Estive a Ler: O Desaparecimento de Stephanie Mailer


Mas, ao aproximar-se de Meghan, vira o sangue e o buraco na parte de trás do crânio.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO O DESAPARECIMENTO DE STEPHANIE MAILER

O Desaparecimento de Stephanie Mailer é um livro do autor suíço Jöel Dicker, publicado em 2018. Dicker ficou mundialmente famoso com o livro A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert, que contou com uma adaptação para a TV estrelada pelo autor Patrick Dempsey (Anatomia de Grey). Dicker fez a sua escolaridade em Genebra, tendo-se inscrito aos 19 anos no Cours Florent em Paris. Ao fim de um ano regressou à Suíça para frequentar a Faculdade de Direito, onde tirou o Mestrado em Direito na Universidade de Genebra em 2010.

Em 2010, Dicker venceu o Prémio dos Escritores de Genebra, uma distinção prestigiante para manuscritos não publicados. Foi quando o editor parisiense Bernard de Fallois adquiriu a submissão vencedora de Dicker, Les Derniers Jours de Nos Pères, e a publicou no início de 2012. Seis meses mais tarde, em Setembro de 2012, Fallois publicou La Vérité sur l’Affaire Harry Quebert, romance com que Dicker tem coleccionado prémios. Em Portugal, o Desaparecimento de Stephanie Mailer foi publicado pela Alfaguara, com tradução de José Mário Silva e um total de 664 páginas.

Alfred Hitchcock – Loz Engelis
Dicker faz jus aos mestres do thriller | Fonte: https://lozengelis.wordpress.com/tag/alfred-hitchcock/

Depois de ler A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert e O Livro dos Baltimore, não podia deixar de continuar a desbravar a obra de Joël Dicker, autor que nasceu exatamente um mês antes de mim e com o qual me identifico bastante. O Desaparecimento de Stephanie Mailer foi a minha escolha e revelou-se uma escolha acertada. É um policial mais duro e cru que os livros anteriores, e embora os personagens não me tenham agradado tanto, é ainda assim um ótimo thriller, com um mistério que me deixou em suspense até ao último parágrafo.

Por vezes rebuscado, nem sempre coerente, a obra de Dicker continua a ser um prato cheio de emoções.

Destaco a quantidade enorme de personagens, que nos faz suspeitar de muitas delas e sem saber o que esperar. Qualquer um dos protagonistas tem uma história de vida trágica, que vão revelando a pouco e pouco, e achei esses interlúdios descritivos sobre acontecimentos que já tinhamos percebido parcialmente antes as partes menos positivas do livro, assim como o arco de história de Dakota, uma personagem que não acrescentou nada a não ser na parte final. Ainda assim, no seu todo, o livro revelou-se uma boa surpresa de ponta a ponta.

O facto de eu não me identificar muito com as personagens ao início fez-me torcer o nariz à forma lenta com que a narrativa começou, mas a pouco e pouco fui descobrindo as suas particularidades, o que me começou a agradar mais delas à medida que também a investigação ganhava ritmo. Dicker tem uma escrita muito fluída e agradável, que se quebra quando avança e recua muito no tempo, mas essa é já uma estrutura característica da sua obra, faz parte do seu estilo narrativo.

É interessante de ver personagens pouco estereotipadas, inúmeras personagens repletas de “esqueletos no armário” e nuances de personalidade dúbias, não sendo completos vilões no sentido mais tradicional do termo. Este livro apresenta-nos gradualmente muitos segredos, todos têm algo a esconder, mas também debate questões prementes das sociedades actuais, como o machismo, o bullying, a violência doméstica ou o abuso de menores.

the truth about the harry quebert affair | Tumblr
Marcus Goldman, o protagonista dos livros anteriores de Dicker, ficaria surpreendido. | Fonte: https://www.tumblr.com/tagged/the-truth-about-the-harry-quebert-affair?sort=top

Na noite de 30 de julho de 1994, a pacata vila de Orphea, na costa leste dos Estados Unidos, assiste ao grande espectáculo de abertura do festival de teatro. Mas o presidente da Câmara está atrasado para a cerimónia. Ao mesmo tempo, Samuel Paladin percorre as ruas desertas da vila à procura da mulher, que saiu para correr e não voltou. Só pára quando encontra o seu cadáver em frente à casa do presidente da Câmara, Joseph Gordon. Dentro da casa, toda a família do presidente está morta. Tudo leva a crer que um assassino matou o presidente, Meghan Paladin testemunhou o ocorrido e foi também assassinada.

