Fala-se de: Viúva Negra


Estreou a 8 de julho em Portugal o filme Viúva Negra, baseado na personagem com o mesmo nome da Marvel Comics. A película teve estreia simultânea nos cinemas e no Disney + com Premier Access. Produzido pelo Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, é o vigésimo quarto filme do Universo Cinematográfico Marvel, com direcção de Cate Shortland e argumento de Eric Pearson escrito a partir de uma história de Jac Schaeffer e Ned Benso

Trata-se do primeiro filme da Fase Quatro do MCU e foi adiado três vezes em relação à data de lançamento original de maio de 2020 devido à pandemia de COVID-19. A estreia quebrou vários recordes de bilheteira e arrecadou mais de 158 milhões de dólares em todo o mundo, para além dos 60 milhões de dólares facturados através da plataforma de streaming.

A película começa em 1995, quando dois agentes secretos russos, o super-soldado Alexei Shostakov (David Harbour) e a Viúva Negra Melina Vostokoff (Rachel Weisz), se fazem passar por uma família normal em Ohio para treinar como Viúva Negra duas meninas, que fingem ser duas filhas. São elas Natasha Romanoff e Yelena Belova, magistralmente interpretadas na idade adulta pela irrepreensível Scarlett Johansson e pela estrela em crescimento Florence Pugh, que já me havia deslumbrado na série A Rapariga do Tambor

As meninas são treinadas na tão famosa Sala Vermelha do General Dreykov (Ray Winstone), que captura meninas abandonadas para as treinar como assassinas profissionais. O tempo passa e Natasha acaba por escapar à vida de Viúva Negra – todos conhecemos o seu percurso como Vingadora – não sem antes fazer explodir o escritório de Dreykov em Budapeste, causando a aparente morte da filha do crápula, Antonia (Olga Kurylenko). 

O filme mostra então Natasha no rescaldo dos acontecimentos da Guerra Civil, quando é procurada pelas autoridades às ordens do secretário de estado Thaddeus Ross (William Hurt) por violar os Acordos de Sokovia. Enquanto sobrevive numa autocaravana, é atacada por um soldado mascarado tecnicamente perfeito, conhecido como Treinador. Rapidamente percebe que não é ela o alvo, mas sim uma encomenda que recebeu recentemente. O destino volta a conduzi-la para junto de Yelena, a sua irmã de criação.

O filme está recheado de óptimas cenas de acção e combates de tirar o fôlego que se desenrolam a uma velocidade surpreendente. Viúva Negra é ambientado em 2016, por isso, apesar de ser o primeiro filme da Fase 4 do MCU, acaba por ter uma única cena passada na era pós-Blip, o famoso estalo de Thanos narrado em Vingadores: Guerra Infinita. Trata-se da cena pós-créditos.

Viúva Negra é um regresso à casa de partida. Ele irá agradar certamente muito mais aos que preferem a versão mais clássica dos super-heróis, os que vibraram com Homem de Ferro, Capitão América ou Thor e já não acham tanta piada aos últimos filmes da franquia. Por sua vez, não será tão aliciante para quem quer ver novidades, revelações e crossovers, decorrentes das produções mais recentes da Marvel.

Senti falta realmente do multiplicar de direcções que as últimas produções da Marvel têm disseminado, é um filme muito focado e, aparte mesmo a cena pós-créditos, não há mesmo mais nada que traga de relevante para a franquia. Mesmo como thriller de acção, a fórmula parece previsível em toda a sua largura.

Posso não ter adorado, mas gostei. Em boa parte por incluir no elenco o meu crush de adolescência, Rachel Weisz, e a nova queridinha da sétima arte, a incrível Florence Pugh. Juntá-las a Scarlett Johannson e a David Harbour foi uma óptima escolha e a dinâmica entre os dois funcionou muito bem. Que venham mais filmes, de todos os géneros possíveis.

Avaliação: 7/10

Um comentário em “Fala-se de: Viúva Negra

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close