Fala-se de: Vikings T5


O quinto ano de Vikings pode ser dos menos inventivos ou interessantes, mas certamente que deixa na boca aquele gostinho de que tudo se encaminha para o final e que devemos degustar cada momento com muita serenidade e todo o carinho. Ainda que Travis Fimmel e o seu Ragnar Lothbrok façam muita falta ao enredo, a quinta acabou por ser das minhas temporadas preferidas, muito graças à performance de Katheryn Winnick como Lagertha, Alexander Ludwig como Bjorn e Alex Hogh como o odioso Ivar Sem-Ossos.

Paralelamente, é um ano que discute, como nunca antes, a importância da religião e o que a fé significa para cada um. De um lado temos Floki (Gustaf Skarsgard) a ter uma visão dos deuses sobre uma região a explorar, levando uma série de peregrinos de Kattegat em busca de melhores condições de vida. Uma luta de fé e perseverança que resulta numa verdadeira luta pela sobrevivência. Do outro, o bispo Heahmund (Jonathan Rhys Meyers) e a sua fé em Cristo, lutando contra as tentações que se lhe deparam pelo caminho, sendo a tentação da carne aquela que ele menos se dá ao trabalho de resistir e que o coloca lado a lado com Ivar e Lagertha, em momentos distintos.

Sem Título
Fonte: https://johnjronline.wordpress.com/2017/12/28/ivars-and-king-haralds-strange-invasion-of-kattegat/

Após a morte de Sigurd (David Lindström), Ubbe (Jordan Patrick Smith), Ivar e Hvitserk (Marco Ilsø) governam juntos a terra recém-adquirida na Ânglia Oriental. Bjorn e Halfdan (Jasper Pääkkönen) regressam ao Mar Mediterrâneo, enquanto o rei Harald (Peter Franzén) volta para Kattegat. Aethelwulf (Moe Dunford) e Judith (Jennie Jacques) encontram-se exilados com os príncipes Aethelred (Darren Cahill) e Alfred (Ferdia Walsh-Peelo), sendo que Alfred se encontrava enfermo. Ivar convence seus irmãos a irem para o norte e conquistar a cidade de Iorque.

Em Kattegat, Harald é preso por Lagertha. Ele propõe uma aliança com um casamento, mas ela recusa. Os homens de Harald capturam Astrid (Josefin Asplund) levando-a de Kattegat e, no caminho, Harald propõe-lhe matrimónio. O príncipe Alfred tem uma visão em que Athelstan (George Blagden) lhe diz que os dinamarqueses estão em Iorque, levando a que o rei Aethelwulf una forças com o Bispo Heahmund. Em Iorque, Ivar mostra para seus irmãos que agora pode ficar de pé e andar com a ajuda de uma muleta.

Sem Título
Fonte: https://www.amazon.com/Vikings-Season-5-Part-2/dp/B07KJG7JF1

Estas são apenas as primeiras emoções de uma temporada marcante a todos os níveis, que contém mortes, revelações e novas posições de poder muito interessantes. Da passagem de Bjorn pelo Mediterrâneo, onde podemos encontrar o ator português Albano Jerónimo como Eufémio, passando pelas várias batalhas entre saxões e vikings até ao final sangrento que coloca os filhos de Ragnar em guerra aberta pelo controlo de Kattegat, os momentos dignos de nota foram muitos, onde até houve lugar para o regresso de Clive Standen como Rollo.

Destaco ainda ao nível de produção uma melhoria evidente, notória tanto na construção de batalhas épicas, como nas cenas de luta corpo-a-corpo e estética visual. O orçamento pode ter aumentado, mas o nível de epicidade aumentou com ele. Foram vários os momentos de guerra notáveis ao longo da temporada, assim como as estratégias reveladas pelas mentes das personagens também foram bastante satisfatórias. A nível de performance os atores cumpriram bastante bem o pretendido, e posso dizer que também o argumento cumpriu, apesar de alguns episódios e núcleos mais parados.

Sem Título
Fonte: http://sentaai.com/ivar-the-boneless-vikings-season-5/

A quinta temporada de Vikings, a criação de Michael Hirst para o canal History, estreou a 29 de novembro de 2017, tendo chegado a Portugal através da AMC já em 2019. Trata-se de uma co-produção irlandesa-canadense apresentada pela Metro-Goldwyn-Mayer, sendo desenvolvida e produzida pela Octagon Films nos 16 primeiros episódios, pela TM Productions nos 4 últimos episódios, e pela Take 5 Productions. Morgan O’Sullivan, Sheila Hockin, Sherry Marsh, Alan Gasmer, James Flynn, John Weber e Michael Hirst foram creditados como produtores executivos.

A quinta temporada foi produzida por Keith Thompson nos 8 primeiros e nos 4 últimos episódios, e por Sanne Wohlenberg do episódio 9 ao episódio 16. Bill Goddard e Séamus McInerney foram os co-produtores. Resta agora esperar pela sexta e última temporada da série, que promete honrar os seis anos da história que gira em torno de Ragnar Lothbrok e dos seus filhos pelo papel dos vikings naquilo que um dia se viria a tornar a Inglaterra e a Dinamarca de hoje.

Avaliação: 9/10

Um comentário em “Fala-se de: Vikings T5

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close