Autor

Sem Título

O meu nome é Nuno Ferreira e sou um entusiasta da Ficção Especulativa, blogger, bookaholic crónico e autor de literatura fantástica.

Nuno Ferreira coleciona chapéus, livros e legos. Foi ator, coordenou um grupo teatral, praticou kung fu e danças de salão. Pontualmente apresenta noites de fado e pequenos espetáculos. É licenciado em Gestão de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional, mas mantém viva a paixão pela área editorial. Fundou em 2012 o blogue Notícias de Zallar, que produz conteúdo regular ligado à Ficção Especulativa. Tem vários contos publicados e é autor do livro Espada que Sangra, finalista do Grande Prémio Adamastor de Literatura Fantástica 2018 e 2019.

Para além do que esta pequena BIO oficial põe a nu, posso também revelar que sou completamente louco pela franquia Dragon Ball e adoro tudo um pouco o que é a Disney mais mainstream. Vivo com uma italiana tão adulta quanto eu e com quatro Funko POP! de estimação, um Gandalf de The Lord of The Rings incontinente, um Lord Varys do Game of Thrones com complexos pelo tamanho da sua cabeça, um Groot dos Avengers e uma Porg do Star Wars, que batizamos de Shirley quando, por acaso, olhamos para a capa do livro Terrarium do João Barreiros e Luís Filipe Silva.

img_20190627_163316_253-541891828.jpg

Fundado a 4 de agosto de 2012, Notícias de Zallar é o título do meu website/weblog oficial. Inicialmente chamado Deixa-me Ler-te, apenas uma plataforma de crítica literária para consumo interno, o blogue sofreu uma modificação de ADN em setembro de 2014, quando publiquei o meu primeiro livro, Espada que Sangra. Desde então, à formulação de opiniões juntei também a divulgação dos meus projetos literários. Histórias Vermelhas de Zallar é o nome da série literária a que dou voz, atualmente publicada pela Editorial Divergência.

IMG_20180407_144947.jpg

Entre 2016 e 2017 partilhei aqui no blogue, gratuita e quinzenalmente, um livro de fantasia com o título Língua de Ferro: Um Sacana Qualquer. Também em 2016 iniciei parceria com uma das minhas editoras preferidas, a Edições Saída de Emergência, sendo utilizado muitas vezes pela editora como referência para promover os seus livros. Vim ainda a efetuar parcerias com vários autores nacionais e internacionais. 2017 trouxe-me, pela Editorial Divergência, a minha primeira participação numa antologia, Os Monstros que nos Habitam, com o conto de terror sobrenatural A Maldição de Odette Laurie. Em 2018, publiquei uma nova versão do meu primeiro livro, tornei-me gestor de redes sociais da Editorial Divergência e parceiro da Imaginauta. Pela Edições Imaginauta publiquei o conto A Caveira de Deus, incluído na Colecção Barbante e participei com uma entrada no Guia Turístico Lisboa Oculta, publicação bilingue português e inglês. Tornei-me também colaborador da Revista Bang! das Edições Saída de Emergência.

Ainda em 2018, vi o Espada que Sangra ser nomeado para o Grande Prémio Adamastor de Literatura Fantástica, ficando entre os seis finalistas. O meu livro stand-alone de flintlock fantasy Embaixada, que será publicado nos próximos anos, ficou nos três finalistas do 1.º Prémio António de Macedo.

Em 2019, publiquei um artigo sobre Steven Erikson na versão impressa da Revista Bang! #26, distribuída por todas as FNACs do país, com o título Não Acordem a Cresta! e participei também na Splaft #15, o Catálogo do Festival de BD de Beja, de que sou parceiro oficial, onde falei sobre o artista Tyler Crook, convidado da organização em 2019. O Espada que Sangra foi uma vez mais nomeado para o Grande Prémio Adamastor de Literatura Fantástica, assim como o guia turístico Lisboa Oculta. O meu conto “A Caveira de Deus” foi também um dos finalistas, na categoria conto.

No Festival Vapor 2019, publiquei o meu conto Mais Que Fazer no livro Almanaque Steampunk 2019, lançado no Museu Nacional Ferroviário do Entroncamento. Na Revista Bang! #27, publiquei um artigo sobre a evolução da literatura fantástica ao longo dos tempos, com o título A Idade Não Conta.