Jesse Rosenberg e Derek Scott, dois polícias do estado de Nova Iorque, ficam com o caso. A investigação parece complexa, porque à primeira vista não haveria ninguém interessado em assassinar o presidente. Mas eis que testemunhas dão pela falta do bombeiro de plantão durante o espectáculo, e o carro dos bombeiros é visto em frente à casa do presidente da Câmara minutos antes do homicídio. Os polícias descobrem que o bombeiro, Ted Tennenbaum, tivera no passado uma desavença com Gordon devido à construção do seu restaurante, e com o recurso à balística associam a arma do crime a uma arma comprada por Tennenbaum.

As evidências são inegáveis e o principal suspeito é acusado do crime, ainda que a sua captura tenha mudado para sempre a vida de Jesse e Derek. Passaram-se vinte anos, Derek vive amargurado nas suas tarefas administrativas e Jesse prepara-se para se reformar antecipadamente, tendo em vista dedicar-se a um projeto secreto. Mas eis que, no final da sua cerimónia de despedida, uma jornalista chamada Stephanie Mailer o aborda e lhe diz com todas as letras que, vinte anos antes, prenderam a pessoa errada. A verdade estava à frente dos polícias e nenhum deles a compreendeu.

O tom de Stephanie é duro e vai embora sem lhe oferecer qualquer explicação. Jesse fica a remoer no caso e, antes de se aposentar, tem uma notícia desagradável. A jornalista que o interpelara, Stephanie Mailer, desapareceu. Jesse Rosenberg ruma então à vila de Orphea, onde todos parecem desvalorizar o desaparecimento da jornalista. Por um estranho motivo, uma vez que dera já provas de um grande talento, a jovem trabalhava para o diário local. À sua investigação junta-se Anna Kanner, a assistente do chefe de polícia de Orphea, que tem de lidar diariamente com a discriminação dos colegas, por ser uma mulher.

O protagonista, Jesse, parece ser a cara chapada do autor, Dicker. | Fonte: https://zint.online/coluna/na-prateleira-de-cima/joel-dicker/

Derek junta-se a Jesse e a Anna nesta luta contra o tempo para descobrir a verdade sobre os assassinatos de 1994 e sobre o desaparecimento recente de Stephanie Mailer. Personagens riquíssimas e interessantes rondam a sua periferia: Kirk Harvey, o antigo chefe de polícia que enlouquecera tentando escrever uma peça de teatro, Alan Brown, o atual presidente da Câmara e a sua esposa Charlotte, Cody Illinois, o dono da livraria, Sylvia Tennenbaum, irmã do acusado de 94, Michael Bird, o editor do jornal, Steven Bergdorf, editor responsável pela Revista Literária de Nova Iorque ou o insuportável crítico literário Meta Ostrovski, uma das grandes surpresas do livro.

O Desaparecimento de Stephanie Mailer tem uma evolução heterogénea, nem sempre ao mesmo ritmo, e são algo discutíveis as escolhas do autor. Pessoalmente, achei o final de algumas personagens pouco credível, mas de modo geral bastante satisfatório. Quero continuar a ler Jöel Dicker e os seus policiais cheios de reviravoltas, em que é difícil perceber quem é o assassino sem ter as peças todas em cima da mesa. Por vezes rebuscado, nem sempre coerente, a obra de Dicker continua a ser um prato cheio de emoções.

PS: Durante grande parte do livro estive convencido que o assassino era Jasper Montagne, o assistente do chefe de polícia.

Avaliação: 8/10

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close