Fonte: https://divergencia.pt/loja/tudo-isto-existe/

Tudo Isto Existe está dividido em várias secções, começando com histórias que não enchem uma página (Curtas), passando para histórias maiores e mais desenvolvidas que, ainda assim, não se alongam em demasia (Tudo Isto Existe, o cerne do livro), apresentando-nos depois alguns contos que não têm mais de três, quatro páginas e que parecem satirizar certos dados adquiridos pelos eruditos (Fábulas Académicas) para terminar com uma série de textos que não têm mais do que poucas linhas e que rematam a coletânea com grande êxito (Hiper-Curtas).

Não posso dizer que tenha havido uma história que não tenha gostado, embora obviamente tenha preferido umas mais que outras. São tantas que seria difícil para mim fazer um ranking. Obviamente alguns contos destacaram-se, como o do senhor que se ergueu da cadeira de rodas para se afogar, ou o conto central que dá sentido ao título, focado na atuação de uma fadista no Coliseu. A morte de Júlio César e o conto de um génio da lâmpada moderno também me deixaram com um sorriso nos lábios.

Sem Título
Fonte: https://divergencia.pt/cover-reveal-tudo-isto-existe-por-joao-ventura/

Mas foram tantos os contos bem executados que é difícil, realmente, fazer uma cisão entre o melhor e o menos bom. Não me recordo sequer de não ter gostado de um, apesar de alguns serem menos interessantes. É uma grande lista de histórias curtas que João Ventura teve o mérito em dar vida, sempre com um sentido crítico e uma vontade de subverter ideias e olhares mais clássicos. Conseguiu também ser exímio em exprimir várias sensações e ideias com poucas palavras.

Tudo Isto Existe é por tudo isto um livro mais que recomendado. Um livro que mostra que a Ficção Especulativa é para todas as idades e que se pode trabalhar nela com maturidade e conhecimento de causa. Um livro que mostra que há autores portugueses cheios de talento e que mereciam uma visibilidade muito maior do que realmente têm. Uma coletânea que nos obriga a estar atentos, mas que se chega ao fim sem que tenhamos dado conta.

Avaliação: 7/10

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close