Estive a Ler: O Resto É Paisagem


É certo e sabido que Portugal é Lisboa e o resto é paisagem!

Que riqueza, população, indústria e institutos de saber se acotovelam no litoral, com o alívio de quem encontrou a saída do labirinto!

Que investimentos e progresso medram na faixa atlântica, de costas viradas ao excesso de nenhures e surdos ao canto do pesado silêncio do abandono!

Que há um inconfessado embaraço por aquele outro mar sem mergulho cujas ondas lentas e densas de pedra rochosa, se as tivéssemos navegado, jamais nos trariam a glória dos mundos dos Descobrimentos!

O TEXTO SEGUINTE ABORDA A ANTOLOGIA O RESTO É PAISAGEM

Nascida da colaboração entre o autor Luís Filipe Silva e a Editorial Divergência, a antologia O Resto É Paisagem é uma coletânea de contos de fantasia rural, lançada no passado dia 13 de outubro no Fórum Fantástico 2018. Silva é o coordenador editorial da antologia, bem conhecido pelos seus livros O Futuro à Janela, A GalxMente e Terrarium: Um Romance em Mosaicos, além de vários contos, críticas e artigos em publicações nacionais e internacionais.

Esta antologia resultou da vontade de provar que fora da urbe também o Fantástico existe e sobrevive. Numa época de intensa desertificação do interior nacional, fica a ideia de que vale a pena imortalizar os seus cenários e mitos rurais. Carlos Alberto Espergueiro, Daniela Maciel, Inês Montenegro, João Ventura, Lívia Borges, Pedro Galvão, Raquel Cal, Ricardo Correia, Rui Ramos e Simão Cortês são os autores que contribuem para este livro da Editorial Divergência.

Fonte: https://divergencia.pt/balanco-do-forum-fantastico-2018/

O Resto É Paisagem é um mergulho no Portugal profundo, nas suas crendices e ruralidades. Apesar de todos os contos tratarem desta vertente mais arrepiante da lenda rural, posso dizer que a antologia em si tem uma estrutura bastante heterogénea, tanto em forma como em conteúdo. Não existem dois contos que se possam dizer ser bastante parecidos, apesar de comungarem do mesmo ambiente. Gostei mais de uns do que de outros, mas não encontrei um conto que me tenha enchido as medidas.

“Composta por dez autores competentes, O Resto É Paisagem é uma boa antologia de ficção rural que consegue passar ao leitor toda a aura de Portugalidade e de regionalismo que se objetivava.

A antologia é virtuosa na forma como explora vincadamente o Portugal rural. De uma forma ou de outra, o sobrenatural está sempre presente, mas também o lado mais triste e solitário do interior, por mais belas que sejam as suas paisagens bucólicas e puro o ar que nele se respire. O Resto É Paisagem convida-nos a deixar a cidade e a explorar os cantos mais recônditos do nosso país.

Resultado de imagem para O RESTO É PAISAGEM EDITORIAL DIVERGÊNCIA
Fonte: https://divergencia.pt/loja/o-resto-e-paisagem/

O livro começa com um conto de Inês Montenegro. A autora tem contos publicados em antologias e fanzines, tanto portuguesas quanto brasileiras. Trabalha também como revisora e mantém um blogue de opiniões literárias. Posso dizer que a antologia não começou com um dos seus contos mais interessantes, mas Rogos e Mitos teve um final bastante digno.

Seguiram-se os meus dois contos preferidos da coletânea. O Prego no Portão de João Ventura e O Poço de Simão Cortês. Ventura, autor de contos mais virados para o fantástico e para a ficção científica, viu a sua colectânea Tudo Isto Existe ser publicada no mesmo dia da antologia onde nos oferece uma aventura arrepiante de um grupo de amigos, em jeito de retrospectiva. Já Simão Cortês, lisboeta a viver no Reino Unido, onde estuda filosofia da religião, soube explorar com destreza as crendices do Portugal rural, nomeadamente a lenda da Maria Gancha.

