A Divulgar: Novidades de outubro pela G Floy Studio


A G Floy Studio alcançou este mês um verdadeiro marco, completando a sua mais longa série, os doze volumes de Tony Chu: Detective Canibal, um feito raramente igualado na BD em Portugal. É altura de dar uma despedida valente ao nosso herói criado por John Layman e Rob Guillory, e saborear e digerir por uma última vez um volume inédito deste inusitado detective cibopata.

Já está também em distribuição o terceiro volume da série Surpreendentes X-Men (e o volume final da série), trata-se da fase completa do escritor Warren Ellis neste título, um volume que inclui duas histórias, “Caixa Fantasma”, com arte de Simone Bianchi, e “Exogenético”, com arte de Phil Jimenez, ambas auto-conclusivas e relativamente separadas da continuidade da Marvel, pelo que são ideais para leitores novos, ou casuais, Incluem-se também as quatro curtas de Ghost Boxes #1-2 em complemento, com arte de vários artistas celebrados como Alan Davis, Adi Granov, Clayton Crain e Kaare Andrews.

Chegou também a bancas o terceiro volume da série de Deadpool escrita pelo argumentista Cullen Bunn, que é também o autor do argumento da série Harrow County. Deadpool Mata Deadpool é mais uma bizarra, divertida e auto-referencial saga do Mercenário Desbocado, desta vez com arte do espanhol Salva Espín. Já está também disponível em bancas o segundo volume da série Moonshine, de Brian Azzarello e Eduardo Risso: Comboio do Tormento. A dupla que criou 100 Balas conclui aqui o primeiro arco de história desta saga de terror e suspense ambientada nos anos 1920 no Sul dos EUA, com mafiosos, hillbillies, lobisomens e mais sarilhos do que podem imaginar.

Tony Chu Detective Canibal Vol. 12: Maus Vinhos

Sem Título

SINOPSE:

Tony CHU volume 12: Maus Vinhos

Argumento de John Layman e arte de Rob Guillory

VOLUME FINAL DA SÉRIE!

Este é o volume final de Tony Chu, a série sobre o agente federal cibopata capaz de obter impressões psíquicas daquilo que come. Vão ser resolvidos mistérios, revelados segredos, e vão ser perdidas muitas vidas. Sim, isto é o fim da linha para o best-seller do New York Times, vencedor de múltiplos prémios Eisner e Harvey, a série sobre cozinheiros, canibais, canalhas, chuis (má aliteração!) e clarividentes!

A conspiração da carne de galinha e das letras de fogo no céu é finalmente desvendada, mas o preço é muito alto, e terrível. Tony terá de enfrentar mais uma tragédia e tomar uma decisão fatídica sobre o futuro do planeta Terra!

Reúne os números #56-60 de Chew bem como a obra-prima moderna da banda desenhada (se nos é permitido dizê-lo!) POYO: O GALO-DEMÓNIO!

O último volume de uma das mais populares séries que a G. FLOY tem vindo a publicar nestes últimos 5 anos, que fez parte do lote de três séries com que iniciámos a nossa fase recente de edição em Portugal (com Saga e Fatale), e um marco na edição de BD no nosso país, onde não é comum uma série tão longa ficar completa!

Uma série que satisfaz até à última dentada, e que os fãs terão agora de digerir completamente!

“É difícil acreditar que chegámos ao fim disto tudo, mas aqui estamos, no último volume de CHU/Chew, e vão mergulhar no arco de história final, e com mais consequências, claro,” afirma Layman, “Cada volume é como um adeus, e há muitas personagens que não vão chegar ao fim da história. Queremos agradecer a todos os que acompanharam o Tony Chu e os seus amigos ao longo destes doze volumes, e estamos a fazer o melhor que podemos para lhes dar umas despedidas de uma maneira que seja mesmo muito ‘estilo-CHU’. Como o célebre tespiano e filósofo Shia LaBoeuf em tempos talvez tenha dito (provavelmente), ‘que longa e estranha viagem isto foi’”

John Layman escreveu comics para inúmeras personagens das principais editoras americanas. Mas Chu (em inglês Chew) tornou-se de longe na sua série mais popular, e já lhe valeu dois Prémios Eisner e dois Prémios Harvey. Rob Guillory nasceu, foi criado e vive na Louisiana, e até ao momento em que foi escolhido por John Layman para artista de Chu era um relativo desconhecido. Desde então, Guillory dedicou-se à sua série, tendo encerrado os doze volumes de Chu em finais de 2016.

Reúne os números #56-60 de Chew e o especial CHEW: DEMON CHICKEN POYO!

Tony CHU volume 12: Maus Vinhos

Álbum, formato comic (17 x 26), 184 pgs a cores, capa dura.

