XVII Gala do Fado


Foi no último sábado, dia 19 de outubro, que aconteceu mais uma incrível Gala do Fado, no Clube União de Recreios de Moita do Norte. Mais uma vez, tive a honra de a apresentar. O evento teve início pelas 22:00, em mais um momento de elevação artística que teve o fado como mote e mais de 200 pessoas na plateia. Como tradição, a gala de outubro tem sempre como inspiração uma arte da nossa terra e desta vez foi a produção de cerâmica a homenageada.

O programa começou com uma bela guitarrada, levada a cabo pelos famosos Henrique Leitão, na guitarra portuguesa, Luís Pontes na viola e Paulo Paz no contrabaixo. Começamos por ouvir João Paulo. Natural de Montemor, é um grande amigo da nossa casa, figura de cartaz em espetáculos que realizamos durante vários anos. A sua voz permanece um hino ao fado, e a nossa região é uma das mais apreciadoras do seu timbre honesto e profundo.

fb_img_15710565022511730142675.jpg

A voz que se apresentou em seguida foi Silvana Peres. Natural de Lisboa, a sua primeira paixão foi a dança e aos 9 anos conquistou o título de campeã nacional de Danças de Salão Latino-americanas. Aos 14 experimentou o Fado e, desde então, tem-se dedicado de corpo e alma às duas actividades artísticas. Outro grande momento da noite foi protagonizado por Mickael Salgado. Nasceu em França, mas desde cedo que a música e o fado se tornaram pautas na sua vida. Tornou-se conhecido para o grande público com a sua participação no concurso Rising Star, mas foram muitas as noites de fado e grandes prémios que venceu, vindo a gravar vários CD’s com muito sucesso, desde tenra idade.

Uma figura que nos é habitual e que sempre nos deslumbra, apaixonada pelo Fado e pelo mundo do espetáculo, é Silvina Pereira. Natural da Marinha Grande, tem CD’s gravados e um grande historial de digressões dentro e fora de fronteiras. Logo depois pudemos ouvir a maravilhosa voz de Henrique Leitão. Foi com muito gosto que recebemos também Ana Laíns, no ano em que comemora 20 anos de carreira. Os seus discos já foram distribuídos em cerca de 30 países e sempre com muito sucesso, tendo dado os seus primeiros passos como artista nesta mesma associação.

O intervalo foi marcado pelo serviço de caldo verde e chouriço assado, que proporcionou o costumeiro acolhimento que é marca registada do CUR para o público presente. A segunda parte seguiu a mesma ordem, com a alma do fado e o silêncio a regerem mais uma noite de emoções fortes. Independentemente dos artistas em cartaz, o público de Moita do Norte consegue sempre surpreender com o seu respeito e arte de bem receber.

Um comentário em “XVII Gala do Fado

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close