Tens alguma pergunta para me fazer? Coloca o teu mail no formulário abaixo e não hesites em contactar-me.

img_20190527_123255_1062129277299.jpg

img_20191024_230346_7761993392650.jpg

PRESENÇAS:

28/09/2019 – Lançamento do livro “Almanaque Steampunk 2019” no Festival Vapor 2019, no Museu Nacional Ferroviário do Entroncamento

16/11/2018 – Mostra de literatura na Feira das Artes 2018, no Clube União de Recreios de Moita no Norte, Vila Nova da Barquinha

12/10/2018 – Lançamento do livro “Lisboa Oculta” no Fórum Fantástico 2018, em Telheiras, Lisboa

15/07/2018 – Apresentação de palestra “Como Sobreviver ao Fim do Mundo? O Apocalipse na Literatura” no Sci-Fi Lx, no Instituto Superior Técnico de Lisboa

10/06/2018 – Apresentação do livro “Espada que Sangra” no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

07/04/2018 – Lançamento da nova edição de “Espada que Sangra” no Palácio Baldaya em Benfica, Lisboa

30/04/2017 – Apresentação do livro “Os Monstros que nos Habitam” no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

29/04/2017 – Lançamento do livro “Os Monstros que nos Habitam” na Biblioteca São Lázaro em Lisboa.

07/05/2016 – Sessão de Autógrafos na Feira da Ascensão em Chamusca

13/09/2015 – Sessão de Autógrafos na Feira de Comércio e Agricultura ALPIAGRA em Alpiarça

18/03/2015 – Convidado da “Semana da Leitura” na escola D. Maria II de Vila Nova da Barquinha

12/03/2015 – Convidado do “Palavras Soltas” no CEAC Vila Nova da Barquinha

14/12/2014 – Apresentação de “Espada que Sangra” em Moita do Norte

01/12/2014 – Tertúlia Literária no Clube União de Recreios em Moita do Norte

06/09/2014 – Lançamento do livro “Espada que Sangra”

CRÍTICAS:

Aqui podes ler todas as opiniões sobre o meu livro Espada que Sangra:

Livro nomeado para os Prémios Adamastor do Fantástico 2018 e 2019

“Posso dizer que são poucos os livros que tenham tido
um início de saga tão bom como este” Leituras do Fiacha O Corvo Negro

“Um livro arrebatador, para todos os que adoram fantasia.” Buczov Alexandria

“A leitura é muito agradável… criando o suspense e o entusiasmo em cada virar de página.” Folhas do Mundo

“Oh Meu Deus, que personagens!” Páginas Encadernadas

“Fiquei bastante surpresa com a escrita de Nuno Ferreira, deliciosamente surpresa.” Eu e o Bam

“Uma leitura bastante agradável e que se tornou viciante à medida que ia avançando” O Prazer das Coisas

“Primeiro estranha-se e depois entranha-se” Voyage

“Um primeiro volume a cheirar a soberbo, para um estreante nestas andanças.” Chamem o Charlie

Opinião em páginas:

Wook (Comentários)

Goodreads (Comentários)

Opinião em blogues:

Leituras do Fiacha O Corvo Negro

A Guerra dos Sonos

Voyage

O Prazer das Coisas (inclui vídeo)

Delícias à Lareira

Buczov Alexandria

Folhas do Mundo

Páginas Encadernadas

Eu e o Bam

O Sofá dos Livros

Sonho de Cibele

O Encanto das Histórias

The Girl In Jeans

O Imaginário dos Livros

Chamem o Charlie

Aqui podes ler todas as opiniões sobre a antologia Os Monstros que nos Habitam:

“Depois de ler, vai desejar não o ter feito. Um passaporte para noites de insónia.” Diogo Sal

“Um livro mágico que agradará aos fãs do fantástico e que nos mostra que Portugal está repleto de vozes talentosas neste género literário.” Flames

“Qualquer antologia com talentos como esta vale a pena. E, por esta altura, já aprendemos que as da Editorial Divergência valem muito a pena.” O Senhor Luvas

“Os Monstros Que Nos Habitam é uma antologia corajosa e promissora que combate o estigma que só lá fora se escreve boa ficção sobrenatural. Numa multiplicidade de narrativas que agradará não só aos amantes do paranormal aqui está a prova que ainda há muito bom talento em Portugal que merece ser explorado.” Algodão Doce para o Cérebro

“Um conjunto de contos arrepiantes que fará o leitor sentir a tensão em cada virar de página, demonstrando assim o valor dos autores portugueses no género paranormal.” Mil Estrelas no Colo

“À abertura, “A Maldição de Odette Laurie”, de Nuno Ferreira, transporta-nos para um fantástico rural, onde o paranormal é alimentado por invejas e vinganças. Tanto no enredo como na própria escrita, é um conto que faz lembrar clássicos como A Dama Pé-de-Cabra… ambientados numa era de Walking Dead!” Rogério Ribeiro

Opinião em blogues:

Mil Estrelas no Colo

O Senhor Luvas

Pick Up a Weirdo

Rascunhos

I Dream in Infrared

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close