PVP: 16€

ISBN: 978-83-65938-62-6

Os Surpreendentes X-Men Vol. 3

Sem Título

SINOPSE:

OS SURPREENDENTES X-MEN: LIVRO TRÊS

Argumento de WARREN ELLIS e arte de SIMONE BIANCHI e PHIL JIMENEZ

Um volume totalmente auto-contido da série Astonishing X-Men, com duas histórias completas escritas por um dos grandes argumentistas dos comics!

Warren Ellis continua a saga iniciada por Joss Whedon, Astonishing X-Men, num conjunto de histórias que irão mergulhar os X-Men num rodopio de acontecimentos marcados pela ficção científica que o autor britânico tão bem maneja: mundos paralelos, manipulação genética, mutantes artificiais, tudo enquanto tentam salvar a raça mutante da destruição depois do Dia-M. Com a fabulosa arte pintada de Simone Bianchi na primeira história, e o estilo clássico dos super-heróis de Phil Jimenez na segunda.

Caixa Fantasma Depois de serem chamados para resolver um crime bizarro, os X-Men descobrem que a vítima era um mutante… mas produzido artificialmente. A equipa terá de ir em perseguição da misteriosa Caixa Fantasma, que encerra um segredo tremendo. Exogenético Os X-Men vêem-se mergulhados numa série de batalhas imprevisíveis: atacados por mísseis, por membros da temível Ninhada, por Sentinelas estranhos, recheados de seres vivos, e um monstro gigante, os X-Men irão dar-se conta de que estão a lutar contra um inimigo que os quer erradicar do planeta!

Os eventos do Livro Três decorrem pouco depois do Dia-M, quando a Feiticeira Escarlate desactivou os genes-X de milhões de mutantes, deixando apenas 198 indivíduos com os seus poderes (contado em Dinastia de M, editado pela Levoir). Os X-Men estão agora instalados num novo quartel-general, em São Francisco, com uniformes e equipamento novos, e o líder da equipa, Ciclope, decidiu dedicar-se inteiramente a proteger o pequeno e frágil grupo de mutantes por todos os meios necessários e possíveis.

Warren Ellis é um dos mais talentosos argumentistas britânicos que “invadiu” os comics americanos no início dos anos 90, e é conhecido pela sua preferência por histórias com um forte cariz de ficção-científica, utilizando ideias sobre tecnologias futuras ou sobre mudanças sociais ou utópicas, mas também pelo seu lado desconstrucionista do género dos super-heróis. Nesta série, Ellis cria uma história intemporal dos X-Men, ancorada nos eventos mais recentes da série, sem cair nas complicações da continuidade. Uma história perfeitamente legível por leitores mais casuais!

Neste volume, Ellis é acompanhado pelo talento de dois ilustradores tremendos, o italiano Simone Bianchi, na primeira história (Caixa Fantasma), e o veterano Phil Jimenez, um dos mais conhecidos artistas de sempre dos comics, na segunda história (Exogenético). Bianchi tem aqui um dos seus melhores desempenhos, e alia o seu estilo de arte pintada a um enorme sentido de planificação, com páginas que usam simetrias de forma e de cor para construir verdadeiras obras de arte. E Jimenez brilha com o seu estilo clássico e visceral, e justifica a sua fama como um dos principais ilustradores de “batalhas de super-heróis”, num contraste interessante para os leitores com a arte de Bianchi.

A história Caixa Fantasma foi originalmente editada no nosso país pela Levoir no volume 7 da colecção Poderosos Heróis Marvel (2015) que inclui também o especial Ghost Boxes #1, a história Exogenético e o especial Ghost Boxes #2 eram inéditos em Portugal.

Reúne os comics ASTONISHING X-MEN #25-35 e ASTONISHING X-MEN: GHOST BOXES #1-2.

Álbum, formato deluxe (19 x 28), 312 pgs a cores, capa dura. PVP: 28€

ISBN: 978-83-65938-60-2

Deadpool Mata Deadpool

Sem Título

Sinopse:

DEADPOOL MATA DEADPOOL

Argumento de CULLEN BUNN e arte de SALVA ESPÍN

DEADPOOL VAI ATRÁS DO ALVO FINAL: ELE PRÓPRIO!

 Um número infindável de mundos alternativos está em perigo quando um Deadpool fora de controlo e consciente da sua existência como personagem fictícia decide destruir-se a si mesmo e a toda a realidade, acabando com os progenitores do universo – todos os outros Deadpools pelo multiverso fora!

