Fala-se de: Loki T1


Criada por Michael Waldron para o Disney+, Loki é uma série baseada na personagem com o mesmo nome da Marvel Comics. É ambientada no Universo Cinematográfico Marvel (MCU), que dá continuidade aos filmes da franquia, após os eventos do filme Vingadores: Endgame (2019). Loki é produzida pelo Marvel Studios, com Waldron como argumentista principal e Kate Herron dirigindo a primeira temporada.

Incluída na Fase 4 do MCU, Loki estreou a 9 de junho de 2021, depois de ter enfrentado, em 2020, uma paragem significativa nas gravações devido à pandemia de Covid-19. A primeira temporada terminou a 14 de Julho, com um total de seis episódios, estando a série já a trabalhar na sua segunda temporada, anunciada nas cenas pós-créditos do season finale

A série resolve o problema dos paradoxos com a existência de variantes humanas, alternativas de uma mesma pessoa. Depois de roubar o Tesseract durante os eventos de Vingadores: Endgame, uma versão alternativa de Loki é trazida para a misteriosa Autoridade de Variância Temporal (AVT), uma organização burocrática que existe fora do tempo e do espaço, que gere e vigia a linha do tempo e que usa Jóias do Infinito como pisa-papéis. 

Os seus misteriosos funcionários dão a Loki uma escolha: ser apagado da existência por ser uma “variante do tempo” ou ajudar a consertar a linha do tempo e impedir uma ameaça maior. Loki acaba preso num thriller policial, viajando no tempo e alterando a história da humanidade. Na AVT perambulam personagens peculiares como a animação Senhora Minutos, a juíza Ravonna Renslayer (Gugu Mbatha-Raw) ou o agente Mobius de Owen Wilson

Supostamente, uma série de entidades chamadas de Guardiões do Tempo criaram a AVT para detectar e inutilizar variantes temporais na Linha do Tempo Sagrada, mas nada é o que parece e Loki vai ter de perseguir uma variante de si mesmo para obter as respostas que procura. Essa variante é uma das grandes surpresas da produção. 

A trama está repleta de efeitos especiais e as peripécias do protagonista são insanas, nada que surpreenda se considerarmos que o seu criador é também responsável pelo sucesso de animação Rick and Morty. As loucuras em Loki, porém, têm outras repercussões, porque os acontecimentos da série terão influência significativa no futuro do MCU. 

Várias são as participações importantes nesta série, como as de Richard E. Grant ou Jonathan Majors, mas destaco sobretudo o desempenho de Tom Hiddleston como a personagem-título. O actor não desilude e o sucesso da personagem nos ecrãs deve muito à sua interpretação. Nesta série conhecemos uma versão mais amolecida da personagem, resultado dos vínculos que vai forjando com as demais.

Mas é impossível não falar de Owen Wilson e de Sophia Di Martino. Wilson traz-nos um investigador criminal ao mesmo tempo sóbrio e indagador, aberto à mudança, com o seu sonho longínquo de um dia possuir um jet-ski. Di Martino apresenta uma personagem profunda e são os seus dilemas e dicotomias que fazem o próprio Loki de Hiddlestone questionar a sua essência. Muito bom. 

Avaliação: 8/10

Um comentário em “Fala-se de: Loki T1

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close