A Divulgar: Novidades de maio pela G Floy Studio


Viva! Em maio estarão em distribuição pela G Floy Studio as novidades que foram apresentadas online nas últimas semanas (e já disponíveis em livrarias especializadas e online). Harrow County vol. 7: As Trevas Aproximam-se foi para bancas na semana passada (dia 6 de Maio), Criminal Livro Três seguiu no dia 13, e Roughneck estará em bancas no dia 20. Quanto a novidades… aqui vai o calendário (que pode ainda ser alterado, sugiro que se vão mantendo atentos à página de Facebook da editora):

• 27 de Maio: Sete para a Eternidade: Livro Um (de dois) – Rick Remender e Jerome Opeña
• 3 de Junho: Kick-Ass: A Miúda Nova vol. 1 – Mark Millar e John Romita Jr.
• 11 de Junho: A Ordem Mágica – Mark Millar e Olivier Coipel
• 17 de Junho: Gideon Falls vol. 3: Via Sacra – Jeff Lemire e Andrea Sorrentino

A 24 de Junho e a 1 de Julho será redistribuída a série completa de O Imortal Punho de Ferro (4 vols.) de Ed Brubaker.

• 8 de Julho: Stumptown vol. 1
• 15 de Julho: Novos X-Men vol. 2 (de 4): Império – Grant Morrison et. al.

Como sempre, os livros chegarão a livrarias, FNACs, etc… uns dois meses e meio depois da sua distribuição em bancas. E depois de Julho? Bom, depois entraremos em Agosto, e teremos o final de Descender, com o seu volume 6, e mais um Jeff Lemire: Berserker, com Mike Deodato. Datas a definir e lançamentos a confirmar, claro. Até à próxima e boas leituras!

Sem Título

O CÍRCULO DE JÚPITER

Argumento de MARK MILLAR e arte de WILFREDO TORRES, DAVID GIANFELICE, CHRIS SPROUSE et. al.

Solitários. Alcoólicos. Infiéis. Dissimulados. Ciumentos. Perfeitos.

Mesmo os nossos pais foram jovens em tempo.

Na América da era dourada dos anos 50, os maiores super-heróis do mundo triunfam sobre ameaças cósmicas em batalhas épicas, mas são diariamente testados nas suas lutas privadas. Os acontecimentos sociais e políticos daqueles anos vão ter um custo pessoal pesado, à medida que as desconfianças e a traição ensombram relacionamentos que pareciam eternos.

Mark Millar é o escritor de muitas séries de comics aclamadas, muitas das quais já foram adaptadas ao grande ecrã, estando muitas outras em adaptação para o cinema, e, depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. A G. Floy tem vindo a editar uma parte importante da sua obra de BD independente, com inúmeros títulos já publicados, como O Legado de Júpiter, Kick-Ass, Huck, Kingsman, Némesis, etc…

O Círculo de Júpiter é a prequela  de O Legado de Júpiter, e faz os leitores voltarem à era dourada dos comics, de Hollywood e dos super-heróis, uma era idealizada, mais pura e ingénua e mais… negra, cínica, terrível? Com O Círculo de Júpiter, Millar conta a história da primeira geração de seres humanos com super-poderes, e explica a origem dos conflitos, ressentimentos, e rivalidades entre eles, que pudemos observar em O Legado de Júpiter. Mais mais do que mostrar uma era ideal, Millar confronta os leitores com o facto de que a era dourada não foi de ouro, que preconceitos de raça, de género, de ideais políticas, moldaram e desfiguraram as acções das suas personagens, pelo meio de cenas de sexo, bebedeiras e drogas, enganos e traições.

“Todas as gerações falam das que as precederam como sendo maiores, a melhores, como gerações que devem ser idealizadas e veneradas”, diz Millar. “Mas elas eram tão estúpidas como a nossa. E fiquei fascinado com esta ideia de mostrar os pais dos protagonistas como os jovens.” O resultado é uma história de super-heróis a comportarem-se como tudo menos supers, numa saga ao mesmo tempo épica e melancólica, terrível e negra. No mundo de O Círculo de Júpiter não existe super-poder capaz de combater o racismo, o sexismo, o ciúme e a inveja, e a homofobia.

A arte de O Círculo de Júpiter está a cargo de uma mão-cheia de desenhadores que procuraram recriar um estilo limpo, directo, que evoca a Silver Age dos comics, com os seus toques de pop-art, “cujos heróis parecem que saíram do cérebro do Roy Lichtenstein” (Alex Abad-Santos, Vox). Wilfredo Torres é um dos principais desenhadores da série, com uma carreira já longa por várias editoras americanas (Dynamite, DC, Dark Horse, Marvel, etc…); tal como ele, os outros desenhadores da série colaboram pela primeira vez com Mark Millar neste livro. David Gianfelice é um artista italiano com carreira nos fumetti, mas com trabalhos assinados também na Marvel, e na Vertigo (Northlanders). E Chris Sprouse é bem conhecido dos fãs de comics pelo seu trabalho em inúmeros títulos e séries, mas sobretudo em Tom Strong, com Alan Moore, uma personagem que evoca de certa maneira o mundo aparentemente inocente e brilhante de O Círculo de Júpiter.

