Fala-se de: The Mandalorian T1


The Mandalorian é uma série norte-americana da nova plataforma de streaming Disney +, incluída na franquia Star Wars, criada pelo icónico ator e diretor Jon Favreau, responsável por alguns dos maiores êxitos mainstream da era moderna. Fã de Boba Fett e dos primeiros filmes Star Wars, que abordavam levemente os “mandalorianos”, Favreau foi responsável por criar uma série centrada nestas personagens, fazendo o papel de escritor, criador, showrunner e produtor executivo.

A série acontece cinco anos após a queda do Império, conforme retratado em O Retorno de Jedi e vinte e cinco anos antes do surgimento da Primeira Ordem, retratada em O Despertar da Força. A história segue um caçador de recompensas mandaloriano protagonizado por Pedro Pascal (Narcos, Game of Thrones), que se afirma independente, percorrendo a Orla Exterior da galáxia, bem longe da autoridade da Nova República.

Sem Título
Fonte: https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/series-e-tv/2019/12/the-mandalorian-finalmente-revela-o-verdadeiro-nome-do-protagonista

Ao lado de Favreau na produção estiveram Dave Filoni, Kathleen Kennedy e Colin Wilson. E as contracenas de Pascal também foram nomes de alto gabarito. Gina Carano, Nick Nolte, Giancarlo Esposito, Taika Waititi, Emily Swallow, Carl Weathers, Omid Abtahi e Werner Herzog são alguns dos nomes que fascinaram os fãs ao longo dos oito episódios da primeira temporada. Claro está, todos eles perderam protagonismo face ao novo menino de ouro da Disney: The Child, mais conhecido por Baby Yoda.

A série está repleta de símbolos e de frases de efeito marcantes como “I have spoken”, de personagens poucas mas carismáticas e de muitos elementos referenciais ao material Star Wars nas várias medias, que podem tornar The Mandalorian como o mais próximo do que um Star Wars de qualidade podemos ver nos últimos anos. Há uma enorme familiaridade em todo o cenário, ao mesmo tempo que as introduções são boas e adicionam valor.

Sem Título
Fonte: https://www.eurogamer.pt/articles/2019-12-28-the-mandalorian-season-2-agendada-para-o-outono-de-2020

O protagonista de Pedro Pascal vale por si só. Badass, de poucas falas, apenas mostra a cara no último episódio, em poucos segundos. Manter o rosto escondido é uma das regras da tradição mandaloriana, mas a sua armadura e capacete são marcas registadas que nos remetem muito ao antigo Boba Fett de Star Wars. Mas este “Mando” consegue desprender-se de Fett, ele tem a sua própria história, um passado a explorar e uma identidade bem vincada.

À medida que os eventos avançam, conhecemos mais da sua história e do caminho que o tornou no pistoleiro caçador de recompensas conhecido apenas como The Mandalorian, revisitando em cenas flashback a sua infância, os dias de guerra que vitimaram os seus progenitores e o transformaram naquilo em que se tornou. É um protagonista duro, mas ao mesmo tempo sensível, sem que qualquer expressão facial seja necessária para o identificar. Basta ler o seu comportamento em relação ao adorável The Child.

Sem Título
Fonte: https://ew.com/tv/2019/12/27/the-mandalorian-finale/

Ao longo desta viagem de oito episódios, The Mandalorian encontra personagens de todos os tipos, géneros e espécies, mas aqueles que mais marcam pela ajuda prestada são o ugnaught Kuill (Nick Nolte), o dróide assassino (e hilariante) IG-11 (Taika Waititi) e a ex-soldado da Aliança Rebelde Cara Dune (Gina Carano). Encontra ainda personagens complexos e de interesses dúbios como o ex-governador Moff Gideon (Giancarlo Esposito), o Cliente (Werner Herzog) e o líder dos caçadores de recompensas Greef Carga (Carl Weathers), que brilharam na contracena.

Toda a produção e as inúmeras reminiscências à primeira trilogia Star Wars, animações e bandas-desenhadas, bem como o contraste entre o estóico The Mandalorian e o fofinho Baby Yoda, que rouba a cena ao longo de toda a temporada a cada aparição, são as grandes qualidades de um produto que salva a franquia no final deste século e anima os fãs de longa viagem. O excesso de fillers e uma menor ligação aos filmes principais são questões que a série precisa de resolver durante este ano, até à estreia da segunda temporada.

Avaliação: 8/10

Imagem de Capa: https://www.heroscreen.cc/2019/11/the-mandalorian-wallpaper-desktop-1080p.html (Reprodução)

Um comentário em “Fala-se de: The Mandalorian T1

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close