Imagem relacionada
Fonte: https://www.jornaldeleiria.pt/noticia/hoje-ha-monstros-e-contadores-de-historias-na-arquivo-5488

Lívia Borges é autora de fanfiction e também de romance histórico. Ganhou em 2017 o 1.º prémio do 1. º Concurso de Escrita Criativa promovido pela ANGA, Associação Núcleo de Geeks do Algarve, com uma história de ficção científica. O seu conto O Espírito do Vento foi muito interessante, mostrando que é possível inovar e ser original quando se apela à imaginação, mesmo com um tema tão restrito como este.

“A antologia é virtuosa na forma como explora vincadamente o Portugal rural.”

A Última Missa de Raquel da Cal foi um conto também muito bem trabalhado, acima de tudo inesperado. Um padre, acabado de chegar a uma aldeia para ali assumir a paróquia, rapidamente percebe ser vítima de uma enxurrada desesperada de almas penitentes. Apesar da escrita da autora ainda não se conseguir destacar junto dos demais, Raquel já publicou alguns contos em fanzines, revistas e projetos independentes.

Imagem relacionada
Fonte: https://www.dinheirovivo.pt/economia/bucaco-estabelece-novo-recorde-de-visitantes-em-2017/

Rui Ramos é mais conhecido como contador de histórias, mas tem visto os seus contos, BDs e ilustrações publicados em algumas edições independentes. Foi premiado com o Troféu Central Comics para Melhor Fanzine 2008 e o ESFS Encouragement Awards 2016. Mais do que introduzir várias criaturas da nossa mitologia, como trasgos, olharapos ou o próprio canhoto, Ramos soube fazer uma ótima reflexão sobre valores morais e sobre o que fazemos com a nossa vida. Chegou ao Seu Destino é outro dos bons contos desta antologia.

Já Não Se Pode Ter Um Bixo de Carlos Alberto Espergueiro foi um conto muito divertido, cheio de regionalismos e humor e uma pitada interessante de ficção científica. Infelizmente o final pareceu-me abrupto e pouco explícito. O autor é licenciado em Estudos Portugueses pela UTAD, freelancer e reside atualmente na Suiça. Tem contos publicados nos Almanaques Steampunk e nas antologias Fénix e Ficções Phantasticas.

Resultado de imagem para TRASGO
Fonte: http://portugalmisterioso.blogspot.com/2015/06/trasgo-o-que-e-isso.html

Seguiram-se os dois contos que menos gostei em O Resto É Paisagem, o que foi uma pena, uma vez que ambos os autores revelaram uma escrita acima da média. A Solidão É Um Deus Negro de Ricardo Correia fala sobre um casal alentejano e os acontecimentos que conduziram à desertificação do Alentejo, enquanto Anátema é um monólogo ambicioso de Pedro Nuno Galvão.

“O Resto É Paisagem é um mergulho no Portugal profundo, nas suas crendices e ruralidades.”

A antologia fecha com um conto cuja escrita achei demasiado pueril para a carga que acarreta, mas que se lê muito bem. A Maldição da Casa da Colina apresenta um casal que se muda para uma habitação no interior de Portugal para quebrar o bloqueio imaginativo do homem, um escritor de sucesso. O que eles não imaginavam era que a casa estivesse assombrada. Daniela Maciel é formada em Psicologia.

Resultado de imagem para casa assombrada
Fonte: https://nit.pt/out-of-town/miudos/10-23-2016-5-programas-para-levar-os-miudos-neste-halloween/attachment/45995

Fica a certeza que muitos destes autores têm ainda um grande caminho para percorrer e muito para crescer, a sensação de que o nosso país está repleto de talentos em bruto com tudo para vir a singrar no meio. Este é apenas um exemplo de como a Editorial Divergência está a afirmar-se como o viveiro de talentos por excelência em Portugal, na área da Ficção Especulativa. E é de realçar o magnífico trabalho de revisão do livro. Não encontrei uma única gralha, o que é de salutar.

Composta por dez autores competentes, O Resto É Paisagem é uma boa antologia de ficção rural que consegue passar ao leitor toda a aura de Portugalidade e de regionalismo que se objetivava. A grande diferença reside naquilo que eles me conseguiram passar. Da experiência de um João Ventura à proximidade de um contador de histórias como é Rui Ramos, passando pela leveza de um Simão Cortês, esta antologia tem de tudo um pouco. E os contos destes três autores foram realmente os que mais me agradaram.

Avaliação: 6/10

3 comentários em “Estive a Ler: O Resto É Paisagem

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close