Estive a Ler: Levaram Annie Thorne


Sei o que aconteceu à sua irmã. Está a acontecer de novo.


O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO LEVARAM ANNIE THORNE

C. J. Tudor é natural de Salisbury e cresceu em Nottingham. Vive em Sussex com o marido e a filha pequena. O seu amor pela escrita, em especial pelo macabro e pelo sinistro, manifestou-se desde cedo. Enquanto os jovens da sua idade liam Judy Blume, ela devorava as obras de Stephen King e de James Herbet

Ao longo dos anos, teve empregos tão diferentes como jornalista estagiária, empregada de mesa, autora de textos radiofónicos, empregada de loja, voz off, apresentadora de televisão, redatora publicitária e agora escritora. Levaram Annie Thorne foi publicado pela Editorial Planeta, com um total de 336 páginas.

Cena de Pet Sematary | Fonte: https://www.imdb.com/title/tt0837563/

A leitura de O Homem do Giz desagradou-me, tanto por me parecer uma cópia descarada de obras de Stephen King como It: A Coisa, como pela condução inverosímil da narrativa. Mesmo assim, decidi dar uma nova oportunidade à autora e o resultado teve um gosto agridoce, porque continua extremamente imatura. 

“(…) este livro é mais uma fanfic que um original, o que é pena, porque foi uma agradável experiência de leitura.” 

Neste Levaram Annie Thorne, C. J. Tudor tem mais mão na trama, apresenta-nos a um protagonista misterioso e badass que consegue guardar (mais ou menos) os seus mistérios do leitor. Há uma forte e bem doseada carga de suspense e de terror sobrenatural, e volte-faces credíveis. O que mais me desanimou, foi que a história / premissa, é novamente decalcada da obra de Stephen King. 

O TEXTO SEGUINTE CONTÉM PEQUENOS SPOILERS DE LEVARAM ANNIE THORNE

Tudo começou quando, uma noite, Annie Thorne desapareceu. Houve buscas, apelos desesperados, investigações. Todos pensaram que teria acontecido uma tragédia e não fosse encontrada com vida. Então, como por milagre, ela voltou no dia seguinte. Não contou o que tinha acontecido e todos pensaram que tivesse ficado traumatizada, mas o importante era estar em casa e bem. 

Porém, algo lhe aconteceu naquela noite. Algo sem explicação. Annie nunca mais foi a mesma criança alegre e implicativa como antes. A família tentou negar o óbvio, mas o seu irmão Joe percebeu que aquela não era a mesma. Um estranho e-mail faz com que Joe, muitos anos depois, regresse a Arnhill para remexer no passado. O seu conteúdo diz: «Sei o que aconteceu à sua irmã. Está a acontecer de novo.»

O livro de C.J. Tudor conta a história de uma criança de 8 anos que desaparece numa mina, no norte de Inglaterra. Quando reaparece já nao parece ser a mesma pessoa, aterrorizando o irmão mais velho. Repleta de elementos sobrenaturais num fundo de verdade, a trama acompanha um protagonista pouco íntegro, professor de profissão, que foi expulso de uma escola por a tentar roubar, para pagar dívidas de jogo. O regresso à terra natal fá-lo reencontrar várias personagens do seu passado. 

Embora nem sempre tenha apreciado o fio narrativo, que explorou pouco as personagens secundárias e focou-se demasiado no anda para cá e para lá de Joe, a trama vale pelo clima de suspense e ritmo elevado. A autora continua, porém, sem mostrar um trabalho de fundo, sem grande pesquisa e mesmo pouca inventividade, porque Levaram Annie Thorne tem exatamente a mesma ideia de base que Pet Sematary de Stephen King.

Trata-se de um cemitério onde quem entra morto, sejam pessoas ou animais, regressa vivo, mas oco por dentro e com propensão para a violência, o que faz algumas pessoas que o descobrem decidir cometer loucuras para manter vivos os seus ente-queridos. Assim sendo, este livro é mais uma fanfic que um original, o que é pena, porque foi uma agradável experiência de leitura. 

Avaliação: 5/10

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close