Estive a Ler: A Guerra das Máquinas, Descender #6


O meu povo agarra-se aos velhos deuses e tradições, esperando a salvação do passado.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “A GUERRA DAS MÁQUINAS”, SEXTO VOLUME DA SÉRIE DESCENDER

Autor best-seller do New York Times, Jeff Lemire (Sweet Tooth, Green Arrow, Animal Man e Hawkeye) uniu-se ao argumentista Dustin Nguyen (Wildcats v3.o, The Authority Revolution, Batman, Supergirl, Detective Comics) para nos oferecer uma das space opera mais faladas do momento. Descender chegou a Portugal em 2018 e chegou agora ao sexto e último volume, que inclui os números #27 a #32 da publicação original. Em 2016, Descender venceu o Prémio Eisner para Melhor Arte Pintada, um dos mais prestigiados dos comics.

Lemire ganhou em 2008 e 2013 o Shuster Award for Best Canadian Cartoonist, que premeia o melhor artista de BD canadiano. Foi também nomeado oito vezes para os prémios Eisner, e venceu em 2017 com a sua série de super-heróis Black Hammer o prémio de Melhor Nova Série, o mesmo que ganhou em 2019 com Gideon Falls. O artista é Dustin Nguyen, ilustrador de comics best-seller nos EUA, que se notabilizou também nesta série ao lado do prolífico Lemire. Descender foi publicada em Portugal pela G Floy Studio.

Fonte: G Floy

Que final brilhante! Jeff Lemire tem o condão de me fazer apaixonar pelas histórias mais tradicionais, graças à forma como as executa. Descender é seguramente a minha space opera preferida em BD e a ele o devo. A forma como foi aliando uma aventura apaixonada a um drama fortíssimo é extraordinária, mas posso dizer que foi a carga de desespero e esperança dos personagens o que mais encantou neste comic.

Independentemente da minha opinião ao derivado, o final de Descender honrou toda a trama e esta será uma série gráfica que ficará no meu coração.

Claro está que a arte de Dustin Nguyen contribuiu bastante para o sucesso da série gráfica. Sem dúvida que o seu traço não é comum, o que causa alguma estranheza a quem lhe pegue, mas os planos fortíssimos que ele revelou ao longo destes seis volumes é uma das maiores qualidades da série. Seja nos detalhes seja nos planos granulados, já não imagino Descender sem o poder da sua ilustração.

Fonte: G Floy

Estamos a falar de uma história protagonizada por um menino andróide que acorda de um sono de dez anos e descobre que todos os robots foram proibidos e catalogados como fora-da-lei. Descobre também que tem sentimentos. Mas a hipótese de que esconda os segredos dos Colectores no seu ADN mecânico transforma-o na máquina mais procurada do universo.

Neste último volume, todos os grupos e facções diferentes que perseguem TIM-21 convergiram finalmente para o mundo oceânico de Mata, no preciso momento em que os robôs lançaram a sua revolução pela galáxia toda. Mas nada poderá preparar o jovem andróide para o que se vai passar a seguir. Reencontros, escolhas e explosões fazem parte deste sexto álbum, que encerra o arco narrativo.

Fonte: G Floy

Descender foi originalmente concebida como uma série com início, desenvolvimento e conclusão, cujo universo se dividia entre humanos e tecnologia. Os seus criadores, porém, sentiram graves problemas em encerrar a série devido ao seu amor por ela, mas também pelo sucesso que ela obteve, o que os fez ressuscitar o mundo. “As coisas começaram a mudar no momento em que escrevi aquele número em que o Broca cai num planeta pantanoso perdido, e de repente surge magia. E pensámos os dois, ‘isto é uma verdadeira mina de ouro, é como um universo novo inteiro à nossa disposição’, e a partir daí… tudo mudou!”, disse Lemire.

Daí que tenha surgido uma série sequela que a G Floy também irá publicar. Ascender prossegue a odisseia transcendental de Descender, tendo lugar uma década após o desfecho de Descender e tendo como protagonista uma rapariga chamada Mila, deixando o género principal deste épico de ser a ficção científica para se focar na fantasia. Independentemente da minha opinião ao derivado, o final de Descender honrou toda a trama e esta será uma série gráfica que ficará no meu coração.

Avaliação: 9/10

Descender (G Floy Studio Portugal):

#1 Estrelas de Lata

#2 Lua Máquina

#3 Singularidades

#4 Mecânica Orbital

#5 Ascensão das Máquinas

#6 A Guerra das Máquinas

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close