Estive a Ler: Deadpool Mata Deadpool


Eu faço isto apenas pela causa.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO DEADPOOL MATA DEADPOOL (FORMATO BD)

O escritor Cullen Bunn regressa ao universo tresloucado de Deadpool, desta vez acompanhado por Salva Espín, para mais uma tentativa homicida de eliminar de uma vez por todas os realidade do universo Marvel, desta vez matando todos os Deadpools existentes no Multiverso! Em mais uma edição bem cuidada da G Floy Studio, somos apresentados ao terceiro capítulo de Deadpool Killogy, onde o Mercenário Desbocado decide terminar com todos os mundos possíveis e imaginários.

O autor norte-americano é bem conhecido pelas histórias que escreveu para a Marvel, mas também pela série Harrow County com arte de Tyler Crook, também publicada pela G Floy em Portugal. Bunn é também um conhecido romancista de histórias de terror e autor de inúmeras séries de comics independentes. Salva Espín é um ilustrador espanhol que conta já com um vasto trabalho ligado à Marvel, onde se contam participações em Hulk, X-Men e Spider Man.

Sem Título
Fonte: G Floy Studio

Em mais um álbum visualmente apetecível, Cullen Bunn convida os fãs de Deadpool (e de BD em geral) a assistir a mais um evento único na história do Mercenário Desbocado. Incluindo os quatro números de Deadpool Kills Deadpool, Deadpool Mata Deadpool marca pela arte do artista espanhol, os planos marcantes e as cores fortes, onde o contraste entre os vermelhos da farda do protagonista e do sangue traz um impacto excelente.

Aviso: Não é para putos sensíveis e queixinhas! Vai haver sangue, pedaços de cérebro e órgãos espalhados pelas páginas deste livro…

A escrita de Cullen Bunn continua irónica e é sempre hilariante. Apesar de não haver aqui uma lógica de transição ou uma contextualização para um leitor mais desprevenido, a série pode ser lida de fio a pavio ou em volumes auto-contidos, não sendo o propósito seguir a história do A para o B e compreender o caminho. A excentricidade é mesmo a palavra de ordem em todos os aspetos desta saga gráfica.

Sem Título
Fonte: G Floy Studio

No primeiro volume, Deadpool percebeu que era uma personagem ficcional e tentou exterminar todos os heróis e vilões de todos os universos da Marvel. No segundo, todas as personagens da literatura que poderiam servir de inspiração para as suas aventuras. Agora, só lhe resta uma possibilidade: destruir a existência absurda em que vive, de ser continuamente morto e ressuscitado num ciclo contínuo…

Porque existem Deadpools em todos os universos e o suicídio não basta, ele lança-se numa demanda pessoal para matar todos os Deadpools do universo, convencendo-se que talvez seja ele que esteja a criar todos esses mundos na sua cabeça. O que o obriga a tomar medidas drásticas e matá-los a todos.

Sem Título
Fonte: G Floy Studio

Numa aventura empolgante, todas as versões de Deadpool escolhem o seu lado da barricada numa guerra sem precedentes, sangrenta e massacrante de Deadpools contra Deadpools. O Mercenário Desbocado volta a assumir-se como uma personagem excêntrica e fora da caixa, sem medo de dizer o que pensa e perseguido pela sua própria loucura. A juntar a isso, a sua tendência para levar tudo à frente e deixar miolos e entranhas pelo caminho sem um pingo de condescendência.

Amei e ri-me muito com algumas variações Deadpool dos vários universos, como o Groot Deadpool, o Pandapool, o Galactuspool e o Deadpool Dinossauro. Com um final em aberto, Deadpool Mata Deadpool foi mais uma experiência excelente de banda-desenhada, ideal para quem não procura uma trama complexa ou uma linha narrativa mas sobretudo para quem quer descomprimir, ver cabeças a saltar e o mundo a explodir à sua volta – em ficção, claro!

Avaliação: 9/10

Um comentário em “Estive a Ler: Deadpool Mata Deadpool

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close