 Começou a guerra dos mundos, quando todas as versões do Mercenário Desbocado do universo têm de escolher de que lado vão lutar nesta campanha sangrenta contra a realidade. O nosso mercenário e mutante, violento, malcriado, com mau sentido de humor e factor de cura, vai atalhar caminho pelo universo à pancadaria, explodindo cabeças e destruindo planetas, na companhia dos nossos heróis favoritos: Dogpool, Lady Deadpool, o recém-chegado Pandapool, o Deadpool Dinosauro e muitas mais personagens bizarros e malucos!

O escritor Cullen Bunn regressa ao universo tresloucado de Deadpool, desta vez acompanhado do artista espanhol Salva Espín, para mais uma tentativa homicida de eliminar de uma vez por todas os realidade do universo Marvel, desta vez matando todos os Deadpools existentes no multiverso!

Deadpool Mata Deadpool é o terceiro volume da bizarra e cruelmente sarcástica série de aventuras que Cullen Bunn construiu, uma divertida exploração do universo meta-ficcional que se tornou a especialidade do mutante mercenário, o mestre de romper a “quarta parede”! Depois de se dar conta de que é uma personagem ficcional, e depois de tentar exterminar todos os heróis e vilões de todos os universos da Marvel, e todas as personagens da literatura que poderiam servir de inspiração para as suas aventuras, Deadpool percebe que só lhe resta uma possibilidade de destruir a existência absurda em que vive, de ser continuamente morto e ressuscitado num ciclo contínuo… matar todos os Deadpools do universo, porque talvez seja ele que está a criar esses mundos todos na sua cabeça!

Aviso: Não é para putos sensíveis e queixinhas! Vai haver sangue, pedaços de cérebro e órgãos espalhados pelas páginas deste livro…

Reúne os números #1-4 de Deadpool Kills Deadpool.

Formato deluxe (19 x 28), capa dura, 96 pgs. a cores.

PVP: 12€

ISBN: 978-83-65938-63-3

Moonshine Vol. 2: Comboio do Tormento

Sem Título

Sem Título

SINOPSE:

MOONSHINE vol. 2: Comboio do Tormento

Argumento de BRIAN AZZARELLO e arte de EDUARDO RISSO

A conclusão da primeira história de Moonshine!

Lou Pirlo, o “Torpedo”, pensava que os seus problemas tinham acabado quando ele e Delia, a sua nova miúda, conseguiram fugir num comboio de carga para Sul – para o mais longe que conseguissem fugir dos mafiosos de Nova Iorque e dos hillbillies das montanhas Apalaches que os queriam matar.

 Mas problemas e sarilhos são coisas a que Lou nunca escapou, e em vez de chegar à salvação, acaba a caminho da Nova Orleães e de mais sarilhos do que alguma vez viu. Porque Lou foi mordido por um lobisomem, e o mais letal dos caçadores de monstros do mundo decidiu que não ia parar até o caçar.

 A conclusão do primeiro arco de história da nova série de sucesso da dupla BRIAN AZZARELLO e EDUARDO RISSO, uma saga de terror e lobisomens nos anos 1920 na América profunda. Este volume inclui arte de capas alternativas de nomes famosos como GABRIEL BÁ, FÁBIO MOON, RAFAEL ALBUQUERQUE, GRAMPA e PAUL POPE!

Brian Azzarello é um um dos mais conhecidos argumentistas dos comics americanos. A sua carreira iniciou-se na Vertigo, e um dos seus primeiros sucessos foi Johnny Double, que marcou também a sua primeira colaboração com Eduardo Risso, e que levaria pouco tempo depois ao lançamento de 100 Balas, talvez a mais conhecida obra desta dupla. Depois de muitos anos de trabalhos diversos para as principais editoras americanas, DC e Marvel, notabilizou-se mais recentemente pela sua colaboração com Frank Miller em The Master Race, a saga de Batman que é a conclusão de O Regresso do Cavaleiro das Trevas.

Eduardo Risso construiu uma longa carreira de sucesso na sua Argentina natal e na Europa, com destaque para os mercados italiano e espanhol, mas depois de ter ilustrado Johnny Double para Azzarello, o bom entendimento entre ambos levou a que iniciassem a série 100 Balas, que os propulsou para o estrelato dos comics. Ao longo dos anos colaborou extensamente com Azzarello, embora tenha também assinado álbuns para outros escritores, de que um bom exemplo é Wolverine: Logan, publicado pela G. Floy, com argumento de Brian K. Vaughan. Em 2018, Risso desenhou também o primeiro álbum de Torpedo em quase quinze anos, e neste Moonshine assina também as cores.

Reúne os números #7-12 da série Moonshine.

Formato comic deluxe (19 x 28), capa dura, 152 pgs. a cores.

PVP: 14€

ISBN: 978-83-65938-65-7

Nota: Todas as imagens foram gentilmente cedidas pela editora.

Um comentário em “A Divulgar: Novidades de outubro pela G Floy Studio

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close