Estive a Ler: A Senhora do Lago Parte 1, The Witcher #7


Um rumor nos ouvidos. Um resplandecer e a claridade. E, depois, a escuridão.

O TEXTO SEGUINTE ABORDA O LIVRO “A SENHORA DO LAGO PARTE 1”, SÉTIMO VOLUME DA SAGA THE WITCHER

A saga está perto do fim! Natural da Polónia, Andrzej Sapkowski é um aclamado autor de fantasia, conhecido pela saga The Witcher. Vencedor de inúmeros prémios polacos e europeus, a sua obra já foi traduzida para mais de vinte línguas. A saga literária The Witcher inspirou uma série de videojogos de grande popularidade que vendeu mais de 20 milhões de cópias no mundo inteiro e, atualmente nas bocas do mundo pela série da Netflix, protagonizada por Henry Cavill, Anya Chalotra e Freya Allan.

A Senhora do Lago é o último volume da saga The Witcher, dividido em Portugal – como em outros países devido às suas dimensões – em dois livros. A série é publicada no nosso país pela Coleção Bang! da Saída de Emergência, tendo o sétimo livro sido lançado em 2020, com um total de 336 páginas, tradução de Olga Baginska-Shinzato e adaptação de Rui Azeredo. A Senhora do Lago Parte 1 sucede aos livros O Terceiro Desejo, A Espada do Destino, O Sangue dos Elfos, O Tempo do Desprezo, Batismo de Fogo e A Torre da Andorinha.

Ler Sapkowski é uma montanha russa de emoções. Não vale a pena achar que estamos a seguir um caminho e que as personagens se vão encontrar neste ou naquele ponto, que as narrativas vão confluir ou que os percursos vão seguir determinada direção. Tudo em The Witcher é imprevisível. O autor polaco foge a toda e qualquer espécie de paradigma, preferindo baralhar e voltar a dar quando a história parece seguir o seu trajeto natural. Isso torna a leitura imprevisível e entusiasmante, mas após sete volumes posso dizer que por vezes também frustra um pouco as expectativas.

A primeira parte do último volume de uma saga inigualável.

Esta primeira parte de A Senhora do Lago aparece depois de dois volumes absolutamente incríveis. Batismo de Fogo e A Torre da Andorinha foram os melhores volumes da série até ao momento, por isso as expectativas para este livro eram gigantes. E acabou por ser um pouco incómodo ver tão pouco de algumas personagens importantes, para ver introduzidas e desenvolvidas personagens que muito pouco me dizem a esta altura do campeonato, como Condwiramurs ou Jarre. A nossa protagonista também é arrastada para novas aventuras tão longe de tudo, com um percurso algo ridículo e estranho.

Acabo este livro com a sensação que li trezentas e tal páginas de palha, mas a verdade é que ainda assim senti o volume como uma leitura muito boa. A escrita de Sapkowski é certamente uma das maiores qualidades de The Witcher: madura, descomplexada, despretensiosa e sobretudo bem humorada. Os momentos que passamos ao ler esta saga, especialmente do terceiro volume para a frente, são momentos de puro entretenimento. Uma série tão cheia de clichés que é tudo menos cliché.

Sapkowski apresenta uma série de fantasia que goza e satiriza o próprio género, é um verdadeiro brincalhão. Mesmo algumas cenas mais incómodas, como tentativas de estupro e a violência infantil, são permeadas de um humor cáustico, de mau gosto mesmo, mas dão uma credibilidade ao conto de fadas palpável, para além de obrigar o leitor a reflectir e a deparar-se com as realidades menos bonitas numa visão real da fantasia encantada.

Depois dos eventos de A Torre da Andorinha, encontramos os nossos protagonistas em suspenso. Yennefer foi capturada, nas mãos de Vilgefortz e Skellen. Geralt continua em busca de Ciri, junto com os seus companheiros de viagem: o cantor e poeta Jaskier, o nilfgaardiano Cahir aep Ceallach, o vampiro Regis Terzieff-Godefroy, a arqueira Milva e a insubordinada Angoulême. E Ciri, depois da perseguição levada a cabo por Leo Bonhart, atravessa um portal poderosíssimo: a Torre da Andorinha

… caindo numa época e dimensão distante. É aí que se torna prisioneira dos elfos, que têm uma agenda definida muito metodicamente para ela. Pelo meio, cruza-se com personagens da mitologia arturiana, como Galahad ou Nimue, a Senhora do Lago, que dá nome ao volume, mas também com um unicórnio que lhe é familiar. A rapariga, personagem central na trama, adquire uma posição de prestígio tão larga que lhe chamam de A Senhora dos Mundos.

Apesar de a trama de Ciri ser manifestamente a mais explorada neste livro, os seus capítulos revelaram-se algo avulsos, por vezes até confusos. É uma personagem bastante bem desenvolvida e este livro vem trabalhar mais nesse sentido. Mesmo sendo um volume em que a sua progressão me pareceu mais irreal e fantasiosa, não deixei de me emocionar perante a sua necessidade de reencontrar Geralt e Yennefer, e quando ela chama a bruxa de “mãe”. Assistimos também a uma nova e interessante faceta do imperador Emhyr.

Lamento a pouca participação de Yennefer no volume e a passagem de Geralt por Touissant, que me pareceu demasiado vazia, apesar das maquinações de Fringilla Vigo me parecerem vir a dar frutos no futuro da história. De qualquer forma, não deixou de ser uma leitura bem agradável – e que saudades que eu tinha de Sapkowski. Importa não esquecer que é apenas a primeira parte de um livro. A primeira parte do último volume de uma saga inigualável.

Este livro foi cedido em parceria com a editora Saída de Emergência.

Avaliação: 7/10

The Witcher (Edições Saída de Emergência):

#1 O Terceiro Desejo

#2 A Espada do Destino

#3 O Sangue dos Elfos

#4 O Tempo do Desprezo

#5 Batismo de Fogo

#6 A Torre da Andorinha

#7 A Senhora do Lago Parte 1

#8 A Senhora do Lago Parte 2

Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close