“O Círculo de Júpiter é o Mad Men da banda desenhada.” – Vox

O CÍRCULO DE JÚPITER

Reúne a série completa de JUPITER’S CIRCLE #1-12.

Formato deluxe, capa dura, 296 pgs. a cores.

PVP: 28€

ISBN: 978-83-65938-85-5

Sem Título

NÉMESIS

Argumento de MARK MILLAR e arte de STEVE McNIVEN

Quem é Némesis?

 Ele é o herdeiro de uma família privilegiada e de milhares de milhões que os seus falecidos pais lhe deixaram. Dono de uma frota de carros espectaculares, de um hangar cheio de aviões e de gadgets tecnológicos sempre às suas ordens. E decidiu vestir uma máscara e uma capa, e tornou-se num cavaleiro de branco numa luta implacável por uma causa em que acredita.

Mas se pensam que esta é uma história que já ouviram antes… pensem outra vez! Isto vai ser completamente diferente de tudo o que leram assim que virarem a primeira página. Némesis é o relato das fantasias mais violentas de um vilão para acabar com todos os vilões, um redemoinho de ultra-violência, caos e humor negro, que só a mente louca de Mark Millar (Kick-Ass, Kingsman: Serviço Secreto) poderia imaginar.

Os autores por trás de sucessos como Velho Logan e Marvel: Guerra Civil regressam com uma história louca de um homem em busca de vingança!

Mark Millar é o escritor de muitas séries de comics aclamadas, muitas das quais já foram adaptadas ao grande ecrã, estando muitas outras em adaptação para o cinema, e, depois da recente aquisição da Millarworld pela Netflix, para a televisão. A G. Floy tem vindo a editar uma parte importante da sua obra de BD independente, com inúmeros títulos já publicados, como O Legado de Júpiter, Kick-Ass, Huck, Kingsman, Némesis, etc… O Canadiano Steve McNiven estreou-se na falecida editora CrossGen, onde deu logo nas vistas, mas foi na Marvel que assinou os seus grandes sucessos, alguns em colaboração com Mark Millar, como Guerra Civil ou Velho Logan. Tem desenvolvido a sua carreira na Casa das Ideias, com poucas incursões fora da editora, de que Némesis é a principal.

E se o Batman fosse o Joker? E se o milionário ultra-talentoso se transformasse no vilão, e não no herói? E num vilão vestido de cavaleiro branco! É essa a premissa de Némesis, numa história recheada de humor negro, de uma espécie de Batman ou James Bond contra um Comissário Gordon, um bilionário maléfico que se entretém a escolher um chefe de polícia diferente cada ano, e a destruir-lhe a vida e a cidade. E do que acontece a seguir…

“Uma história fantástica, e se acham que lhe falta compaixão… é porque o mundo não é feito de boas intenções, mas de egoísmo e orgulho. A estabilidade da sociedade moderna é tão artificial quanto os edifícios que um terrorista pode destruir com facilidade!” Nicholas Yanes – SciFiPulse.net

Reúne a série NEMESIS #1-4.

Formato deluxe, capa dura, 112 pgs. a cores.

PVP: 13€

ISBN: 978-83-65938-74-9

Sem Título

WOLVERINE ARMA X vol. 3: O AMANHÃ MORRE HOJE

Argumento de JASON AARON e arte de RON GARNEY

Guerra contra o futuro! 

O futuro está sob controlo da malévola corporação chamada Roxxon, que impõe a sua lei a um mundo conquistado através do seu exército de ciborgues homicidas, os Deathloks, enviando-os para exterminar todos os super-heróis que se oponham a ela. E o último vestígio de resistência é um pequeno bando paramilitar liderado por Logan, o homem que já foi conhecido como Wolverine… 

Os Deathloks começam também a surgir no presente, em busca de super-heróis já estabelecidos ou ainda desconhecidos – para os exterminarem com violência máxima. E depois de eliminarem os primeiros, o próximo nome na sua lista não é outro senão o do Capitão América. Para impedir a ascensão da Roxxon e o massacre final de todos os heróis do mundo, Wolverine vai ter de juntar forças com uma misteriosa mulher que parece possuir um conhecimento inexplicável sobre a distopia futura. Logan não vai desistir até conseguir deter os Deathloks, mas que esperança resta de impedir um futuro que parece já ter acontecido?

O volume final da série Wolverine Arma X, escrita por Jason Aaron, um dos mais aclamados escritores de comics actuais (Thor, Scalped, Southern Bastards). Esta série foi a primeira série em continuação que escreveu para a Marvel, e uma das que lhe granjeou maior sucesso. Arma X foi criada como uma série de histórias talvez um pouco mais violentas do que o costume, e quase completamente separadas do universo Marvel e da sua cronologia regular (mesmo que ocasionalmente apareçam outra personagens). Uma série que é, portanto, ideal para leitores e fãs dos super-heróis da Marvel mais casuais.  “Queria estabelecer uma continuidade minha, que fosse própria a este título, e queria focar-me em contar histórias menos dependentes do longo passado de Logan, boas para pessoas que não estivessem familiarizadas com esse passado”, disse Aaron.

