Crítica

Aqui podes ler todas as opiniões sobre o meu livro Espada que Sangra:

“Posso dizer que são poucos os livros que tenham tido
um início de saga tão bom como este” Leituras do Fiacha O Corvo Negro

“Um livro arrebatador, para todos os que adoram fantasia.” Buczov Alexandria

“A leitura é muito agradável… criando o suspense e o entusiasmo em cada virar de página.” Folhas do Mundo

“Oh Meu Deus, que personagens!” Páginas Encadernadas

“Fiquei bastante surpresa com a escrita de Nuno Ferreira, deliciosamente surpresa.” Eu e o Bam

“Uma leitura bastante agradável e que se tornou viciante à medida que ia avançando” O Prazer das Coisas

“Primeiro estranha-se e depois entranha-se” Voyage

Opinião em páginas:


Wook (Comentários)

Goodreads (Comentários)

Opinião em blogues:

Leituras do Fiacha O Corvo Negro

A Guerra dos Sonos

Voyage

O Prazer das Coisas (inclui vídeo)

Delícias à Lareira

Buczov Alexandria

Folhas do Mundo

Páginas Encadernadas

Eu e o Bam

O Sofá dos Livros

Sonho de Cibele

O Encanto das Histórias

The Girl In Jeans

O Imaginário dos Livros

Aqui podes ler todas as opiniões sobre a antologia Os Monstros que nos Habitam:

“Depois de ler, vai desejar não o ter feito. Um passaporte para noites de insónia.” Diogo Sal

“Um livro mágico que agradará aos fãs do fantástico e que nos mostra que Portugal está repleto de vozes talentosas neste género literário.” Flames

“Qualquer antologia com talentos como esta vale a pena. E, por esta altura, já aprendemos que as da Editorial Divergência valem muito a pena.” O Senhor Luvas

“Os Monstros Que Nos Habitam é uma antologia corajosa e promissora que combate o estigma que só lá fora se escreve boa ficção sobrenatural. Numa multiplicidade de narrativas que agradará não só aos amantes do paranormal aqui está a prova que ainda há muito bom talento em Portugal que merece ser explorado.” Algodão Doce para o Cérebro

“Um conjunto de contos arrepiantes que fará o leitor sentir a tensão em cada virar de página, demonstrando assim o valor dos autores portugueses no género paranormal.” Mil Estrelas no Colo

“À abertura, “A Maldição de Odette Laurie”, de Nuno Ferreira, transporta-nos para um fantástico rural, onde o paranormal é alimentado por invejas e vinganças. Tanto no enredo como na própria escrita, é um conto que faz lembrar clássicos como A Dama Pé-de-Cabra… ambientados numa era de Walking Dead!” Rogério Ribeiro

Opinião em blogues:

Mil Estrelas no Colo

O Senhor Luvas

Pick Up a Weirdo

Rascunhos

I Dream in Infrared

Anúncios