Estive a Ler: O Trono Vazio, As Crónicas Saxónicas #8


O desvio fora tão repentino e inesperado, e o salto tão célere, que os três homens que a guardavam não tiveram tempo de reagir, e a espada de Sigtryggr tomou um pelo pescoço e a velocidade foi tamanha que o impulso o fez passar rapidamente ao lado dele e colidir com outro.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “O TRONO VAZIO”, OITAVO VOLUME DA SÉRIE AS CRÓNICAS SAXÓNICAS

Publicado em outubro de 2014, The Empty Throne é o oitavo volume da série As Crónicas Saxónicas de Bernard Cornwell, publicado em Portugal pela Saída de Emergência em 2020 com o título O Trono Vazio. Trata-se de uma saga de ficção histórica que relata os feitos de um conquistador fictício chamado Uthred de Bebbanburg nos anos difíceis do século IX, contribuindo para o sonho do rei Alfredo do Wessex, o de uma Inglaterra unificada sob as bandeiras saxãs.

A série foi adaptada para a televisão pela BBC com o título The Last Kingdom, à qual se devem as imagens reproduzidas nas capas e o material promocional desta edição nacional. Com um total de 304 páginas e tradução de Neuza Faustino, O Trono Vazio chegou às livrarias portuguesas para voltar a encantar os fãs de Bernard Cornwell e da história destes vikings.

Sem Título
Uthred na série da BBC | Fonte: https://www.whats-on-netflix.com/news/the-last-kingdom-season-4-everything-we-know-so-far-03-20/

Bernard Cornwell nunca me desilude. O Trono Vazio é um livro ligeiramente diferente dos antecessores, e apesar de ser bem mais calminho, não é por isso que a qualidade é inferior. Cornwell talvez tenha reparado que o esqueleto dos livros estava a tornar-se algo repetitivo, apesar de o livro anterior ter sido delicioso, e decidiu romper um pouco com a estrutura que vinha sendo habitual durante estas Crónicas Saxónicas.

“É daqueles personagens que, por mais livros que lemos, não nos cansamos dele.

É um livro mais leve, apesar da carga pesada nas descrições de batalha e mesmo a nível de linguagem, o que eu aprecio, com uma boa dose de humor e um protagonista envelhecido cada vez mais ardiloso e descontraído. Ele já está ali por estar, sabe que os seus dias estão contados, e faz de tudo uma festa. Desde que as pessoas que ele ama fiquem bem.

Sem Título
Capa | Fonte: http://www.saidadeemergencia.com/produto/o-trono-vazio/

O livro anterior foi melhor, tanto a nível de batalhas quanto no que diz respeito à inteligência estratégica do protagonista, mas este livro é um respirar fundo na saga. Uma pausa em tantas cambalhotas e inimigos fortíssimos. É um livro menos focado nos guerreiros, e menos ainda nos companheiros já habituais de Uthred, e muito mais nas mulheres – e são várias as mulheres fortíssimas que este livro apresenta.

O Trono Vazio começa já de forma diferente dos anteriores, com o prólogo sendo narrado pelo filho de Uhtred, também ele Uthred. Nesse capítulo, percebemos que ele é mesmo um guerreiro como o pai, e conhecemos alguns dos seus pensamentos, as suas reservas para com Æthelflæd, esposa de Æthelred da Mércia e amante do seu pai. O livro é muito focado nela, não propriamente como personagem de relevo na trama mas na importância que terá na formação de Inglaterra.

Sem Título
Série da BBC | Fonte: https://honknews.com/the-last-kingdom-season-4-release-date-cast-storyline-and-other-confirmed-details-2/28641/

Depois de ser ferido gravemente na batalha final de O Lorde Pagão, Æthelred ficou entre a vida e a morte e boatos vindos de dentro do palácio garantem que ele já morreu mesmo. Várias intrigas são urdidas para perceber quem virá a ser o próximo senhor da Mércia, e Uthred começa a mexer-se nesses meandros para garantir que os seus desejos se cumpram. No meio de padres, boa parte deste livro é passado na corte da Mércia, com Uthred a usar a sua perspicácia para conseguir os seus intentos.

Porém, nem ele está muito bem. Matou Cnut na batalha, mas também ele ficou entre a vida e a morte e, apesar de se recuperar a pouco e pouco, nem sequer consegue cavalgar muito bem. No entanto, Uthred quer passar a imagem que está bem pior do que está, fazendo assim com que o substimem. A sua relação com Æthelflæd, Eadith e com a sua filha Stiorra são o âmago deste livro.

Sem Título
Série da BBC | Fonte: https://www.devdiscourse.com/article/entertainment/948711-the-last-kingdom-season-4-gets-official-release-date-know-its-synopsis-in-details

Há ainda destaque para jovens personagens que parecem vir a ter grande importância no futuro da saga. Æthelstan, filho do rei Eduardo e neto de Alfredo, designado a um dia ser rei, a quem Uthred se empenha em forjar de acordo com o que ele acha adequado, ou o jovem Berg, que Cornwell nos garante de pronto que virá a ser uma personagem importantíssima no futuro. Há também Sigtryggr, uma personagem que surpreende e que parece vir a ser também preponderante no futuro.

A dada altura, Uthred procura também a espada Ódio de Gelo que o feriu, a espada que pertencia a Cnut. Ele acredita que os inimigos fizeram alguma magia com a espada, o que está a retardar a sua recuperação. Uthred irá lançar-se numa demanda pela espada, o que o fará conhecer Hywel, o rei de Gales. A interação entre os personagens é genial, até porque Hywel não se deixa enganar com a facilidade que Uthred pensa e, penso, poderá vir a ser uma adição importante para os próximos livros.

Sem Título
Série da BBC | Fonte: https://wallpapercave.com/uhtred-wallpapers

Uthred é uma personagem cada vez mais icónica, tanto pela sua descontração, ardileza, até mesmo pela sua incoerência e resmunguice. Ele faz tudo pela calada, é um grande sonso, e é o primeiro a criticar os outros. Um protagonista marcante, que não marca pela integridade, mas que é impossível não adorar. É daqueles personagens que, por mais livros que lemos, não nos cansamos dele.

Cheguei ao final do livro com a sensação de que foi um livro mais difícil de ler que os anteriores, mas isso deve-se mais ao meu estado psicológico atual do que em relação ao livro. E a ponta final, com uma batalha pequena mas muito bem descrita, bem como o bom humor de Uthred e as trapalhadas em que se vê metido, valem muito a pena. Neste momento, não tenho como dar uma pontuação inferior a um autor que nunca me desiludiu até agora.

Este livro foi cedido em parceria com a editora Saída de Emergência.

Avaliação: 9/10

As Crónicas Saxónicas (Saída de Emergência):

#1 O Último Reino

#2 O Cavaleiro da Morte

#3 Os Senhores do Norte

#4 A Canção da Espada

#5 Terra em Chamas

#6 A Morte dos Reis

#7 O Lorde Pagão

#8 O Trono Vazio

11 comentários em “Estive a Ler: O Trono Vazio, As Crónicas Saxónicas #8

  1. Viva,

    Os teus artigos tambem nunca desiludem, pelo contrario deixam-nos sempre curiosos por ler os livros e no caso não podia concordar mais nunca desilude. Vejo que será um livro algo diferente até acho bem.

    Grande abraço e tudo a correr bem

    Fiacha

    1. Viva!

      Sim é um pouco diferente, mas é bom.

      Grande abraço.

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close