Ron Garney, o artista principal deste volume e que tinha já desenhado o primeiro volume da série, é um famoso desenhador de comics de super-heróis, e esta série foi a primeira vez que colaborou com Aaron, colaboração que levou mais tarde ao livro que a G. Floy já editou em Portugal, Men of Wrath/Má Raça. Ron Garney é um dos mais míticos artistas de comics da Marvel, na qual destacamos uma fase de grande sucesso do Capitão América.

A série termina num capítulo final, O Fim do Princípio (o #16 da série original), uma história melancólica e auto-conclusiva, em que Wolverine tem de enfrentar a realidade da morte de um dos seus companheiros. Este capítulo é desenhado pelo italiano David Gianfelice, veterano dos fumetti (em particular na série John Doe e de Dylan Dog, da Bonelli) e com uma obra importante nos comics, entre a qual poderemos destacar a série Northlandes, na Vertigo, e o primeiro arco de O Círculo de Júpiter de Mark Millar, que a G. Floy acaba de publicar em Portugal.

Reúne os números #11-16 da série Wolverine: Weapon X.

Formato comic deluxe (19 x 28), capa dura, 144 pgs. a cores.

PVP: 15€

ISBN: 978-83-65938-70-1

Sem Título

JESSICA JONES vol. 3: O REGRESSO DO HOMEM-PÚRPURA

Argumento de BRIAN MICHAEL BENDIS e arte de MICHAEL GAYDOS

O final da nova série da personagem que inspirou as séries da Netflix, pelos criadores originais!

A única coisa que é pior do que ser perseguida pela verdadeira figural do Mal que o Homem-Púrpura representa, é ser perseguida por essa figura maléfica quando se tem uma bebé pequena. O maior inimigo de Jessica Jones, o vilão que a definiu e que assombra a sua mente e o seu passado, regressa para acertar contas com ela. Será que Jessica consegue finalmente encerrar este capítulo da sua carreira? Os criadores originais de Jessica Jones, Brian Michael Bendis e Michael Gaydos, despedem-se da sua personagem, numa história que é a conclusão de anos de aventuras da mais conhecida detective privada do universo Marvel.

“Um arco de história de gelar os ossos!” Adventures in Poor Taste

Brian Michael Bendis, um dos mais conhecidos argumentistas de comics nos EUA, regressou em 2016 à personagem que tinha criado há tantos atrás para a linha Marvel MAX, juntando-se de novo ao artista original da série, Michael Gaydos, para contar mais uma mão-cheia de histórias da célebre detective privada, Jessica Jones. E, quase vinte anos depois da sua estreia (que ocorreu em 2001 na revista Alias, que marcou um momento importante no desenvolvimento dos comics mais adultos da Marvel) os seus autores despediram-se da sua personagem com uma nova série de 18 números, antes de Brian Michael Bendis partir da Marvel para a DC. Nesses anos todos, ela passou por três séries (Alias, The Pulse, Jessica Jones), que a G. Floy editou na sua totalidade, e atingiu a fama mundial com a sua própria série de TV. Deixamos a última palavra a Bendis:

“…A televisão fez dela uma referência da cultura pop. É de loucos, certo? Havia alguma coisa neste material que gritasse, “Adorem-me! Façam de mim uma estrela popular”? Pois, também ainda não consegui perceber o que se passou. (…) Sinto-me imensamente orgulhoso da Jessica Jones. Não do MEU trabalho, mas do esforço de colaboração em volta da personagem. O trabalho dos meus editores e colegas, do trabalho da Melissa Rosenberg e dos argumentistas da série de TV da Jessica Jones. Até mesmo das pessoas por detrás do excelente e inventivo merchandise a ela associado, algo que até hoje me deixa embasbacado. E, por último, agradeço ao Joe Quesada. A Jessica existe porque o Joe me pediu um comic policial à maneira da Marvel. Ponto final. Sem o Joe, não haveria Jessica…”

(do posfácio ao volume final de Jessica Jones escrito por Bendis)

Volumes disponíveis das aventuras de Jessica Jones a solo:

Jessica Jones: Alias vol. 1

Jessica Jones: Alias vol. 2

Jessica Jones: Alias vol. 3

Jessica Jones: Alias vol. 4

Jessica Jones: Pulsar

Jessica Jones vol. 1: Sem Limites

Jessica Jones vol. 2: Os Segredos de Maria Hill 

JESSICA JONES vol. 3: O REGRESSO DO HOMEM-PÚRPURA

Brian Michael Bendis e Michael Gaydos

Inclui os números 13-18 da série Jessica Jones (2016).

Álbum, formato comic, 136 pgs a cores, capa dura. PVP: 14€

ISBN: 978-83-65938-79-4

Nota: Todas as imagens e informações foram gentilmente cedidas pela editora.

Um comentário em “A Divulgar: Novidades de maio pela G Floy Studio

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close